Direto do Forno:The Iron Maidens – DVD Caught Somewhere in Tokyo (Live in Japan) [2011]

22 de agosto, 2012 | por Mairon
Direto do Forno
1

Por Amancio Paladino
1. Pegadinha… 
Quando recebi de meu amigo Daniel “Aces High” Schierolli o DVD das Iron Maidens e topei fazer a resenha, tive o sentimento de que havia caído em uma armadilha do destino. Particularmente, sou um fã do Iron Maiden bastante antigo. Na verdade, já exacerbei o termo fã. Prefiro me intitular um Profeta do Maiden. No sentido estrito da palavra profeta ou “aquele que proclama” e que espalha a “boa nova” do Iron Maiden. 
Nunca fui um entusiasta das bandas cover, tributo ou “whatever bands” que tocam Iron Maiden. Parece estranho, até contraditório ao conceito de profeta, mas para vocês entenderem melhor segue a metáfora: ouvir uma banda tributo é como comer fora da casa da mãe, a comida pode até ser boa mas nunca será igual, nunca trará as boas lembranças… E por isso, para evitar decepções, prefiro não criar expectativas a respeito de bandas tributo. 

Sara Marsh, Linda McDonald, Kirsten Rosenberg, Wanda Ortiz e Courtney Cox

Assim fiquei enrolando para ver o DVD das Iron Maidens… Levei um tempão para decidir colocar ele no aparelho, mas consegui. 
2. The Iron Maidens 
Iniciando suas atividades em 2001 na Califórnia, The Iron Maidens é talvez a única banda tributo formada só por mulheres e que possui algum reconhecimento entre o público que curte o Maiden. Cada membro da banda adota um nome que mimetiza os da banda original. Assim, a vocalista Kirsten Rosenberg adota o nome de “Bruce Chickinson”, a guitarrista Courtney Cox de “Adriana Smith”, a outra guitarrista Sara Marsh de “Mini Murray”, a baixista Wanda Ortiz de “Steph Harris” e finalmente a baterista Linda Mc Donald de “Nikki McBurrain”. Várias passaram pela banda, sendo que este DVD marca a última tour da guitarrista Sara Marsh. 

Kirsten Rosenberg
No total, a The Iron Maidens tem dois álbuns e um EP lançados, sendo este seu primeiro DVD, lançado pela Hellion Records aqui no Brasil. Ele retrata a passagem das meninas pelo Japão em 2010. No geral, todo o material da banda apresenta uma boa produção com boas capas feitas por Derek Riggs e tudo mais que uma banda tributo ao Maiden pode desejar. Realmente um sonho. 
Alguns podem dizer que o fato dela ser uma banda totalmente feminina acarreta em um sucesso maior que outras bandas tributo junto ao público do Maiden. De fato, isso se aproxima da verdade em muitos casos, mas não vou entrar em polêmicas sexistas, pois do outro lado da moeda nota-se que as meninas têm muita fibra para seguir com seu projeto e merecem muito respeito. 
3. O DVD 
O DVD apresenta as meninas em boa forma musical durante a turnê pelo Japão. Originalmente o vídeo da turnê foi lançado no exterior em formato duplo com um disco bônus e sob o nome de Metal Gathering Tour Live In Japan

Courtney Cox

O DVD nacional começa com uma pequena abertura, logo depois a banda inicia sua performance. O set list é bastante ousado, até mesmo para uma banda tributo. Exceto por “The Wicker Man”, todas as músicas são dos primeiros discos do Maiden. 
A presença das complexas “Revelations”, “Alexander The Great” e “Hallowed be Thy Name” revelam uma grande pretensão em “pagar altos valores” aos mestres do Metal. Além de pretensioso, o set list se apresentou original. É isso mesmo: ORIGINAL! Foram tocadas diversas músicas que são pouco presentes nas performances do Maiden. A saber: “Invaders”, “Charlot The Harlot” e a já citada “Alexander The Great”. 
Edwina T. Head

A qualidade das execuções é razoável. Fiquei impressionado com a execução de “Revelations”, apesar da vocalista dar umas descompassadas logo no início. Já em “Wasted Years” as guitarristas sumiram um pouco. Não sei se foi um problema de gravação ou de execução, mas o som das guitarras pareceu muito abafado. O fato é que estar acostumado aos acordes perfeitos de Adrian Smith sendo liberados como leves penas aos ventos prejudicaram em muito a avaliação das meninas. Em outras palavras: digamos que minha régua é especialmente alta quando se trata de “Wasted Years”. 

No geral, é um bom vídeo. Bem produzido, reproduz com maestria a sensação de estar assistindo ao show em um bar, trazendo um pouco de nostalgia a este que escreve. 
A capa apresenta um ótimo trabalho de edição com Edwina T. Head (versão feminina de Eddie criada por Derek Riggs) ao fundo, as meninas logo a frente e a bela guitarrista Coutney Cox deitada em biquínis. Não chega a ser uma capa apelativa, mas passa perto. 
Recomendo o DVD como uma curiosidade que todo colecionador de memorabilias do Maiden deve ter em sua prateleira. Por que afinal de contas, o Eddie precisava de uma companheira faz muito tempo… 
Abaixo o set list do DVD nacional e os álbuns onde as músicas aparecem originalmente: 
Set list
1. Die With Your Boots On – Piece of Mind 
2. Invaders – The Number of the Beast 
3. The Trooper – Piece Of Mind 
4. Flight of Icarus – Piece of Mind 
5. Revelations – Piece of Mind 
6. Killers – Killers 
7. Wasted Years – Somewhere In Time 
8. Alexander the Great – Somewhere In Time 
9. Losfer Words (Big ‘Orra) – Powerslave 
10. The Number of the Beast – The Number of the Beast 
11. The Wicker Man – Brave New World 
12. The Evil That Men Do – Seventh Son of a Seventh Son 
13. Hallowed Be Thy Name – The Number of The Beast 
14. The Prisoner – The Number of The Beast 
15. 22 Acacia Avenue – The Number of The Beast 
16. Phantom of the Opera – Iron Maiden 
17. Run to the Hills – The Number of the Beast 
Bônus
18. Moonchild – Seventh Son of a Seventh Son 



1 Comentario

  1. Só por tocarem Alexander the Great já me agradaram. Vou ver se acho o DVD dessas mulheres, que devem certamente cantar melhor que o Bruce Dickinson (TRETA!!!!)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *