The Soundhouse Tapes: uma parte importante da mal contada história do Iron Maiden

25 de janeiro, 2011 | por Ricardo Lira
Artigos Especiais
57
Por Ricardo Lira
The Soundhouse Tapes, a primeira demo comercializada do Iron Maiden, começou a ser gravada ao final de 1978 quando Paul Di’Anno ainda era um novato na donzela. A história oficial (referida na biografia oficial “Run to the Hills”, escrita por Mick Wall) conta que Paul entrara em novembro de 1978 e o Maiden, então com 4 integrantes – Di’Anno, Harris, Murray e o baterista Doug Sampson – logo ensaiava e entrava no Spaceward Studios para a gravação da demo. Não havia muito dinheiro na época, e a banda, após duas sessões, se recolhera para que dentro de algumas semanas de trabalho e shows, voltasse com dinheiro para a produção final das faixas. Como se sabe, a master foi apagada e a demo só saiu porque alguém (acredito que Harris) guardou uma cópia do material original em fita! 
Fitas-cassete contendo o material gravado nas sessões de The Soundhouse Tapes
Ouvindo atentamente as gravações percebi uma segunda guitarra nada usual ao tradicional som da banda, mas, como os fãs podem notar, não há um segundo guitarrista creditado além de Dave Murray. Então quem seria o guitarrista não creditado?

Tudo começou com uma pequena interrogação e terminou com uma revelação de fato, uma notícia que é parte da história do Iron Maiden. Poucos ouvintes realmente atentos podem perceber nas gravações a guitarra ou entender a importância dessa notícia, mas essa revelação sempre esteve disponível aos ouvidos de todos e está devidamente “não registrada” na história da banda.

Devo dizer que algumas passagens de integrantes na história do Maiden são frustrantes de tão pouca informação divulgada oficialmente. No DVD Early Days todos eles parecem flashes tão insignificantes como Paul Todd e sua uma semana de ensaio; Thunderstick, um baterista que durou apenas um show, entre outros. 

A história oficial não é necessariamente a verdade (e posso comentar melhor sobre isso no futuro), tanto é que o próprio Thunderstick quase conseguiu o posto no Maiden de volta ao invés de Clive Burr! 

Voltando ao guitarrista misterioso, a história conta que logo no início de 1979 a banda teria um segundo guitarrista para complementar Murray, um escocês de nome Paul Cairns (de apelido “Mad Mac”).

Iron Maiden com Paul Cairns ao centro
Paul Cairns durou de cinco a seis meses na banda. Será que ele foi apenas um guitarrista que, desentusiasmado no palco, precisou ser demitido? Não haveria alguma coisa aí que a história do Maiden cismou em não contar (ou ocultar)?
Há algumas semanas, ouvindo a coletânea Best of the Beast, coloquei para tocar a faixa “Strange World”, quando alguma coisa “clicou” em mim aos 3 minutos e meio de música. Tive que voltar e ouvir de novo. E de novo… 

Percebi que o jeito que o segundo solo foi tocado nada tinha a ver com qualquer coisa que Murray já tivesse feito. Não eram os dedos nervosos dele contrapondo notas, mas um desconhecido pegando uma guitarra e ajeitando notas calmas para a faixa. Era estranho e resolvi mandar um e-mail para um conhecido na Inglaterra, perguntando sobre um possível quinto membro tocando guitarra na demo. Esse conhecido mantém contato com Keith Wilfort (ex-presidente do fã-clube oficial), e quando Keith respondeu, a confusão em sua resposta me assustou. Disse que lembrava dos 4 integrantes gravando a demo, mas não tinha certeza de um quinto. Sugeriu que, pelo tipo de som, de repente Harris tivesse arriscado uma guitarra na faixa. 

Quem precisa de Harris solando quando exatamente se tem Murray? 
Pouco depois, esse mesmo colega me respondeu que no fórum do site do Spaceward Studios, Hugh Cairns, irmão de Paul Cairns, havia postado uma memória dos tempos em que o irmão dele gravara com o Maiden! Melhor coincidência impossível! Segue a transcrição da mensagem original: 
Hi there, not sure if you can help, but here goes! 
My brother was one of the lead guitarists with Iron Maiden at the time they recorded their original demo tape at Spaceward. He left the band around 6 months later but kept hold of the demo tape for posterity. Stupidly I lent it to a friend who then “lost it” Ah well. 
Anyway, I wondered if you had any photos from that session – probably around 78/79. 
With kind regards 
Hugh Cairns 
Pergunto se haveria algum engano no fato do próprio irmão procurar um site como o do Spaceward Studios para postar sobre uma época que ele parece lembrar bem! E ele perguntou por fotos. Curiosamente o Maiden até hoje só mostrou uma ou duas fotos dessa sessão; apenas Harris aparece (como aquela dele sentado com seu baixo em um sofá).  
A mais conhecida foto das sessões de The Soundhouse Tapes, com Harris ao sofá
Conseguimos contatar Paul Cairns e perguntar diretamente a ele sobre essa história. O que ele revelou deixou meu queixo já caído, agora tocando o chão. Ele não só tocou aquele segundo suspeito solo de “Strange World” que estranhei, como partes de guitarra em cada faixa da demo! E nunca entendeu porque seu nome não foi creditado (ops, já não ouvimos essa história antes?) na demo. 
Cairns diz possuir uma foto meio castigada de seu arquivo pessoal com a banda inteira em frente à casa do estúdio, agasalhados com cachecóis sobre uma camada de neve, com Paul Di’Anno de cabelo grande e Cairns segurando a coleira de seu husky. Foto a qual já tive acesso; porém, não a publicaremos aqui até que o próprio Cairns nos autorize. No entanto, seguem outras fotos da época.
Doug Sampson gravando a bateria para a demo
Steve Harris
Não é bom ter a sensação de que algo sempre esteve errado com essa demo e justamente o fato de que Dave Murray não gravou todas as guitarras? Para mim foi incrível tudo ter se confirmado tão pronta e rapidamente, ainda mais em se tratando de uma demo histórica.
E aí, Steve Harris, andou ocultando alguma coisa?



57 Comentarios

  1. O Lira é o cara!!! Uma pesquisa dessa e essa constatação só demonstra o quanto ele é dedicado e orientado em sua pesquisa sobre o Maiden.

    Excelente contribuição!!!

    Temos vários posts interessantes no blog, mas MAIDEN é minha trilha sonora!

    Uma banda que desde o início já sabia que seria grande, tanto é que alguns fatos sempre foram devidamente "esquecidos" durante a história!

    Aos demais leitores, continuem acessando o blog que mais materias interessantes serão publicadas… estamos trabalhando para termos ao menos uma ao dia!!

    Quem quiser contribuir, estamos abertos, pois é um blog participativo e feito por todos e para todos!

  2. micaelmachado disse:

    Uma revelação com o esta nos faz pensar em quantos "esqueletos" estarão escondidos nas masmorras do castelo de Eddie, não é mesmo?

  3. Micael,

    Já temos algumas boas histórias para contar sobre o maiden… mas tudo a seu tempo…

    O Lira é compositor e escritor para quem não sabe….. e essa lado pesquisador de maiden deixa qualquer um encantado com as histórias, lendas, etc queu rodam em torno do maiden…

    Fiquem ligados que quem sabe em breve não sai algo a esse respeito, não é???

  4. fernandobueno disse:

    O Iron Maiden é talvez a banda mais fechada que temos conhecimento. QUalquer informação sobre a banda empre passa pelo crivo de Harris e de Rod. A impressão que tenho que cada troca de integrante deixava Harris frustado, afinal ele escolhia a dedo os integrantes de sua banda e ter que trocá-los demonstrava um certo erro de decisão. Outro fato que poderia ser citado no texto para corroborar a informação é uma constatação: a banda SEMPRE teve cinco integrantes, até mesmo na época que um deles era um tecladista, então porque numa primeira gravação a banda estaria apenas com quatro? Seria estranho mesmo.
    O Lira é um cara que conhece a fundo a história do Iron Maiden. No meio musical é sempre bom ter caras como ele que vão a fundo em questões que podem parecer besteira para alguns, mas são informações valiosas apra os fãs que poderiam nunca vir a tona…
    Parabéns Lira…

  5. fernandobueno disse:

    Sobre os esqueletos citados pelo Mica…
    Devem ter dezenas de coisas do tipo escondidas nos arquivos e memórias do Harris.
    Espero que aquelas demos do Paul Di Anno cantando material do The Number sejam divulgadas. Diz a lenda que o Di Anno mora no Brazil…temos que ir lá na Gaviões da Fiel conversar com ele e pedir para ele divulgar isso. Vamos fazer uma vaquinha….hehehe

  6. Tá, interessante a história, mas acho que não muda nada. E daí que o cara gravou essa guitarra e não foi creditado? Não achei isso nada bombástico, pra falar a verdade, apenas uma curiosidade.

    O Iron Maiden é o que é pelo comando de ferro do Steve, pelo extremo profissionalismo com que sempre levou a banda, somado ao seu grande talento para identificar e colocar na banda músicos fora de série.

  7. fernandobueno disse:

    Não é o fato de ser bombástico ou não. O fato é que mesmo com a mão de ferro do Harris essas histórias conseguem vazar. E conseguiu vazar aqui pelo blog…

  8. fernandobueno disse:

    Através do Lira…é claro…

  9. Ricardo Seelig e todos,

    Obrigado pelo comentário e apoio que sempre nos deu. Legal ver nosso trabalho reconhecido!

    O objetivo não é ser bombástico, mas de certo modo acaba sendo por se tratar do Iron Maiden. Os fãs do Maiden formam uma espécie de religião o que incomoda alguns por serem tão apaixonados…

    E uma novidade dessa, escondida na história, é algo que me fez vibrar! E como é o objetivo do blog, só esse post gera assunto por muito tempo… Imaginem o que há "escondido" nos arquivos do maiden?

    Como comentaram noutro lugar somente uma pessoa como o Ricardo "Indiana Jones" Lira para descobrir isso.

    Os próximos tópicos que criaremos manterão o nivel que conseguimos até agora!

    A equipe está crescendo com mais algumas supresas por vir… Mais gente irá contribuir conosco… com o objetivo de criar um local onde possamos falar sobre o ROCK!

    E dá-lhe "INDIANA" Lira!!!!!

  10. Senhores,

    Excelentes notícias… Fui procurado por uma empresa ligada ao ramo do ROCK querendo constituir uma parceria com o blog…

    É um resultado de um trabalho de todos!

    Assim que surgir algo de fato, divulgarei!

  11. micaelmachado disse:

    Essas demos do Dianno cantando músicas do Number são do nível das demos do Blaze cantando músicas do Brave New World… para mim são "lendas urbanas", não passam disso…

    Mas se existissem eu gostaria de ouvir!

  12. Essa historia é sensacional! A banda esta vindo ao Brasil, e seria interessante se alguem tivesse a chance de fazer perguntas sobre essa epoca ao Steve, sera que ele confirmaria?

    O proprio Dianno já confirmou a existencia das demos de Run To The Hills e Hallowed Be Thy Name. Se isso vazasse, seria o Santo Graal do Iron Maiden! Go, Indy, go!! Hehehehehe

  13. Obrigado pelo esclarecimento, Daniel Sicchierolli.

  14. diogobizotto disse:

    "somado ao seu grande talento para identificar e colocar na banda músicos fora de série"

    Ok, sem dúvida é a mão do Harris que transformou o Maiden no que é. Ele sempre vais ser o maior responsável, ocorra o que ocorrer. Mas quanto a essa citação em especial, tenho duas palavras: Blaze Bayley.

  15. Mais duas: Janick Gers

  16. Janick Gers é um ótimo compositor, Leonardo. Não reconhecer isso é não enxergar o óbvio. E Diogo, em relação ao Blaze, o Steve me parece ser também o tipo de chefe cabeça dura … hehe … que não dá o braço a torcer.

  17. Ricardo, gostos são pessoais e não matemáticos, portanto, o que é óbvio para você, pode ser exatamente o oposto para mim. E, como músico, o Janick está longe de ser fora de série, é só ver o assassinato dos solos que ele cometia quando interpretava os solos originalmente gravados pelo Adrian Smith.

    Já em relacao ao lado compositor dele, aí voltamos a questao de gosto pessoal. Para mim, "The Apparition", "Weekend Warrior" e "Como Estais Amigo" estao entre as piores musicas da historia da banda, mas "The Talisman", "Ghost Of The Navigator", "Out Of The Silent Planet", "Man On The Edge" e "Lord Of The Flies" são bem legais. Portanto, podemos dizer que, para o meu gosto pessoal, ele é um compositor acima da média, mas comparado a outros compositores dentro do próprio Maiden, está um pouco abaixo.

  18. Leonardo, também não gosto dele como músico, mas acho as composições do Janick muito boas nos álbuns Brave New World, Dance of Death, A Matter of Life and Death e The Final Frontier. Não dá para citar o Virtual XI porque ali tudo é ruim. No Maiden, ele ocuparia, para mim, o quarto posto como compositor, atrás do Steve, Adrian e Bruce, neste ordem, e na frente do Dave.

  19. História maravilhosa! Muito legal saber que não foi só o Murray que gravou as guitarras e que um membro obscuro teve uma participação em todas as faixas…
    Parabens para o Lira e ao blog por esse achado.

  20. eduardoluppe disse:

    Cara, esse post é uma relíquia!!!! é tudo de que precisavamos!!! Mistérios que circulam na terra do Eddie!!! Parabés Lira pelo excelente post!

  21. Saec Torin disse:

    Pessoal, obrigado pelos comentários. Sem querer puxar a sardinha para o meu lado, mas acho que não só é interessante saber que é uma formação de 5 a tocar nessa demo, mas é um guitarrista que pensamos nunca ter ouvido antes…

    (ah, esse é um perfil que de vez em quando uso)

  22. Rafael "CP" disse:

    Adorei isso , como um curioso do mundo da musica , e um adorador do Maiden , conheci hj fatos que nunca pensei antes que pudessem ter acontecido . Ricardo mandou muito bem , esse post sem duvida foi o melhor e um marco na historia recente do nosso blog.

  23. Lira, voce realmente é o cara!
    Belissimo post !
    Obrigado por compartilhar isso conosco!

  24. Wargods Press disse:

    Legal a matéria.

    Eu acho muito interessante saber detalhes desse tipo.

    O fato de não mudar nada, não quer dizer, mas, quanto mais conhecimento, melhor.

    Vou ficar de olho nesse blog. Parabéns!

    Warbraços!

  25. Victor disse:

    Ricardo Seeling ficou com inveja porque a matéria não foi feita pelo blog dele.

    Inveja é uma merda mesmo…

    Grande furo!

  26. Serginho disse:

    Recentemente o Paul Di'Anno disse que as demos de Run to the Hills e Hallowed Be Thy Name com ele estão em Chicago… se não me engano. Também sou um entre os milhares que anseiam por essas gravações… não consigo imaginar como são haha. Parabéns ao blog pela matéria! Uma detalhe realmente interessante… afinal, o assunto é Soundhouse Tapes! Um dos momentos de extrema relevância para a história do rock.

  27. Val disse:

    Harris uma vez falou q o Brave New World tinha musica co-escritas por Blaze, como Dream of Mirrors, e Blaze uma vez confirmou,., mas hj todos negam e Blaze evita comentar o assunto…

  28. Art disse:

    Acho que está muito mal esclarecida essa história toda, Paul Cairns tocou na banda muito pouco em 1979,ele esteve mais em 1978,depois dele passaram o Paul Todd e após esse entrou o Tony Parsons que gravou as faixas que entraram na coletânea METAL FOR MUTHAS, se a gravação se deu em dezembro não seria muito estranho mudanças de formação num periodo tão curto de tempo,ou seja 3 guitarristas em menos de uma semana no final de 79 e ainda deixassem um cara que mal entrara na banda gravar alguma coisa?Ah e pra quem possa se assustar com DAVE MURRAY tocando de forma como ninguém ouviu saibam que ele gravou um single com uma banda PUNK num breve periodo que esteve fora do MAIDEN nos anos 70, mas ele mesmo não assume muito isso.Acho improvável que Cairns tenha estado involvido nessas gravações, acho que se isso aconteceu PARSONS tem muito mais chance de ser o "guitarrista FANTASMA".Abraços.SNOW.

  29. Saec Torin disse:

    Art, você raciocinou legal em cima da história, mas temo ter confundido um pouco, porque PARSONS só entra em setembro de 1979 e TODD uns meses antes, então de cara esses 2 nunca teriam feito nada com o ST.

    PAUL CAIRNS teria entrado logo após DIANNO, no inverno de 1978, caindo em estúdio para gravar as demos. As músicas já tinham sido ensaiadas pois a banda ficara meses tocando como um trio. Também seria perfeitamente possível ele ter durado 6 meses, como o irmão dele disse, porque de novembro a abril nenhum outro guitarrista entrou no Maiden.

    De qualquer forma, tenho a mensagem no meu e-mail de Paul Cairns dizendo que ele gravou. Só da 4a. música é que ele não lembrava, achando que devia ter sido a Charlotte the Harlot, mas na verdade é a Strange World.

    abs

  30. Pedro disse:

    Olá Bangers.

    Eu imaginava que teria sido o Tony Parson, no livro What we are doing for.. do fantástico Halfin, tem uma foto oficial que até onde eu imaginava que sabia era desse período pré gravação de demo. Não acho que quiseram ocultar o fato ..o maiden era na época banda de garagem…muitos devem ter passado nos ensaios…lembro da época do Smiler, esse material deve exisitr, ou não?? abs…Peter Metal 69

  31. Saec Torin disse:

    Pedro, muita gente se confunde entre a época da gravação da demo e a época de lançamento.

    Tony Parsons esteve na banda na época do lançamento da demo (nov 1979) e existe foto com ele em frente à Soundhouse (The Bandwagon) – lugar que originou o nome da demo por ter Neal Kay como revisor e divulgador da demo. Mas ela tinha sido gravada há 1 ano atrás.

    Existe material da época do Smiler, mas de pouco depois de Steve & Cia. terem deixado a banda.

  32. A história é interessante, mas acho que é preciso ter grande cautela. Mesmo que Paul Cairns e seu irmão tenham dito que ele tocou na demo, não quer dizer que isso seja verdade. Especialmente vindo de um cara cujo apelido era Mad Mac. O fato teria que ser comprovado por, pelo menos, mais uma fonte. Os engenheiros do estúdio Soundhouse seriam as pessoas ideais para confirmar se essa hipótese é realmente verdadeira.

  33. Ah! Onde escrevi Soundhouse Studios leia-se Spaceward!

  34. Fabian,

    Muito obrigado pelo comentário. Sim, sabemos disso, mas tambem sabemos que a história sempre é contada pelos vencedores, certo?

    O Lira é o maior pesquisador do Iron Maiden que conheço e ele vai a fundo e não soltaria algo furado.

    O que eu quero dizer é que se o Lira resolvesse escrever uma biografia não autorizada, alguns temos SAGRADOS ou tidos como verdade absoluta podem ser vistos por uma otica diferente, certo??

    Dizer que ele não tocou apenas pelo fato de não estar creditado, também me parece exagero.

    A foto que o Lira tem, pode ser a prova que falte para lhe convencer.

    Mas as coisas nesse meio são dificeis de se conseguir e ter a credibilidade e confiança para receber coisas assim levam anos.

    O Lira, sabiamente, pediu a autorização do próprio para publicar a foto. Se tivermos, publicaremos.

    Se não tivermos, eu, você e mais meio mundo morreremos na dúvida.

    Abraço e espero que nos visite mais vezes e se quiser, nos ajude colaborando com textos e matérias para o Blog!

    VALEU!!!

  35. Não quis dizer que se trata de "algo furado". Pelo contrário, achei a história muito interessante.

    Também não estou duvidando do Lira, mas acho que o que temos é uma versão, a dos irmãos Cairns, e não necessariamente um fato.

    É claro que existe a possibiidade do Mad Mac ter tocado nas gravações. E até imagino um motivo para não ter sido creditado: mais ou menos na época que o Maiden lançou o Soundhouse Tapes em vinil, a banda estava fechando seu contrato com a EMI. E nesse período era formado pelos 4 músicos creditados na Soundhouse Tapes. Coincidência?

    Mesmo assim não dá pra ter certeza sem que uma terceira parte confirme. É aquela regrinha básica do jornalismo.

    Aliás, fiquei tão curioso que entrei em contato com o Stjepan "Stipe" Juras, mais conhecido como Maidencroatia no forum oficial do Maiden, que como vcs sabem está escrevendo um livro sobre o Harris. Ele ficou muito interessado sobre o tema e irá tentar confirmar com o pessoal do Spaceward Studios. Inclusive já falou com o Keith Weilfort sobre o assunto, mas ele negou, afirmando que o Mad Mac saiu da banda em outubro de 1979 e não teria tocado nas gravações.

    Abraços!

  36. Esqueci de citar: nas mensagens trocadas entre o Stipe e o Keith, o Keith diz que o Mad Mac entrou na banda no começo de 1979.

    Tomara que o Stipe consiga falar com o engenheiro do estúdio na época – seria muito legal confirmar/esclarecer essa informação.

  37. Saec Torin disse:

    Fabian, estou vendo que você é uma grande forća para esse tipo de assunto. Esse é o espírito! Torcer a notícia pelos lados até que saia sem impurezas.

    Não sei se você vai concordar, mas neste caso vejo o Hugh Cairns (irmão do Paul) como uma "verdade" maior do que o que Keith ou o Stjepan vão dizer. Porque quando alguém assim procura o site oficial do estúdio e informa que oferecia cópias da demo para amigos, é porque essa pessoa, que viveu a época em específico, é muito mais propenso a lembrar. Não teria motivo algum o cara escrever no próprio site da Spaceward se não fosse pela lembranća da época, coisa que o Keith, que viveu pelo menos 20 anos após como presidente do fã-clube, vai tender a não se lembrar ou, digamos, defender o Maiden…

    Sobre o pessoal do Spaceward, não acredito que vão ajudar a se lembrar. Não foi em uma época famosa do Maiden que a demo foi gravada, mas espero que o croata tenha sorte…

    De qualquer forma, pelo que você disse, acho que a coisa já subiu e então teremos mais algumas brigas/esclarecimentos pela frente. O que é bom.

    Você comentou isso em forum? Tem como mandar o link?

  38. Concordo que o Keith vai pender sempre para o lado do Maiden, é claro. Já o pessoal do estúdio, nem tanto. O Stipe vem postando coisas bacanas sobre o seu livro do Harris, inclusive um depoimento do engenheiro do estúdio explicando porque eles apagaram as masters da Soundhouse Tapes. Como o Stipe vai conversar mais uma vez com o cara, quem sabe ele não pode confirmar esse fato também.

    Não comentei sobre isso em nenhum outro fórum ou site. Meu contato com o Stipe foi através de PM no site oficial do Maiden. Meu objetivo aqui não é polemizar, apenas trocar idéias e, se possível, ir mais a fundo na notícia.

    Abração!

  39. hehehe!! só me dou por satisfeito a hora que o Harris postar aqui falando que é tudo mentira…

    HAHAAHA….

    não é que eu vá acreditar, mas ai sim a notícia ficará divertida!! HAHAHAHAHAHAHAHA….

    Tô mais do que convencido que o Indiana "Lira" Jones ou Sherlock Lira deve lançar uma biografia não-oficial…..

  40. Daniel, no header do seu site está escrito "qualquer coisa que traga uma boa conversa sobre rock". Minha dúvida/curiosidade foi despertada pela própria notícia, que, como já falei, achei muito interessante. Acho que isso contribui para uma boa conversa. Como falei antes, não tô afim de polêmica, portanto agradeço se você puder deixar o sarcasmo de lado e tratar meus comentários com mais respeito.

  41. Fabian,

    Peço desculpas, pois a intenção não foi essa. Me desculpe, realmente!

    A brincadeira que eu fiz foi com a noticia em si e a possibilidade do meu ídolo Steve Harris ler o blog. Imagina só? Seria mais do que uma satisfação. hehehe!!

    Voce tem razão, o objetivo do Blog é qq coisa que traga uma boa conversa e seus comentários são mais do que válidos e bemvindos. Não somos o dono da verdade e não temos essa vontade.

    Só o fato de você levar o assunto internacionalmente, já me deixa satisfeito e prova que estamos fazendo algo que atende o objetivo de termos uma boa conversa sobre música.

    Novamente, reforço o pedido de desculpas, pois a intenção era uma brincadeira com a noticia e a possibilidade remota do Harris ler isso aqui.

    Espero que eu tenha deixado claro.

    Também reforço que fazemos questão de ter pessoas como você, que gostam de música, nos ajudando e contribuindo para o BLOG.

    Por favor, nos mantenha informado do andamento da sua pesquisa!

    Abraço!

    Daniel

  42. Massa, Daniel, bem bacana de sua parte.

    Também peço desculpas se entendi mal. A impressão que deu é que você estava rindo dos meus comentários. Sabe como é, a palavra escrita abre espaço para várias interpretações hehehe

    Eu achei a matéria do Lira perfeita. Ele teve uma desconfiança, conseguiu entrar em contato com os irmãos Cairns que alegam que o Mad Mac tocou na demo! Pô, muito bacana!

    Minha intenção não é de desmentir a notícia e sim, ajudar a obter uma confirmação. O Stipe pode conseguir o depoimento do engenheiro de som das gravações, o que seria, no mínimo, pra lá de interessante.

    Grande abraço e nos vemos nos shows do Maiden daqui a dois meses, celebrando com uma béra na mão.

    Abrax!

    PS: Quem sabe o Harris já leia o blog. Confirmar a história é que ele não vai!

  43. Pedro disse:

    Saek, obrigado pelo post..em nenhum site do mundo vi pessoas tão esclarecidas falando de Maiden, esse blog é muito bom, parabéns pelo nível, o veinho aqui que ouve Maiden literalmente desde 1982 e já está na casa dos enta…agradece de coração..up to the irons

  44. Saec Torin disse:

    Obrigado pelas palavras, Pedro! De um fã que tem quase 10 anos de atraso em relação a você… rs

  45. Lira e Daniel,

    Entrei em contato com o Stipe hoje perguntando se ele tinha novidades sobre a participação do Mad Mac nas gravações e olha o que ele respondeu:

    "Yes, but give me still few days to confirm all and I will tell you."

    Legal, né? Tá com cara que vai pintar uma segunda fonte confirmando a matéria…

  46. Saec Torin disse:

    Obrigado, Fabian. Eu e Barry Considine estamos pedindo ao Stipe os devidos créditos no livro dele.

    Parece também que com essa história toda, o próprio Paul Cairns tentou entrar em contato com o Maiden por reconhecimento. Mas estou procurando saber melhor com ele. Watch this space!

  47. Oi Lira.

    Pelo comentário do Stipe, tudo leva crer que o Mike Kemp realmente confirmou a história. E desde o meu primeiro contato com o Stipe eu já tinha pedido pra ele dar os devidos créditos pra vc caso o engenheiro confirmasse tudo. Em breve o livro estará na mão com o depoimento completo do cara, o que será pra lá de interessante! Abração.

  48. Saec Torin disse:

    Fabian, agradeço muito. É muita honra ter o nome creditado em um livro como o The Clairvoyant. Eu não levei muita fé que seria tão interessante no início, mas após ler a bateria de perguntas feitas para Neil Kay, e se ele respondeu mesmo tudo aquilo como Stipe diz, então já é um grande livro. Imagine o resto…

    Você é o Troopers do fórum, certo?

    abs
    Lira

  49. Olá Lira.

    Recebi hoje o livro do Stipe. Lendo o capítulo do Spaceward e do Paul Mad Mac, não tenho mais dúvidas: o cara tocou mesmo nas sessões do Soundhouse Tapes.

    O Stipe conseguiu entrar em contato com o Mike Kemp, o Keith Wilfort, o Loopy (roadie das antigas) que até contactou o Doug Sampson. Ninguém confirmou, mas ninguém nega. Acho que isso é sinal que o cara realmente estava lá, mas ninguém quer se comprometer a ficar feio na fita com o Maiden, leia-se Steve e Rod.

    A foto citada por vc está lá publicada e não tem dúvidas em relação ao lugar. Até o cachorro do Mad Mac está lá hehehe

    E, finalmente, escutando o segundo solo da Strange World, realmente não tem nada a ver com o estilo do Murray.

    Mais uma vez, parabéns pela história, pra mim, confirmadíssima.

    Desculpa não ter entrado em contato com vc novamente no Rio, mas como vc sabe, a entrada no HSBC táva supercaótica e na saída eu queria voltar o quanto antes pra remarcar meu voo e reservar o hotel por mais uma noite. Na segunda levei 3 horas e meia pra chegar lá novamente e tinha um voo às 7 da manhã da terça de volta pra Curitiba. Fica pra próxima.

    Abração!

  50. Saec Torin disse:

    Obrigado, Fabian! É, isso deu o que falar. Segundo soube, o próprio Paul Cairns disse que ia entrar na onda desta história e perguntar ao Maiden. Até acho que a banda já deve ter sabido de qualquer coisa a essas alturas…

    O livro ainda não chegou aqui. Estou curiosíssimo pra saber…

    Eu imagino o que você deve ter passado. Pensei na hora em quem veio de longe para o RJ. Espero que tenha curtido o dia seguinte.

    abraćos!

  51. Saec Torin disse:

    Greetings. O livro demorou muito, mas chegou e ele é brilhante. Reunir os fãs e pessoas que trabalharam com Maiden para fazer depoimentos sobre o Steve e a banda é algo a se ver!

    Há pelo menos 2 referências a esta história no livro do Stipe: a própria na parte Mystery Pages e uma pergunta p/ o engenheiro de som Mike Kemp – quem mais se aproximou de confirmar, como apontou Fabian.

    No mais, já conversei com o Stipe sobre colaborar com uma ou duas histórias na parte Mystery Pages do próximo livro sobre o Adrian! Este, ele prometeu, será mais detalhado que o primeiro…

    Lira

  52. metalclep disse:

    Hola, saludos desde Maracay, Venezuela. Aqui está la famosa foto de Iron Maiden en Victoria Street, al frente de los Spaceward Studios en Cambridge, en Diciembre de 1978. Como podrán apreciar, aparecen 5 integrantes, L to R: Paul Di'anno, Paul "Mad Mac" Cairns, Dave Murray, Steve Harris, Doug Sampson… and the dog! http://www.spacewardstudios.ukf.net/photos3.htm al final de la página.

  53. Saec Torin disse:

    Saludos, metalclep.

    Gracias! Esta é a foto que eu comentava. A verdade agora é mais aparente.

  54. metalclep disse:

    Estamos de acuerdo, desde la primera vez que escuché el Soundhouse Tapes me di cuenta que habían dos guitarras completamente diferentes. Nunca me comí el cuento de que Dave Murray grabó todas las guitarras y solos en el demo. Escuchen con atención el tema Invasion y se darán cuenta que los solos son hechos por dos guitarristas diferentes. El primer solo es de Mad Mac, el segundo de Dave y el último solo de Mad Mac otra vez. Los dos guitarristas tienen técnicas totalmente diferentes y esa diferencia se nota claramente a lo largo del del demo. Saludos.

  55. Um Este blog é uma representação exata de competências. Eu gosto da sua recomendação.
    grande conceito que reflete os pensamentos do escritor.

  56. ty disse:

    Ei cara, você q tem os contatos e é muito bom em pesquisas, como demonstrado aqui, principalmente no quesito Iron Maiden, será que você conseguiria encontrar uma demo que o Paul Di'anno recentemente mencionou onde ele canta Run To The Hills e Hallowed Be Thy Name antes de sair do Maiden? Ele disse que tinha deixado uma copia em toronto ou algo assim…

  57. Saec Torin disse:

    ty, é muito difícil ir atrás do que o Paul Di'Anno diz. Lembro de uma vez que ele comentou que havia demos dessa fase gravada em um bootleg que devia circular por NY.

    É o tipo de informação que é melhor esperar pra "esbarrar" com ela do que perder tempo correndo atrás.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *