Por Mairon Machado

Seguindo sobre os boxes lançados pela Chrysalis, no início dessa década, trazendo material do UFO, hoje apresento o segundo deles, o qual cobre o período entre 1980 e 1986. Essa foi uma época conturbada para os ingleses. Michael Schenker saiu da banda depois da turnê de Obsession, e abriu espaço para que o UFO começasse a se guiar por novas sonoridades. Para seu lugar, veio o galês e ex-Lone Star Paul “Tonka” Chapman, o qual é o nome das seis cordas em quatro dos cinco CDs dessa segunda caixa. Antecipo que outras mudanças ainda ocorreram nesse período.

Concentrando-se na caixa, a estreia de Chapman está no CD 1, ou seja, o álbum No Place To Run (1980). Gravado com a produção de George Martin, é um álbum que se afasta dos riffs pesados e traz uma sonoridade bastante atual – para a época – com os teclados de Paul Raymond destacando-se, sendo que antes eles ficavam bem sombreados pela guitarra de Schenker. Ao lado dos dois Pauls, estão Pete Way (baixo), Phil Mogg (vocais) e Andy Parker (bateria). Todo o No Place To Run está na íntegra, seguido pelas faixas bônus “Young Blood” (versão editada) e “Hot ‘n’ Ready”, gravada ao vivo mas sem registro de onde e quando foi gravado, o que é uma falha importante para os colecionadores, apesar de algumas fontes dizerem que essa versão foi registrada em Cleveland, Ohio, em 1980.

A formação de Making Contact: Pete Way, Phil Mogg, Andy Parker e Neil Carter

Ainda no CD 1, surge a cereja do bolo dessa caixa, que é a primeira parte da apresentação da banda na BBC em 04 de fevereiro de 1980, e que estava inédita até então. Nessa apresentação, podemos conferir o talento de Tonka, já que além de apresentar com segurança as faixas de No Place To Run (“Lettin’ Go”, “Young Blood” e “No Place To Run”), ele também voa alto nos clássicos do grupo, s quais são “Out In The Street”, “Cherry”, “Only You Can Rock Me” e “Love To Love. Ok que em “Love To Love” podíamos esperar um pouco mais de Chapman, principalmente por que estamos acostumados com Schenker sempre mandando ver no solo final, mas o garoto não faz feio nessa apresentação, a qual segue no CD 2 com mais cinco faixas: “Mystery Train”, uma versão ampliada em relação ao que foi gravado em No Place To Run, com alguns improvisos a mais, “Doctor Doctor”, “Too Hot To Handle”, “Lights Out” e “Rock Bottom”. Esses quatro clássicos também mostram toda a competência de Chapman, e novamente, se ele não é um Schenker, também não faz feio.

Só essa apresentação na BBC já vale o box, principalmente por que não existe nenhum outro registro oficial ao vivo com Chapman, mas a caixinha continua, e complementando o segundo CD, está todo o segundo disco com Chapman, The Wild, The Willing and the Innocent. Lançado em 1981, foi o primeiro disco da banda totalmente autoproduzido, e conta com Neil Carter substituindo Paul Raymond nos teclados, já que Raymond uniu-se a Michael Schenker no Michael Schenker Group. Carter além de tocar teclados, também era um belo guitarrista, e possuía talento no saxofone, o qual empregou no pequeno hit “Lonely Heart”, cuja versão editada, que foi lançada em 7″, complementa o segundo CD.

Visão geral do box 1980-1986

O terceiro CD é dedicado apenas para o álbum Mechanix, o álbum mais bem sucedido dessa era. Mechanix ficou marcado por ser a despedida de Pete Way, já em 1982. O baixista foi fazer sucesso ao lado de “Fast” Eddie Clarke no Fastway. O álbum está em sua totalidade no CD 3, com o saxofone surgindo com mais evidência em “The Writer”, “Somethin’ Else” e principalmente no único bônus do CD, a faixa “Heel of a Stranger”, que originalmente saiu apenas na versão japonesa de Mechanix. Ou seja, um atrativo menor perto dos grandes bônus dos dois primeiros CDs.

Carter acabou assumindo a função de baixista, e junto com Billy Sheehan, é o responsável pelas quatro cordas em Making Contact, lançado m 1983 e um dos maiores fracassos comerciais da carreira do UFO, e que está presente no CD 4, junto com os bônus “Everybody Knows” e “When It’s Time to Rock”, com a primeira também tendo saído apenas na versão nipônica do álbum, e sendo lado B do single de “When It’s Time to Rock”, e as cinco faixas ao vivo da bela coletânea Headstone, “We Belong To The NIght”, “Let It Rain”, “Couldn’t Get It Right”, “Electric Phase” e “Doing It All For You”, as quais foram registradas no Hammersmith Odeon em 1983.

O quinto e último CD traz o retorno do UFO aos palcos e aos estúdios, com uma formação totalmente diferente. Dos membros originais, ficou apenas Phil Mogg, agora acompanhado de Tommy “Atomik Tommy M” McClendon nas guitarras, Paul Gray no baixo e Jim Simpson na bateria. Fechando o time, o retorno de Paul Raymond aos teclados. Essa formação gravou Misdemeanor (1986), e colocou o pé na estrada para tentar ressuscitar o UFO. O resultado não foi dos melhores comercial e musicalmente falando, e pode ser conferido aqui em sua totalidade, com os bônus “The Chase”, “Night Run”, “Heaven’s Gate” e “One Heart”, todos lados B dos singles lançados na época.

Formação de Misdemeanor: Paul Raymond, Paul Gray, Phil Mogg, Jim Simpson e Tommy “Attomik M”

Novamente, não há um encarte caprichado. Nele, temos outra entrevista com Mogg, narrando sobre essa fase da banda, e através das suas palavras, percebe-se que ele não é muito confortável em falar sobre esse período do UFO. Sendo assim, o principal destaque fica para a participação ao vivo do UFO na BBC em 1980, o que se para você não é o suficiente, então nem é necessário adquirir essa caixinha.

Em três semanas, comento sobre a maior das caixas, a que contém 10 CDs, e trago os prós e contras para a sua aquisição.

Contra-capa desse box

Disco 1 – No Place to Run + BBC in Concert (14 de fevereiro de 1980)
1. Alpha Centauri
2. Lettin’ Go
3. Mystery Train
4. This Fire Burns Tonight
5. Gone In The Night
6. Young Blood
7. No Place To Run
8. Take It Or Leave It
9. Money Money
10. Anyday
11. Young Blood (7″ Edit)
12. Hot ‘N’ Ready (Live In Cleveland, Ohio)
13. Lettin’ Go (BBC)
14. Young Blood (BBC)
15. No Place To Run (BBC)
16. Out In The Street (BBC)
17. Cherry (BBC)
18. Only You Can Rock Me (BBC)
19. Love To Love (BBC)

Disco 2 – BBC in Concert (14 de fevereiro de 1980) + The Wild, The Willing And The Innocent
1. Mystery Train (BBC)
2. Doctor Doctor (BBC)
3. Too Hot to Handle (BBC)
4. Lights Out (BBC)
5. Rock Bottom (BBC)
6. Chains Chains
7. Long Gone
8. The Wild, The Willing And The Innocent
9. It’s Killing Me
10. Makin’ Moves
11. Lonely Heart
12. Couldn’t Get It Right
13. Profession Of Violence
14. Lonely Heart (7″ Edit)

Disco 3 – Mechanix
1. The Writer
2. Somethin’ Else
3. Back Into My Life
4. You’ll Get Love
5. Doing It All For You
6. We Belong To The Night
7. Let It Rain
8. Terri
9. Feel It
10. Dreaming
11. Heel Of A Stranger

Disco 4 – Making Contact + Headstone
1. Blinded By A Lie
2. Diesel In The Dust
3. A Fool For Love
4. You And Me
5. When It’s Time To Rock
6. The Way The Wild Wind Blows
7. Call My Name
8. All Over You
9. No Getaway
10. Push, It’s Love
11. Everybody Knows
12. When It’s Time To Rock (7\” Edit)
13. We Belong To The Night (Live At Hammersmith)
14. Let It Rain (Live At Hammersmith)
15. Couldn’t Get It Right (Live At Hammersmith)
16. Electric Phase (Live At Hammersmith)
17. Doing It All For You (Live At Hammersmith)

Disco 5 – Misdemeanor + singles
1. This Time
2. One Heart
3. Night Run
4. The Only Ones
5. Mean Streets
6. Name Of Love
7. Blue
8. Dream The Dream
9. Heavens Gate
10. Wreckless
11. The Chase
12. Night Run (US Remix)
13. Heavens Gate (US Remix)
14. One Heart (US Remix)

1 comentário

Deixar comentário

Seu email NÃO será publicado.