Paul Di’Anno anuncia apresentação em São Paulo em 2023

Vocalista dos dois primeiros álbuns do Iron Maiden, o carismático Paul Di’Anno retorna ao Brasil após seis anos afastado dos palcos. Emocionado por voltar ao país que considera como sua segunda casa, Di’Anno promete um repertório matador, com clássicos de sua fase no Iron Maiden e algumas surpresas. A histórica apresentação acontece no dia 4 de fevereiro de 2023, em uma das mais importantes casas de shows de São Paulo, o Carioca Club. Os ingressos estão à venda pela plataforma Clube do Ingresso, com valores a partir de R$ 150 (pista meia/promocional) no primeiro lote.

Esta provavelmente será a última oportunidade de prestigiar as músicas dos dois primeiros álbuns do Iron Maiden sendo cantadas na voz original e caótica que registrou esses clássicos no estúdio. Os discos Iron Maiden (1980) e Killers (1981) são conceituados até hoje pelos fãs e pela crítica, e influenciaram inúmeros artistas do cenário Metal de maneira definitiva. Com uma recente história de superação, após problemas de saúde que o afastaram dos palcos, Paul Di’Anno volta a ativa com tudo para celebrar algumas das mais importantes obras da história do heavy metal, nas quais teve papel fundamental por sua voz, composições e personalidade única. A turnê de retorno de Paul Di’Anno aos palcos será realizada pela Estética Torta, editora que lançou no Brasil mais de uma dezena de livros relacionados ao Iron Maiden.

Serviço
Paul Di’Anno em São Paulo
Data: 04 de fevereiro de 2023 (sábado)
Local: Carioca Club
Endereço: Rua Cardeal Arcoverde, 2899 – Pinheiros
Ingressos: a partir de R$ 150
Venda online


Venom Inc anuncia segundo single ‘Don’t Feed Me Lies’

Os pioneiros do metal extremo VENOM INC. estão orgulhosos de lançar o segundo single ‘Don’t Feed Me Your Lies’ que fará parte do novo álbum There’s Only Black programado para ser lançado mundialmente pela Nuclear Blast Records no dia 23 de Setembro. No Brasil e na América Latina, o álbum será lançado pela parceria Shinigami Records/Nuclear Blast Records. Com 40 anos de formação e revitalizados entre os anos 1989 – 1992, o guitarrista Jeff “Mantas” Dunn, o vocalista/baixista Tony “Demolition Man” Dolan e o baterista Jeramie “Warmachine” Kling retornam com um álbum matador que precede o álbum de estreia Avé sem mostrar nenhum tipo de sinal de desaceleração.

VENOM INC. – There’s Only Black

01 How Many Can Die (03:21)
02 Infinitum (03:47)
03 Come To Me (03:46)
04 There’s Only Black (04:49)
05 Tyrant (05:25)
06 Don’t Feed Me Your Lies (05:51)
07 Man As God (03:23)
08 Burn Liar Burn (05:32)
09 Nine (03:34)
10 Rampant (04:06)
11 The Dance (04:54)
12 Inferno (05:19)

SOBRE VENOM INC.
Em 2015 houve um grande revival de bandas tradicionais de heavy metal. Houve o pedido para que Tony Dolan (baixista e vocalista) trouxesse de volta a formação do VENOM que gravou o clássico Prime Evil e uma sólida sequência de álbuns que manteve a banda unida durante o matador evento do estilo Grunge e Brit pop que arrasou as bandas mais pesadas durante os anos 90. Heavy Metal sofreu muito nas mãos da nova moda, mas o VENOM (com esta formação) recusou morrer e continuou com o legado que havia dado inicio com Jeff Dunn (Mantas) que formou a banda originalmente em 1979 e trouxe ao Mundo álbuns clássicos do Metal extremo em forma de álbuns como Welcome To Hell e Black Metal.

Os álbuns compostos basicamente por Dunn, expuseram ao Mundo uma forma de levar a música ao extremo e também escuridão e um odor controverso que levantou as cabeças das sepulturas como se elas sempre estavam ali deitadas esperando para trazer o caos para a indústria da música. Com o vocalista Clive ‘Jesus Christ’ Archer e depois com Cronos e The Demoliton Man a banda ainda era uma força da natureza. Enquanto outros tentavam tomar o crédito para aquilo que o VENOM criou, a verdade não é um mistério oculto, mas mais algo escrito em pedra como nos dez mandamentos – mas diferente da religião, da qual você precisa de fé e ideias, ao decidir seguir o VENOM você só precisa dos ouvidos para ouvir.

‘Somewhere In Time, We Were Born..’ eles cantam e isto tornou-se um mantra. Hoje a cena tem muitos exemplos do que foi retirado desta clássica banda. Imagens, e temas e até um gênero totalmente voltado ao seminal álbum “Black Metal”. Os personagens eram e são muito maiores que a vida para os fãs, mas é a música que carrega a chama da imortalidade. A verdadeira inspiração para todas as vibrações negras e pesadas que possuam aquele estilo do Black n Roll.

VENOM INC. começou novamente em 2015 por acidente quase e o nome não foi uma escolha, mas foi dado pelos fãs, agentes e promotores etc. Refletindo, é apenas um fato de que esta banda é verdadeira, real e carrega o verdadeiro espírito que começou em 1979 e vai terminar seus dias sendo exatamente este mesmo espírito que se perdeu em algum lugar ao passar dos anos. Talvez seja inevitável para a banda mudar ou se afastar da intenção original, mas cada soldado das legiões do VENOM sabe – a banda nunca deixará seu verdadeiro propósito de lado e continuará compondo música que honram o legado do passado com todo coração e alma, mantendo em mente que novos fãs poderão entender que existe uma banda que ainda toca com tudo o que tem e ainda são muito importantes para esta Era em que ás vezes precisou-se separar o Mundo digital da realidade.

VENOM INC. tem feito turnês ao redor do Mundo sem parar desde que apareceram pela primeira vez no KEEP IT TRUE na Alemanha em 2015 e continuou levando seu selo de energia e performance pelo Mundo todo passando pela Ásia, Estados Unidos, América do Sul e Central, marcando presença em festivais como Hellfest, Alcatrazz e Wacken citando apenas alguns dos diversos festivais em que fizeram parte. A banda também foi convidada para uma turnê com Glenn Danzig numa aprição surpresa em um show emque a formação original do Misfits se apresentou no ‘All State Arena’ em Chicago, sem contar que foram convidados especiais no The Metal Allegiance em Nova Iorque para listar apenas alguns exemplos. Para a banda estar no palco é estar vivo e agora não só veremos a banda ao vivo como também veremos o surgimento de um novo álbum que certamente abraçará o Mundo com sua alma negra e pesada.

VENOM INC. LIVE 2022

01 May – Chateauroux, FR – Firemaster Convention
04-06 Aug – Villena, ES – Leyendas Del Rock Festival
02 Oct – Würzburg, DE – Keep It True Rising II Festival

ASSISTA AO LYRIC VIDEO PARA ‘DON’T FEED ME YOUR LIES

OUÇA ‘DON’T FEED ME LIES

PRÉ-VENDA E PRÉ-SALVE THERE’S ONLY BLACK

Mais informações:
Facebook
Twitter
Intstagram
Site oficial


Journey lança Freedom, primeiro álbum de inéditas em mais de uma década

A lendária banda Journey lança Freedom, seu primeiro álbum de inéditas em 11 anos – o hiato mais longo em toda a sua carreira. Explosivo e pensado para palcos e arenas com a conexão com o público que é referência na história do grupo, o álbum é um lançamento BMG. Ouça “Freedom. Freedom se torna o 15º registro de estúdio do Journey e marca o retorno da banda desde Eclipse, de 2011. Além do tecladista e compositor Jonathan Cain e do vocalista Arnel Pineda, mais um membro foi recrutado para a gravação – o baixista Randy Jackson, que havia tocado no álbum Raised on Radio (1986).

Assista ao clipe “You Got The Best of Me

Assista ao clipe “The Way We Used to Be

Assista ao visualizer “United We Stand

Ouça “You Got The Best of Me

Ouça “Let It Rain

Essa é mais uma página para uma carreira com mais de 100 milhões de álbuns vendidos, clássicos imortais – “Don’t Stop Believin” é a música com mais downloads da história – e presença no Hall da Fama do Rock n’ Roll. Sobre o single “Don’t Give Up On Us”, temos o comentário: “É uma canção melódica que tem algo de soul, de Motown e R&B sem deixar o rock. Sinto que tem a assinatura do Journey clara nela”, conta Neal Schon, membro fundador da banda. Antecipado pelos singles “Don’t Give Up On Us”, “You Got The Best Of Me” e “Let It Rain”, o novo álbum do Journey já está disponível em todos os serviços de música.

Tracklist:

Together We Run

Don’t Give Up On Us

Still Believe In Love

You Got The Best Of Me

Live To Love Again

The Way We Used To Be

Come Away With Me

After Glow

Let It Rain

Holdin On

All Day And All Night

Don’t Go

United We Stand

Life Rolls On

Beautiful As You Are

Siga Journey


Torture Squad: May Puertas participou do programa “Bem que se Kiss” na Kiss FM 

A Torture Squad vem se preparando para o lançamento de seu tão esperado 9º álbum de estúdio, além de já ter anunciado recentemente as primeiras datas de sua nova turnê, a “First Killing Tracks Tour 2022”, onde irão tocar as faixas de abertura de todos os álbuns da banda, além de algumas outras canções especialmente selecionadas para os shows. Em paralelo a isso, a vocalista May Puertas foi entrevistada no dia 20 de junho no Programa Bem que se Kiss, na Kiss FM, que foiao ar das 13 as 14h dentro do quadro Metal Monday com apresentação de Babu Baía. Você pode ouvir a rádio Kiss nas frequências 92.5 FM (Grande São Paulo), 100.3 FM (Litoral paulista), 107.9 FM (Campinas e região ) pelo site.

Mayara Puertas é vocalista da Torture Squad desde 2015 e, nesse tempo, já se apresentou com a banda em importantes festivais, como o Rock In Rio, fez extensas turnês no exterior, além de ter sido convidada para participações especiais em grandes nomes do Heavy Metal, como Sepultura e Angra.

Confira as datas confirmadas da “First Killing Tracks Tour 2022”:

08/07 – Campo do Meio – MG @ cdm metal fest

16/07 – São Paulo – @La Iglesia

24/07 – Taboão da Serra @TBA

23/09 – Brasilia @Porão do Rock

08/10 – Goiânia @Goiânia Tattoo Rock Fest

O show do dia 16/07, em São Paulo, no La Iglesia, será gravado na íntegra e também contará com a gravação de um videoclipe de uma música ainda não revelada pela banda,que será lançado tanto no Streaming quanto em versão física, através da Voice Music. A banda também vai aproveitar a apresentação para captar imagens que serão utilizadas em seu próximo vídeo clipe. Para os fãs já irem entrando no clima da apresentação, a banda preparou uma playlist no Spotify, com o setlist da turnê e que pode ser acessada através do link. É simplesmente imperdível! O set list é formado pelas músicas de abertura de cada um de seus álbuns, pelo EP Possessed by Horror, tocado pela primeira vez ao vivo e mais algumas faixas marcantes lançadas nos últimos anos. O La Iglesia fica localizado na rua João Moura, 515, galpão 06, Pinheiros, São Paulo/SP e os ingressos podem ser adquiridos online através do Clube do Ingresso.

Torture Squad: May “Undead” Puertas – vocal; Rene Simionato – guitarra; Castor – baixo; Amilcar Christófaro – bateria

Mais informações:

Site Oficial

Facebook

Instagram

YouTube


BECOMING THE ENTITY apresenta Beyond Cygnus, uma abdução aterrorizante

Becoming the Entity, a promissora banda mexicana de metal extremo, apresenta seu álbum de estreia Beyond Cygnus. Este disco propõe uma viagem violenta e aterrorizante pelo cosmos, golpeando o ouvinte com injeções de Death Metal igualmente brutais e técnicas. Foi bem recebido pela crítica e pelos fãs. A aproximação das pessoas foi muito constante, devido à poderosa proposta que o BTE levanta. Embora esta placa tenha sido lançada em 2021, o ano atual vê uma nova reedição pela distinta gravadora Concreto Records. Em relação às expectativas sobre este relançamento, a banda deu a conhecer o seu ponto de vista:

“Espera-se que este álbum ultrapasse fronteiras. Estamos interessados em que muitas pessoas nos ouçam e conheçam nosso material. Espero que continuem se conectando conosco através da música e das letras, e que isso nos permita levar o projeto a diferentes pontos. Estamos muito abertos para poder tocar este álbum em todos os lugares que você puder”. Você pode assistir ao vídeo oficial de Beyond Cygnus aqui.

Assim como os buracos negros nascem de estrelas mortas e se tornam objetos caóticos e densos, BECOMING THE ENTITY nasceu graças à morte de Infernal Bloodlust no outono de 2019, querendo levar sua música para um Death Metal brutal e furioso. Formado por Chris Trejo nas guitarras e vocais, como sempre com seu impecável OSDM e Brutal Death; Omar Zuñiga na bateria, trazendo toneladas de ritmos estrondosos que criam ondas de choque impactando nebulosas fora do nosso quadrante e Vikk Castro nas guitarras e vocais, fornecendo riffs psicóticos devido à sua obsessão por Death Metal Progressivo e Grindcore.

A banda lançou seu primeiro material completo em 12 de fevereiro de 2021, que recebeu excelentes comentários, ótimas críticas de figuras especializadas da cena metal e aceitação significativa nas plataformas digitais. Eles também têm o vídeo oficial da música “Beyond Cygnus” disponível. Esse grupo se consolidou em períodos de pandemia, por isso ainda não teve apresentações ao vivo. 2022 marca a novíssima reedição do debut do BTE, pela consolidada gravadora latino-americana Concreto Records, de dark metal e momentos de tranquilidade e contemplação existencial.

TRACKLIST BEYOND CYGNUS

Emancipation of Our Kind
Beyond Cygnus
Black Hole Inversions
Quantum Jump Insanity
Interstellar Debauchery
Kepler 452b
S.D.C.
Suspended in Violence

BECOMING THE ENTITY é: Vikk Castro (Guitarra, Vocais); Chris Trejo (Guitarra, Vocais); Omar Zuñiga (Bateria)


Renan Lourenço: guitarrista participa de solo no novo álbum da Thunderlord

O guitarrista RENAN LOURENÇO divulgou sua participação em solo na faixa, “Heavy Metal Fire“, composição que estará no novo álbum da banda, Thunderlord, intitulado Destroyer. A íntegra de sua participação pode ser conferida no canal do YouTube da banda. Em paralelo, após 1 ano de seu lançamento, Inception, debut álbum do artista continua colecionando elogios em resenhas nos mais diversos cantos do país. Desta vez, o colunista, Clovis Roman, do site Acesso Music, destacou a performance do artista em seu trabalho de estreia.

O álbum foi lançado pela Alternative Music Records e conta com a participação de Edu Ardanuy (Solo, Dr. Sin, Sinistra) na guitarra e Derek Sherinian (Sons of Apollo, Dream Theater, Yngwie Malmsteen, Black Country Communion) nos teclados.


CHAOSFEAR: Lançada versão desafiadora para clássico de Bob Marley!

A gravadora inglesa Secret Service Records, que já se tornou referência em lançamentos de tributos de altíssimo nível a grandes nomes do Rock/Metal somente com bandas brasileiras de inquestionável qualidade, lançou recentemente The Best Noise Ever… The Brazilian Metal Tribute To 80s, uma homenagem metálica a grandes clássicos do Rock, Pop e New Wave dos saudosos anos 80, a década de ouro para muitos.

Dentro de 31 bandas presentes, os paulistanos do CHAOSFEAR aparecem com uma versão inusitada e desafiadora para o clássico atemporal “Could You Be Loved”, de Bob Marley, numa roupagem que respeita a estrutura original, mas cheia de groove, peso e com a identidade do Chaosfear. Por ser uma banda que não gosta de acomodar-se vivendo numa zona de conforto, as palavras “inusitada” e “desafiadora” fazem parte do DNA de Fernando Boccomino (vocal/guitarra), Eduardo Boccomino (guitarra), Marco Nunes (baixo/produtor) e Fábio Moysés (bateria), e, por conta disso, conseguiram uma simbiose metálica perfeita entre Reggae, Pop, Rock e Metal pesado. Confira a versão do Chaosfear para “Could You Be Loved“.

“Reggae Metal! Só gênios conseguem essa proeza e os caras do Chaosfear conseguiram com os pés nas costas. Levada Pop, Reggae, Metal e Rock numa batida de compasso como um relógio ligada a um refrão bem acessível. Até a ‘página 12’, pois logo na sequência o bicho começa a pegar no peso, com direito a vocais urrados de Death Metal mesclados a partes mais intimidadoras que arrepiam a espinha dos pobres ouvintes. Seus riffs parecem brincar conosco de tal forma que nos faz apertar o ‘repeat’ várias vezes. Pura genialidade” (Johnny Z. – Metal Na Lata)

The Best Noise Ever… The Brazilian Metal Tribute To 80s já encontra-se disponível para venda somente na versão CD físico duplo de luxo diretamente com a gravadora Secret Service Records e não será disponibilizado nas plataformas de streaming. “Fiquei muito feliz com a nossa versão, pois jamais imaginei que um dia gravaria algo do Bob Marley. Tentamos respeitar a estrutura da faixa original, deixando-a com a nossa cara e com groove. É para sair dançando loucamente”, comentou Fábio Moysés (bateria).

“É sempre um desafio gigante fazer alguma versão para clássicos da música mundial! E nesta em específico tentamos imprimir nosso estilo sem descaracterizar a obra desse ícone do Reggae. O resultado superou nossas expectativas. No meu caso, cantar as linhas vocais de Bob Marley foi muito desafiador, pois ele tinha um jeito próprio para compor e cantar suas linhas de vozes, fora seu timbre que era, é e sempre será a ‘cara do Reggae’ na minha opinião. ChaosFear encontra Bob Marley, dá para imaginar?!”, comentou Fernando Boccomino (vocal/guitarra).

“Desafiador. Essa palavra definiu o sentimento que o Chaosfear teve ao receber a missão de “coverizar” esse que é um dos grandes clássicos do Reggae, na voz do imbatível Bob Marley. Fizemos cerca de 4 versões até achar o caminho a seguir, e acredito que conseguimos entregar um som que seja reconhecido e ainda assim soar como Chaosfear! Mais uma vez tentamos incorporar estilos e instrumentos distintos de nossas habituais bases, para entregar uma viagem completa ao ouvinte! E o resultado é esse, uma verdadeira simbiose, mais inusitada impossível! Agradecemos ao Luiz Rizzi da Secret Service Records pela oportunidade!”, comentou Marco Nunes (baixo/produtor).

O CHAOSFEAR atualmente encontra-se compondo e gravando material novo para um lançamento inédito autoral muito em breve, mas a todos aqueles que conhecem sua trajetória sabem que quando esses quatro caras se unem, a gama de possibilidades, influências e desafios dentro de sua arte no Rock/Metal são infinitas!

Discografia:

Inside The Extreme World (EP/2003)
One Step Behind Anger (Álbum/2006)
Image Of Disorder (Álbum/2008)
Legacy Of Chaos (EP/2012)
“Global Atrocity” (Single/2018)
“Path 21” (Single/2019)
“The Alliance” (Single/2020)
“Whose Fist Is This Anyway” (Single/2020)
Be The Light In Dark Days (Álbum/2020)
“From No Past” (Single/2020)
“Be The Light In Dark Days” (Single/2020)
“Cold” (Single/2020)
“The Toxic Waltz (Feat. Steve Zetro Souza of Exodus)” (Single/2020)
The Hand That Wrecks The World (EP/2021)
Roça N’ Roll Sessions (Álbum/2021)
Brazilian Painted Blood – The Brazilian Tribute to Slayer (Compilação/2021)
Aeternum (EP/2021)
The Song Remains Insane (Compilação/2021)
The Best Noise Ever… The Brazilian Metal Tribute To 80s (Compilação/2022)

Formação: Fernando Boccomino – Vocal/Guitarra; Eduardo Boccomino – Guitarra Solo; Marco Nunes – Baixo/Teclados/Backing Vocal; Fábio Moysés – Bateria/Backing Vocal

Ouça Chaosfear em:

Spotify
Deezer
Apple Music
Amazon
YouTube Music
YouTube

Mídias Sociais:

Facebook
Instagram


Atração do festival Araraquara Rock, The Giant Void lança novo single: “Dark Purple Skies”

O The Giant Void foi idealizado em 2021 pelo guitarrista e produtor musical Felipe Colenci e conta com o vocalista Hugo Rafael que é conhecido por ser, desde 2015, o vocalista do Sambô, grupo famoso por misturar elementos do rock e samba. Hugo também participou e venceu o concurso “Jovens Talentos” do Programa Raul Gil do SBT – o que lhe rendeu a gravação de um álbum solo pela Sony Music – e foi um dos finalistas da temporada 2021 do The Voice Brasil. Na bateria do The Giant Void, outro músico conhecido do público, o alemão Michael Ehré, baterista do Gamma Ray e Primal Fear.

Produzido, mixado e masterizado por Felipe Colenci, Thought Insertion, o disco de estreia, foi lançado no ano passado e já agradou logo de cara os principais críticos de rock do país: “Um dos melhores lançamentos do Brasil em 2021” (Alessandro Bonassoli – Roadie Crew); “Thought Insertion é uma obra fenomenal” (Clóvis Roman – Acesso Music); “(…) mais uma incrível banda no cenário metálico… revelação de 2021″ (Alex Silva – Rock Breja); “Uma bela surpresa e mais uma ótima banda brasileira” (Ricardo Seelig – Collectors Room); “Excelente álbum” (Fabian Chacur – Mondo Pop); “(…) metal MUITO interessante… um álbum surpreendente.” (Regis Tadeu).

Entusiasmados com o momento positivo, o The Giant Void já prepara seu segundo álbum. Antes, porém, apresenta um novo single: “Dark Purple Skies”. “Dark Purple Skies” também foi produzida por Felipe Colenci e traz arte de capa assinada pelo designer João Vicentim.

Para ouvir “Dark Purple Skies”, acesse:
Spotify

Deezer

Apple Music

Amazon

Youtube

“Dark Purple Skies” foi lançada às vésperas da apresentação do The Giant Void no renomado festival Araraquara Rock que acontece nos dias 16 e 17 de Julho no Teatro de Arena em Araraquara/SP. O The Giant Void se apresenta no segundo dia do festival, quando também tocam outras atrações como Ratos de Porão, Desalmado e Black Pantera.
Além de Felipe Colenci e Hugo Rafael, nesse show no Araraquara Rock o The Giant Void estará acompanhado do tecladista Francisco Rangel, o baixista Guilherme Durão e o baterista Marcus Castellani (ex-Manowar).

Ouça também o álbum Thought Insertion nas plataformas digitais:

Spotify

Deezer

Apple Music

Amazon

Youtube

Assista os vídeos de “Bite The Bullet”, “Dead End Job” e “Beltalowda”.

A edição física em CD digipack de Thought Insertion está à venda nas principais lojas especializadas do país como Die Hard, Aqualung e So What na Galeria do Rock em São Paulo, além da Woodstock Discos (São Paulo/SP), Heavy Metal Rock (Americana/SP), Underground Cds (Itu/SP), Loja Zeppelin (Porto Alegre/RS), Brutal Store (Fortaleza/CE), Rising Records (Mossoró/RN), entre outras.

Mais Informações:
Instagram
Facebook


Veja o novo clipe do projeto pernambucano Torto para a canção que abre o álbum Expediente

Torto é uma iniciativa sonora que busca entender um pouco mais sobre o processo de criação do inconsciente. Fruto de uma reaproximação com a música após muitos anos, o designer pernambucano Leandro Lima criou o projeto em 2017. Em 2018 apresentou o primeiro álbum homônimo, todo instrumental e com sete faixas que permeiam principalmente o post-rock. O trabalho foi resgatado para todos os streams pelo selo Hominis Canidae REC em 2020.

Em maio deste ano, o Torto apresentou Expediente, segundo álbum do projeto, também com 7 faixas, mas ampliando a gama de sonoridades abarcadas na construção das músicas. Ainda instrumental, neste álbum além do rock instrumental, vários elementos e sonoridades eletrônicas aparecem entre as faixas.“O álbum tem esse nome porque os experimentos sonoros foram criados durante o horário de trabalho, algumas vezes dá pra escutar as pessoas falando no fundo”, explica Leandro. “Minha rotina permite alguns momentos livres, em meio aos processos em que o computador está executando alguma função. Nesse meio tempo, aproveitei os programas disponíveis para experimentar e criar as faixas. Não contem pro meu chefe “, comenta e brinca o artista.

Agora, o artista apresenta o clipe para a canção que abre o álbum. ‘Acordo e quando vejo já passou o dia inteiro’ reflete sobre o fato de que passamos as horas mais produtivas do dia, trabalhando. “O vídeo tenta abordar um cotidiano bem comum entre muita gente né? Em que vivemos uma urgência em resolver tudo, e por mais supérfluo que seja, é tudo pra ontem. E envolto nesse mar de problemas, soluções, reuniões, apertos de mãos e cafezinho, temos que dar sempre aquela escapada mental, pra manter em dia, pelo menos, a falsa noção de controle”, comenta Leandro Lima. “Uma dúvida que fico com esse vídeo é que, no final, depois da escapada percebe-se que que o dia todo passou e você virou um monstrinho preso dentro da tela. Você tem que escolher se abandona todos esses pensamentos com o fechar da tela ou não”, complementa o artista..

VEJA O CLIPE NO YOUTUBE CLICANDO AQUI. Ouça o álbum Expediente no seu streaming favorito clicando aqui.

Ficha Técnica do Clipe:

Música: Leandro Lima
Gravação e edição: Leandro Lima

Lançamento: Hominis Canidae REC

Acompanhe o Torto:

Instagram

Bandcamp


US stoner rock legends NEBULA share far-out new single “The Four Horseman”

Californian heavy psych legends NEBULA share a spacey and spaghetti western-infused new single taken from their upcoming seventh album Transmission from Mothership Earth, to be issued on July 22 through Heavy Psych Sounds. Enjoy a far-out desert cruise with “The Four Horseman“. As described per Invisible Oranges, NEBULA’s upcoming seventh studio album “ebbs and flows with a laconic, single-minded confidence that’s kind of a throwback in itself–this was written with the mindset that all that’s really needed in rock are good riffs and the right mood, trends and competition be damned.”

The band spent the last 6 months in the studio recording and mixing this new psychedelic stoner rock gem, recorded by bass player Tom Davies and produced by the band in the Mojave desert. Transmission From Mothership Earth is eight fuzz-laden anthems dripping with the timeless NEBULA sound: walls of guitars, riffs that come from outer space, melodic vocals matched with desert grooves… The official soundtrack of your summer! => Listen to debut single “Highwired” at this location.

Guitarist Eddie Glass and drummer Ruben Romano formed NEBULA in 1997 after breaking away from desert rock pioneers Fu Manchu, eventually recruiting bassist Mark Abshire. The power trio specializes in feedback-drenched heavy rock, incorporating liberal doses of Black Sabbath riffery, psychedelia, and space rock. The band released a number of EPs before moving onto full-length albums like 1999’s To the Center and 2001’s Charged‘. They’ve mainly distinguished themselves as a very hard-working live unit. NEBULA creates pure guitar-driven, conscious expanding rock for the 21st century. They are a culmination of their rock forbearers such as Jimi Hendrix, MC5, The Stooges and Mudhoney turned up a notch, taken to the next level and blasting through space. Their spread their gospel through their music and what they are preaching will leave the congregation on the floor.

In 2017 the band decided to reissue three of their crucial early works via Heavy Psych Sounds Records: 1998’s Let it Burn, 1999’s To the Center and 2002’s Dos EPs (which includes the material originally released on 1999’s Sun Creature and the Nebula/Lowrider split). In the summer of 2020, after 13 years NEBULA returned with not only a new lineup but also their long-awaited new full-length Holy Shit, which was acclaimed as a “massive return to form” by Metal Hammer. The mighty trio is now ready to unleash their new album Transmission From Mothership Earth in July 2022 through their home stable Heavy Psych Sounds Records.

NEBULA is: Eddie Glass – Guitar & Vocals; Tom Davies – Bass; Mike Amster – Drums

Deixar comentário

Seu email NÃO será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.