Livro: Early Stones – Michael Cooper

8 de novembro, 2017 | por Mairon
Resenha de Livro
2

Por Mairon Machado

Livros sobre música sempre são um atrativo extra para colecionadores e amantes dessa arte, seja por conta das informações históricas, seja por notícias desconhecidas, ou também por conta de catálogos feitos com precisão que auxiliam os colecionadores a guardar, armazenar e classificar seus materiais. Recentemente, escrevi sobre o bom livro Discografia Completa, dos Rolling Stones.

A versão gringa

Além disso, um novo formato de livros que surgiu com força e muito consumo são os livros de imagens. Várias bandas tiveram lançamentos que compilam em suas páginas imagens raras, inéditas, clássicas, que viram referência da exposição dos artistas, algumas bastante emblemáticas. Nessa área, um dos clássicos livros é Early Stones, lançado originalmente em 1993 (lá fora) e que saiu aqui no Brasil em 2012.

Com 328 páginas, no formato brochura, o livro traz uma série de imagens registrada pelo renomado fotógrafo Michael Cooper, cobrindo a fase embrionária dos Rolling Stones até as gravações do clássico Exile On Main St., de 1972, em um período de aproximadamente 10 anos de imagens. Cooper tornou-se um amigo pessoal da banda, sendo mais íntimo de Keith Richards, o velho Keef, e acompanhou de perto praticamente o dia-a-dia da banda, inclusive períodos de férias, visitas a locais históricos, gravações – Cooper era o único fotógrafo autorizado a registrar imagens das gravações – e momentos íntimos dos membros da banda.

Mick e Keef em Stonehenge (acima); “The Eleven Hands” (abaixo)

A compilação das imagens foi feita pelo filho de Michael, Adam Cooper, e para quem curte ver fotos, é muito legal visualizar a visita de Keef e Mick Jagger à Stonehenge, os dias de férias de Brian Jones, Mick Jagger e Keef no Marrocos, os ensaios para a gravação de Exile On Main St., momentos de lazer de Keef com sua esposa, Anitta Palenberg, e os filhos ainda pequeno, assim como Jagger ao lado de Marianne Faithfull, fotos promocionais, entre outros, como a sequência de imagens que originou a clássica foto “Eleven Hands”, Keef tocando baixo e teclados, histórias e imagens do set que originou a capa de Their Satanic Majesties Request, e que foi todo montado pelos próprios Stones, momentos da clássica apresentação da banda no Hyde Park, no famoso show em homenagem à Brian Jones, o próprio Jones nos estúdios, tocando marimba, Sitar, a visita de Keef, Gram Parsons e amigos ao parque Joshua Tree, e claro, muitos cigarros em quase todas as fotos dos músicos.

Galera indo dar “uma banda” com Gram Parsons (acima); Keef na piscina (abaixo)

Junto das imagens, o livro também traz relatos narrados por Keef, Anitta, Marianne, Ian Stewart (pianista que acompanhou os Stones desde o início da banda, sendo considerado o sexto membro do grupo, até vir a falecer em 1985) e o escritor Terry Southern, que veio a falecer em 1995, três anos após o lançamento original de Early Stones, bem como um emocionante epílogo feito pelo filho de Michael, Adam Cooper, onde ele conta sua relação com as imagens e com o dia a dia do pai e os famosos.

Keef apreciando uma determinada substância (acima); contra-capa da versão nacional do livro (abaixo)

Em época de Feira do Livro em várias cidades daqui do Rio Grande do Sul (não sei se no resto do país tem essa tradição), e de véspera de Black Friday em vários sites de livrarias e lojas especializadas, é uma boa pedida para os fãs dos ingleses.



2 Comentarios

  1. Maicon disse:

    Deve ser um livro muito interessante. Uma coisa, tem uma das fotos citando Graham Nash, não seria Gram Parsons?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *