Por Fernando Bueno

Ouvir bandas novas é sempre interessante e necessário, mas com a grande quantidade de grupos que surgem todos os dias, é difícil, se não impossível, acompanhar todas. Para se conhecer alguma coisa boa temos que recorrer às recomendações. Se a pessoa conhecer seu gosto musical, é mais fácil que você acabe gostando. O Excellence apareceu através de uma indicação de nosso colaborador Mairon Machado e, apesar de gostar de vários estilos dentro do rock, ele afirmou que o disco seria de meu agrado, indicação que acabou sendo certeira.

Antes de ler esta resenha, você pode fazer o download do álbum no site oficial da banda nesse link. O metal do Excellence está entre o tradicional e o power metal, mas diversas passagens têm muitas influências hard rock. Logo de início as guitarras chamaram minha atenção, lembrando material do Viper nos tempos áureos.

O EP The Twilight

Como o Excellence é uma banda desconhecida por muitos, é interessante trazer algumas informações sobre a banda em si e deixar a análise do disco, que é o alvo desse artigo, para frente. O quarteto é oriundo de Ijuí, cidade do interior do Rio Grande do Sul, e conta com Valterson Wottrich na voz e guitarra, Lucas Prauchner na guitarra, Robson Van Der Ham no baixo e Marcus Rigoli na bateria. Apesar de Against the Odds ser seu primeiro álbum, a banda já vem tocando junta desde 2005, e chegaram a lançar um EP, The Twilight, em novembro de 2006. Esse lançamento conta com cinco músicas, quatro delas presentes em Against the Odds, e há uma enorme diferença, para melhor, na gravação do EP para o debut. Você também pode baixar The Twilight nesse link. O grupo chegou também a gravar um DVD independente no ano seguinte. A dúvida agora é como conseguir esses dois lançamentos. Apenas para deixar a informação completa, a quinta música presente no EP é um cover muito fiel para “The Final Countdown”, do Europe.

Robson, Valterson, Marcus e Lucas

“Won’t Listen to Fools” começa com tudo, com melodias empolgantes, tanto das estrofes quanto do refrão. Dá para notar um pouco de sotaque na voz de Valterson Wottrich, mas nada que atrapalhe o seu desempenho. Depois da faixa de abertura esperava algo no mesmo pique, mas “Dirty Way” é mais lenta, fato que acaba tirando um pouco a empolgação. Porém isso não diminui de forma alguma o mérito da música. Sei que é confuso dizer isso, mas, na minha opinião, se ela fosse colocada mais à frente no álbum seria melhor. Mas, como disse, trata-se de uma questão pessoal.

Em seguida vem “Going Down to Nowhere”, com um ótimo refrão, daqueles que ficam na cabeça por um bom tempo, brigando para ser a melhor música do álbum. Na sequência vem “The Twillight”, com um ótimo trabalho de guitarras e novamente com um refrão marcante. Em “Face Your Fear” há a adição do teclado, o que ajuda bastante em proporcionar uma dramaticidade maior para a canção, na qual Wottrich é destaque, com ótimos agudos.

As influências power metal aparecem em “Just Self-Brutality”, mas você se engana se achar que esse é mais um exemplo de que o metal nacional ficou estagnado nesse estilo. Na verdade, o Excellence pode mostrar influências claras, mas nunca deixa de ter identidade própria. O mesmo se pode dizer de “Searching for a Better Life” que conta com passagens de guitarras que poderiam estar em qualquer disco de Yngwie Malmsteen.

Excellence ao vivo

A primeira audição serve para que conheçamos a banda, mas logo na segunda ouvida temos a impressão de que conhecemos as músicas há muito tempo. Isso é prova que a banda fez algo marcante, que certamente agradará a todos. Se você seguiu meu conselho lá do início do artigo e baixou o álbum, tenho certeza que você gostou. Então por que não comprar o álbum, que está disponível aqui? Procurem por mais informações sobre o Excellence no site da banda, que, inclusive, possui um link para um blog com diversas informações atualizadas.

Track list:

1. Won’t Listen to Fools
2. Dirty Way
3. Going Down to Nowhere
4. The Twilight
5. Face Your Fear
6. Just Self-brutality
7. Fight
8. Serves Your Right
9. Searching For a Better Life
10. The Next Season
11. Hate

3 comentários

  1. Excellence

    Obrigado pela resenha pessoal. Ficamos muito contentes que tenham gostado do disco, e nos colocamos a disposição para quaisquer futuras matérias, entrevistas etc. Um grande abraço!

    Responder

Deixar comentário

Seu email NÃO será publicado.