Jão, do Ratos do Porão, comenta sobre importância do Black Flag, em SP dia 7/7

“Police Story”, a sétima faixa de Damaged, o disco de estreia do Black Flag lançado em 1981, não à toa foi coverizada pelo Ratos do Porão quase 15 anos depois no Feijoada Acidente – Internacional: as guitarras tortas e a batida alucinada, meio desajeitada, dão a pegada raivosa para críticas às instituições que batem, reprimem e enriquecem. É levar porrada, dar porrada e seguir adiante, mas não baixar a cabeça, uma entre tantas mensagens atemporais exaltadas com atitude pelo Black Flag, que orientam e inspiram inúmeras bandas e pessoas até hoje. Enfim no Brasil, tocam dia 7 de julho no Carioca Club, em São Paulo, a única data no país.

Jão, guitarrista e fundador do Ratos do Porão, foi um entre tantos moleques impactados pela sonoridade alucinante e original do Black Flag. “Quando apareceu, né, meu, era uma sonoridade muito nova. Pega os quatro primeiros anos da banda, era um negócio muito diferente, pra frente do seu tempo, com aquelas guitarras tornas, uma mina no baixo”. Já no movimento punk, Jão conta que foi ouvir Black Flag pela primeira vez em 1981, “quando começaram a aparecer uns compactos”, pro delírio da galera envolvida com esse som.

Devido à postura e som, João aponta o Black Flag como “imprescindível” e que, assim como Circle Jerks e Middle Class, influenciou demais o começo do Ratos do Porão, “que era aquela coletânea Sub, antes do (João) Gordo entrar na banda, antes do Crucificados pelo Sistema”. Era a influência do hardcore americano abrindo possibilidades ao punk de todo o mundo. “Aquelas guitarras tortas, pô, no começo do Ratos a gente não sabia e nem tinha condição de fazer um som naquele estilo, mas adaptamos à nossa realidade e aquilo que conseguimos tocar”. Além do começo arrebatador e marcante ao punk/hardcore, Jão menciona o impacto que mais pra frente foi ouvir My War, o segundo disco do Black Flag. “Aquela bagulho tenso, com uma sonoridade obscura. Os caras sempre foram se renovando e fazendo discos diferentes, sem perder a marca registrada da banda. Acho a discografia do Black Flag bem foda e interessante”, conta o guitarrista.

Fábio Massari, o icônico VJ da antiga MTV, aquele jornalista que conta como nenhum outro as histórias e anedotas de bandas alternativas ao redor do globo, conhecido também como ‘Reverendo’, mantém o discurso de Jão sobre o Black Flag, que, segundo entende, “forjaram todo um léxico hardcore: raivoso e extremamente articulado”. “Se tem uma banda que podemos chamar de ‘seminal’, sem exageros e medo de errar, dá-lhe Black Flag! O grupo do Sr. Greg Ginn (guitarrista visceral e chefão linha dura da não menos importante etiqueta SST) basicamente pavimentou o caminho, cristalizando cenas do underground americano nos bicudos anos 80 e estabelecendo caminhos futuros. A vida seria outra, e muito mais complicada, não fosse por eles”. “Lendários. E impossível de imitar”, parafraseando Massari, como uma necessária chamada à aguardada estreia do Black Flag no Brasil, reformulado, é verdade, hoje com Mike Vallely nos vocais, mas com a mesma aura desafiadora e raivosa dos primórdios.

SERVIÇO
Black Flag em São Paulo
Evento
Data: 7 de julho de 2019
Horário: a partir das 18 horas
Local: Carioca Club
Censura: 16 anos
Endereço: Rua Cardeal Arcoverde, 2899 – Pinheiros/SP
Ingresso:
1º lote R$110 (Meia entrada / Estudante / Promocional) – ESGOTADO!
2º lote R$130 (Meia entrada / Estudante / Promocional)
Camarote 1º lote R$180 (Meia entrada / Estudante / Promocional)
Camarote 2º lote R$200 (Meia entrada / Estudante / Promocional)
*(Promocional para não estudantes doando 1 kilo de alimento não perecível)
Online
Venda física sem taxa (somente em dinheiro) na Locomotiva Discos: Rua Barão de Itapetininga, 37 – Loja 8 – República, São Paulo


TAUNTING GLACIERS FAZ SÉRIE DE VÍDEOS SOBRE AS MÚSICAS DO ÁLBUM “BLOOM”

Prestes a completar um ano do lançamento de Bloom, segundo álbum da catarinense Taunting Glaciers, a banda divulgou uma série de vídeos que contam um pouquinho da história por trás de cada uma das faixas do disco. Com o objetivo de transformar o canal de Youtube em uma ferramenta mais ativa, o grupo lançou um vídeo de um minuto para cada uma das dez músicas que compõem o álbum. A produção do conteúdo ficou por conta do vocalista Swan e da guitarrista Lola, que também são um casal e colocam muito das suas experiências pessoais no trabalho da Taunting Glaciers, formada ainda pelo baixista Antônio Augusto.

Nesta semana, a banda embarca em uma mini turnê com os paulistas do Magüerbes. As apresentações acontecem nas cidades de Florianópolis – SC (20), 21/06 – Balneário Camboriú – SC (21), Blumenau – SC (22) e Curitiba – PR (23). Swan revela estar ansioso para dividir o palco com o Magüerbes, que segundo ele, faz um show impressionante. “Vê-los ao vivo foi uma daquelas experiências sensacionais que a música me proporciona até hoje, que é ficar de queixo caído com a apresentação de um material que você ouve de um jeito, mas vê de uma forma completamente nova. Destaque pro vocal do Haroldo que eu não sei como sai dele. O cara é tipo uma força da natureza. Estamos muito felizes em poder fazer parte disso tudo e estamos com planos de fazer um mini doc da experiência”.

Confira os vídeos das canções de Bloom

Ouça Bloom na íntegra

Garanta a sua cópia

Saiba mais sobre os shows da Taunting Glaciers com o Magüerbes


+ROCK SP 2019: Confirmada mais uma grande edição, confira!

Rockers e headbangers de São Paulo e região, olha quem está de volta! Isso mesmo, o ‘+ROCK SP’, tradicional evento paulista idealizado pelo músico e produtor cultural Eric Lentini, vem para mais uma grande edição. Visando comemorar o dia mundial do Rock em grande estilo, o evento será realizado no CCN – Centro de Culturas Negras, antigo Centro Cultural Jabaquara, no dia 13/07/2019 e contará com um pesadíssimo cast, com DR. SIN, EYES OF BEHOLDER e ALKAISERS, além de Anderson John (apresentador do Programa Pop Stilo) como mestre de cerimônia.

Link do evento no Facebook para mais informações

SERVIÇO:
Show: Festival +Rock SP 2019
Local: Centro de Culturas Negras
Endereço: R. Arsênio Tavolieri, 45 – Jabaquara, São Paulo – SP (Próximo da Estação Rodoviária e do Metrô Jabaquara)
Data: 13/07/2019 (Sábado)
Atenção para o horário: O evento inicia pontualmente às 15 horas
Ingressos: ENTRADA FRANCA!
Apresentação: Anderson John (apresentador do Programa Pop Stilo)
Realização: Centro de Culturas Negras do Jabaquara, Secretaria Municipal de Cultura e L&E Produções
Apoio: Secretaria Municipal de Cultura, Centro de Culturas Negras, Meteoro Amplifiers, Sparflex, Musical Baruk


Dois Barcos e Ventilador de Teto tocam juntas em São Paulo

Uma noite muito especial de aniversário. As bandas Dois Barcos (SP) e Ventilador de Teto (RJ) decidiram comemorar juntas o primeiro ano dos seus discos. No dia 23 de junho (domingo), os grupos se encontram no palco do Rock Together Studio, em São Paulo, com bolo e tudo! Os paulistas lançam o clipe “Submerso” e festejam o aniversário de um ano do EP Pier. Já os cariocas celebram o Debute, primeiro disco cheio do grupo. Os ingressos estão à venda por 15 reais antecipados, e 20 reais na porta do evento.

Rock alternativo, Dream Pop e MPB são algumas das influências da Dois Barcos. O projeto iniciado em 2014 pelas instrumentistas e compositoras Elisa Monasterio (guitarra e voz) e Rafaella Petrosino (baixo e voz), conta também com Gabriel B. Ferreira (guitarra). De lá pra cá, a banda lançou o EP Pier (2018), que será apresentado na íntegra junto de canções inéditas, que estarão no próximo trabalho da banda. Indie na raça, indie com graça. Assim é a Ventilador de Teto, banda formada na Baixada Fluminense, região metropolitana do Rio que é historicamente negligenciada. No setlist eles apresentam as canções do álbum aniversariante, Debute, e também algumas músicas do EP Desejo/Sufoco, ambos lançados pela Valente Records. A banda é formada por Elvis Gomes (voz e guitarra), Marcos Gabriel (voz e guitarras), Victor Ramalho (baixo) e Lucas Boldrini (bateria).

Realizado na Rock Together Studio, próximo ao metrô de Santana, em São Paulo, o show contará também com stands de merchandising das bandas. O estúdio fica na Rua Dr. Zuquim, nº 926.

Serviço

Dois Barcos e Ventilador de Teto

Data: 23/06/2019 (domingo)

Horário: 17h

Local: Rock Together Studio

Endereço: Rua Dr. Zuquim, nº 926 – Santana – São Paulo/SP

Ingresso: R$15 (antecipados) l R$20 (na porta)

Compre antecipado

Evento


Eduardo Pastore lança EP Wild Crowd que mistura rock, grunge e funk

Eduardo Pastore é compositor e produtor musical brasiliense. Proprietário do New Orleans Studio, já tocou em projetos de gêneros variados, como grunge, indie, latin rock e eletrônica. Em dezembro de 2017, concluiu o Master Certificate of Songwriting and Guitar na Berklee Institute of Music. Seu primeiro EP, Wild Crowd, foi lançado no  último dia 14. Pastore, em parceria com João Vitor (guitarra), Diego Promessas (bateria) e Bruno Amorim (baixo), três amigos e músicos com vasta experiência na cena musical brasiliense, apresentam um repertório autoral com raízes fincadas no rock, grunge e funk.

“Não poderia deixar de agradecer a todas e todos que têm me acompanhado nessa jornada, faz um ano que comecei essa fase e esse EP não teria sentido sem o entusiasmo de vocês.” – afirma Eduardo. Wild Crowd conta com 4 faixas marcadas por guitarras modernas e letras rápidas, que procuram dar voz aos diversos tipos de amor. Nas próximas 4 sextas-feiras serão lançados videoclipes para as cada uma das músicas do EP no canal do Youtube do músico.

O lyric vídeo da música “Wild Crowd”, faixa que dá nome ao EP, já pode ser conferido aqui.

Escute Wild Crowd

Links Eduardo Pastore

Instagram
Facebook
Site

Ficha Técnica Wild Crowd
Gravado nos estúdios New Orleans (DF). Vocais no estúdio Jatobeats (DF).
Gravado, mixado e masterizado por FERNANDO JATOBÁ.
Produzido por EDUARDO PASTORE.
Guitarras, baixo, efeitos e vocal por EDUARDO PASTORE.
Letras por EDUARDO PASTORE.
Baterias por JAKE SCHREUDER.
Letra de “Gaps” por ERBERT NAVES e EDUARDO PASTORE.
Bateria de “Tonight” por CAIO LAGES.
Arranjos vocais de “Gaps”, “Tonight” e “Wild Crowd” por TÚLIO SALES.
Arranjo de baixo em “Tonight” por FERNANDO JATOBÁ e OTONIEL MIRANDA.
Foto por BASAN ALMASI.
Projeto gráfico por JUAREZ TANURE.


“ALZHEIMER”, NOVO VIDEOCLIPE D’O INIMIGO, HOMENAGEIA AVÓ DE VOCALISTA

“Dedico essa música a todos aqueles que tem alguma relação com pessoas com Alzheimer e lutam para não serem esquecidos”, diz Wellington Marcelo, vocalista da banda de hardcore paulista, O Inimigo, ao falar do videoclipe da faixa “Alzheimer”, lançado nesta quarta-feira (19). Com direção de Murilo Amancio, o videoclipe foi gravado na casa onde morava ‘dona Zélia’ Ribeiro, a avó de Wellington, que sofre da doença que dá título à canção há aproximadamente dez anos. “Me lembro quando isso começou, ela foi até minha casa, que fica a dois minutos da dela, e na volta se perdeu. Reapareceu horas depois em outra cidade”, conta o vocalista.

Wellington revela ainda a admiração que sente pela avó e a importância dela na sua vida. “Ela é a mulher que, depois de criar cinco filhos, ajudou a me criar. Sem conhecer a premissa do feminismo, foi obrigada a pôr em prática sua força como mulher para sobreviver em meio ao caos, na batalha do dia a dia. Passou por vários venenos na vida, mas nunca vi uma única atitude maldosa vinda dela. Hoje, com 86 anos, sofre de Alzheimer. Sempre fui seu neto preferido. Era o mais velho e o mais forte, quem a ajudava com as coisas mais pesadas, e aquele que mais demorou para ser esquecido. A mente é uma máquina e às vezes as falhas aparecem com a idade ou com os traumas. Resolvi escrever essa letra e fazer esse clipe para que a história dela nunca caia no esquecimento. ‘Alzheimer’ é uma música de luta, afinal dona Zélia é uma guerreira, seja por conta das cicatrizes em sua pele, seja pela força para se lembrar das coisas. Por mais distante que a memória dela possa estar, olhando no fundo de seus olhos, vejo que sua mente e coração estão comigo em algum lugar”.

“Alzheimer” faz parte do disco Contrariedade, lançado em maio deste ano pela gravadora Hearts Bleed Blue (HBB) em CD, LP, K7 e nas principais plataformas digitais. O álbum é o primeiro registro d’O Inimigo com o Wellington, que substituiu Alexandre Fanucchi em 2016. Além do vocalista, fazem parte da banda Juninho Sangiorgio (guitarra), que se divide entre O Inimigo e a lendária Ratos de Porão, Fernando Sanches (guitarra) – também baixista do CPM22, Alexandre Cacciatore (baixo) e Gian Coppola (bateria).

Assista ao videoclipe de “Alzheimer

Ouça Contrariedade

Garanta a sua cópia em CD, LP e K7


THE CROSS: Atração confirmada no Haze Of Doom

A banda baiana THE CROSS já se prepara para viajar até Feira de Santana/BA para mais uma grande celebração do Doom Metal brasileiro. Estamos falando do tradicional Haze Of Doom, que acontecerá na Cúpula do Som, no dia 03/08/2019 e contará também com The Crypt e Erasy.

Em paralelo, o THE CROSS está a todo vapor na produção (mixagem e masterização) da faixa “Within My Flesh”, que integrará o Novembers Doom – Brazilian Tribute, previsto para ser lançado no dia 01/08/2019. Em suas redes sociais, a banda divulgou alguns vídeos dos bastidores das gravações deste trabalho.

Contato para shows

Contato para assessoria de imprensa
Sites relacionados:
Facebook
Youtube
Bandcamp
Soundcloud
Produção


The UK’s fiercest stoner rock torchbearers GORILLA share their brand new album Treecreeper

Some bands crave the limelight and adulation of their peers, some relentlessly jump on bandwagons and kissass trends in the hope of getting liked. An elite few stuck to their musical guns and spend their time writing kickass rock songs that transcend pointless genres and labels. Thank God or Satan – GORILLA fit into the latter type of band and don’t believe in either God or the devil and don’t give a fuck who you pray to! The new album Treecreeper proves exactly why you shouldn’t deviate from the original blueprint, it crackled with fuzzy energy then swoops into a slow burning stoner groove on the turn of a dime! The trio has been around since the original first wave of stoner and boy, it shows – they can play! No pedalling a tired snails pace fifth hand, half-assed Sabbath riff for these boys and girl, they write their own timeless, classic riffs and throw more ideas away than most bands ever have! Do yourselves and your friends a favour and get a copy of Treecreeper pronto and remind or discover what this type of music was meant to be about: honest, no bullshit, fuck the safety net rock ‘n’ roll, no gimmicks, just fuckin’ killer face melting tuned to blow up the system!

As one of the last bands standing from the original stoner wave of the 1990’s, GORILLA are proud to be part of the Heavy Psych Sounds family! Formed in the late 90’s by Sarah Jane and Johnny Gorilla, the trio have relentlessly delivered their own brand of “F*ck the safety net” heavy rock’n’roll, either on previous records ‘Maximum Riff Mania’, ‘Gimme Some…’ and ‘Rock Our Souls’, or kicking out the jams live at Roadburn, Desertfest, Metal Brew with the likes of FuManchu, Nebula, Colour Haze, Orange Goblin, Bang, Firebird, Hawkwind, Leaf Hound, Blue Cheer and many others. GORILLA have never failed from their mission to deliver hard’n’heavy, straight from the heart, non-bullshit rock, and rest assured: they NEVER WILL!!!

GORILLA Treecreeper Out June 21st on Heavy Psych Sounds – ORDER NOW

GORILLA IS Johnny Gorilla – Guitar/Vocals; Sarah Jane – Bass; Ryan Matthews – Drums


Among monsters

Following the success of the ‘snuff-prevention’ video clip “Rudra”, the Swiss FOLK HEAVY METAL hopefuls INFINITAS have released their 2nd Lyric Video “Amon” on June 06th 2019. The new video clip was created by Fernando Melo. The song is about the lives of many people who do a job that gives them no satisfaction – ‘1 second in Heaven, forever in Hell’, it says in the chorus of “Amon”.

Official Lyric Video for “Amon

INFINITAS announce to the plot of the song: “Main character in ‚Amon‘ is a king. His kingdom is involved in a war against the ‘Legion of the Dead’ (army from Hell, Orks, Monsters, Zombies, etc.) The King died in the war and he goes up to heaven. But he can’t find peace there because he is worried about his kingdom. So he met a ‘Dark Lord’ up in heaven. The ‘Dark Lord’ offers the King that he can go back and finish the battle, and so the king agrees. As he goes back to the battlefield he realizes that he is not longer a human anymore. He is also one of this Monsters and he’s also no longer fighting for his kingdom – he is now fighting for the ‘Legion of the Dead’. The ‘Dark Lord’ fooled him. And so the king Amon had to fight against his loved kingdom and he made a really good job, but he feels terrible doing that. When he goes back to the battlefield he shall be a mix of a monster and a wolf. So one night he breaks his oath with the ‘Dark Lord’ and destroys all the monsters while their sleeping – and so he saves his kingdom.”

LINE-UP: Andrea Böll • Vocals, Percussion; Selv Martone • Guitar, Virtual Instruments; Pirmin ‘Piri’ Betschart • Drums, Vocals, Percussion, Clarinette

Live-Session Musicians: Savannah Childers • Violin; Marcel ‘Camel’ Koller • Bass, Background Vocals;

INFINITAS • Discography:
2015 Self-Destruction (EP)
2017 Civitas Interitus (Full-length)
2018 Skylla (EP)

INFINITAS • Online:
Website
Facebook
Instagram
Bandcamp
Spotify

INFINITAS • MEDIA FEEDBACK:
► Skylla • Single ◄

4,3 / 5
“The great thing about this release is that it would certainly appeal to all fans of Folk Metal, but it could also become a fantastic “point of entry” for people who really enjoy other forms of Metal, from Thrash to classic Heavy!”
(Folk N’ Metal)

9 / 10
“INFINITAS is an innovative band that perfectly combines Folk Music with elements of Heavy and Thrash Metal … their albums have a great musical quality!”
(European Folk Metal)

4 / 5
“… if INFINITAS continue on this path, I’m sure the next full-length will be a Folk Metal bomb! I wait impatiently …”
(All Around Metal)

7 / 10
“… very pleasant both for the excellent teamwork and for the powerful performance of the singer Andrea Böll … seduced by the catchy refrain of the title-track, approaches the sound of the band from Muotathal.”
(Mister Folk)

7 / 10
“The medieval concept, which had distinguished the pieces that compose the debut work, is accentuated in this single … the melodic and folky Thrash of the group is stripped from the purely Metal component to leave dreamy semi-acoustic atmospheres … bring us back into the fairy world where Infinitas find their muse in the wonderful singer Andrea Böll.”
(MetalEyes IYE)

“… the right word for title track ‘Skylla’ is delicious. The rhythm, singer Andrea Böll’s voice, additional violins, and everything in ‘Skylla’ is perfect.”
(Metal Addicts)

“INFINITAS demonstrates how creativity has to be with their single ‘Skylla’. If you’ve always liked the folk aspect between your Thrash Metal, you’ll get even more at your expense here …”
(Metal Factory)

“With their first single, INFINITAS show that they can convince without hard riffs … a HAMMER EP! Varied and clean produced.”
(BlattTurbo)

“For me one of the coolest bands of the day … competent musicians, singers with beautiful voices, clever instrumentation and a great ability to write songs with an almost pop footprint, but without forgetting the weight required for an Heavy Metal band … the title song is simply delicious.”
(Whiplash)


DEFLORE / JAZ COLEMAN “Party In The Chaos” EP Out June 28th on Subsound Records

Jaz Coleman states: “Over the last 30 years I’ve been asked one question over and over again: what new band do you like? And the answer generally has been zero, there are not many new bands that I like, except while I was on tour, we played Rome with Killing Joke and the opening act was just stunning. They were so powerful, such epic sounds, so cinematic. The logic seems I have to work with them. So to cut a long story short, Deflore came to Prague and we’ve just done a fantastic EP together, such beautiful music, and I hope everybody gets a listen to this incredible Italian band Deflore!”

DEFLORE comments: “For many years we have been looking for a singer that could understand our music to give us something more, then unexpectedly, Jaz found us. When you end up working with your music hero is incredible, it’s like a dream come true and it’s the best award for our long music career.”

The EP was recorded in Prague at Faust Records Studio in December 2017 and mixed at Enem Studio by Derek Saxenmeyer in June 2018. Mastered in London at Fluid Mastering by Oli Morgan. Artwork and design by Petulia Mattioli.

All songs written and performed by DEFLORE and Jaz Coleman
Recorded at Faust Records Studio (Prague) in December 2017
Mixed at ENEM Recordings by Derek Saxenmeyer in June 2018
Mastered at Fluid Mastering (London) by Oli Morgan
Artwork and design by Petulia Mattioli
Produced by Subsound Records
Published by Narcotica

TRACK LISTING:
1. Party In The Chaos
2. Sunset In The West
3. Transhuman World

DEFLORE is Christian Ceccarelli: Bass, Electronics, Synthesizers; Emiliano Di Lodovico: Guitars, Synthesizers
…and Jaz Coleman: sings and plays synthesizers on Tracks 1 and 3, plays synthesizers and piano on Track 2

Deixar comentário

Seu email NÃO será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.