Slash ft Myles Kennedy and The Conspirators lança single “Call Off The Dogs”

Slash e Myles Kennedy and The Conspirators seguem revelando os singles de 4, quarto álbum da parceria e disco de estreia da Gibson Records a ser lançado no dia 11/02. Depois de “The River is Rising” e “Fill My World”, é a vez de “Call Off The Dogs”. Trazendo uma vibração enérgica que resume todo o projeto, a canção eleva a energia do disco para agradar aos fãs de rock. O novo single já está disponível nas principais plataformas. Ouça “Call Off The Dogs”. Garanta 4 na pré-venda.

“Call Off The Dogs” é uma canção sobre chegar ao ponto de balançar a bandeira branca e ceder às investidas de alguém em um jogo de sedução. Uma canção sobre desistir de “soltar os cachorros” e se entregar. A faixa tem tudo a ver com a alma do projeto conjunto de Slash e Myles Kennedy and The Conspirators, onde essas sensações são embaladas com muita potência – seja no vocal ou em cada riff. Para o novo álbum, Slash e a banda foram até a clássica cidade musical de Nashville, onde gravaram no histórico RCA Studio A com o produtor Dave Cobb (Chris Stapleton, John Prine, Jason Isbell, Brandi Carlile). O objetivo foi capturar o calor dos palcos para o álbum, com todo o processo gravado ao vivo no estúdio, incluindo os solos de guitarra e vocais – uma novidade para o grupo. Ouça “Fill My World”. Assista ao clipe “The River is Rising”.

Icônico guitarrista do Guns N’ Roses, membro do Rock and Roll Hall of Fame e autor de alguns dos riffs e solos de guitarras mais conhecidos da história da música, o multipremiado Slash é músico, compositor, produtor cinematográfico e autor bestseller do New York Times. Em sua carreira, acumulou mais de 100 milhões de cópias vendidas e se tornou uma das faces mais reconhecidas da cultura pop em todo o mundo. Por estar sempre acompanhado de uma guitarra Gibson em uma parceria de mais de 30 anos, ele foi a escolha perfeita para abrir o braço fonográfico da icônica marca. Além de versões do disco, o selo vai disponibilizar a SLASH Les Paul Standard 4 Album Edition , uma guitarra feita especificamente para os fãs de Slash. A Gibson Records tem distribuição global da BMG.

TRACKLIST:

1. “The River is Rising”

2. “Whatever Gets You By”

3. “C’est La Vie”

4. “The Path Less Followed”

5. “Actions Speak Louder Than Words”

6. “Spirit Love”

7. “Fill My World”

8. “April Fool”

9. “Call Off the Dogs”

10. “Fall Back to Earth”

Siga Slash


VULCANO: Divulgada capa e tracklist de novo álbum Stone Orange

Contagem regressiva para o lançamento oficial de Stone Orange, novo álbum da lenda do Metal Extremo mundial VULCANO, que teve sua capa e tracklist divulgados recentemente, confira

Tracklist:
1 – Metal Seeds
2 – Putrid Angels Ritual
3 – Tear Gas
4 – Keep Mind
5 – A Night in a Metal Gig
6 – 7 Seconds in Hell
7 – Stone Orange
8 – Trigger of Violence
9 – Night Terror with Satan
10 – Rebels from 80s
11 – Ship of Dead
12 – The Altar of Defiance
13 – Witches Don’t Lie
14 – Lives Moves Toward Death
15 – 418
16 – Vulcano Will Live Forever

Em paralelo, o VULCANO já começa a preparar sua agenda de shows para 2022, visando divulgar ainda mais o disco supracitado. Stone Orange é o 19° trabalho na carreira da banda estará disponível em fevereiro deste ano pelo selo dinamarquês Emanzipation Productions, que já disponibilizou duas faixas ao público, ouça:

Ship of the Dead
Trigger Of Violence

Sites relacionados:
Facebook
Site oficial
Sangue Frio Produções


RICKY DE CAMARGO: agenda aberta para shows em SP no mês de março

O guitarrista RICKY DE CAMARGO, abriu a sua agenda de shows em São Paulo para o mês de março. A banda também contará com André Luckner (bateria), Matheus Havi (guitarra) e Thiago Suguiama (baixo). Paralelamente, o músico confirmou que o seu próximo álbum, Relentless, segue em fase de mixagem e masterização no estúdio, Silent Valley, em Sorocaba, sob a produção de Thales Statkevicius. O disco tem lançamento previsto para janeiro de 2022, através da MS Metal Records, e sua concepção gráfica foi assinada por André Laranga com fotografia de Giovanni Guazzelli.


Hate Spectrum revela lançamento e capa do single “Take off the Blindfolds”

Após o ótimo retorno do single de estreia “Ask for Help”, o Hate Spectrum, banda do vocalista Eder Santana, revela a capa e anuncia o segundo single “Take off the Blindfolds”, que chega às plataformas digitais ainda em janeiro. O trabalho conta com os convidados Anderson Engel e Douglas Melchiades. Os músicos que participam da faixa “Take off the Blindfolds” tem extenso currículo. Guitarrista há mais de 20 anos, Douglas Melchiades integrou bandas como Worst, Paura, Cobaia 7 e One True Reason, e nesta música foi o responsável pelo instrumental, incluindo a programação da bateria eletrônica e samplers.

O guitarrista Anderson Engel ficou a cargo dos solos e da masterização do trabalho. O músico tem vasta experiência como produtor e técnico de som de bandas como Marcelo D2, Barão Vermelho e outros grandes nomes do cenário brasileiro. Também atuou como músico em bandas como Colapso, Anjos da Noite, Filipe Ret e Uns e Outros. Confira o primeiro single “Ask for Help”. O vocalista Eder Santana se dedica há anos na criação de música pesada. O artista carioca leva isto a um novo patamar com a banda Hate Spectrum. A música é brutal, colocando a agressividade em primeiro plano. A pegada da nova banda de Eder (ex-Gangrena Gasosa) é fazer música ao lado de músicos convidados, como já havia mostrado o single de estreia, “Ask for Help”, que teve a participação do músico e produtor italiano Louis Littlebrain.

Siga a banda nas redes sociais para acompanhar as novidades:

Instagram
Facebook
YouTube


Tiago Sá lança vídeo da música “Caboclo de Agodo” reverenciando os povos originários brasileiros

Músico, produtor e compositor brasiliense, Tiago Sá acaba de lançar o vídeo da música “Caboclo de Agodo”. A faixa faz parte do seu primeiro álbum Reação da Alquimia lançado em 2012 com produção de Lucas Santtana e que tem esse título em homenagem ao mestre Jorge Ben. O trabalho acaba de ser “resgatado” pelo selo Hominis Canidae REC para as plataformas de streaming no final de 2021. A música conta com a participação de músicos da banda de Lucas Santtana na época: o próprio Santtana (guitarra), o multi-instrumentista Lucas Vasconcellos (guitarra, hammond e sinths), o percussionista Léo Leobons e Marcelo Callado e Ricardo Dias Gomes, respectivamente baterista e baixista da Banda Cê de Caetano Veloso. A faixa mistura elementos de rock, música brasileira e afrobeat: “uma bateria de afrobeat abrasileirado e com sotaque roqueiro, um tema suingado de guitarra a la Pepeu Gomes fazendo dueto no final a la Iron Maiden. Tudo gira nessa música, são várias células melódicas girando e se complementando e a percussão como uma orquestra à parte”, comenta Tiago.

O vídeo foi feito pela Imaginarte produção popular, cooperativa antifascista do Grajaú em São Paulo. As imagens ilustram a letra da música que saúda os povos originários brasileiros e a força de seus ancestrais junto com os orixás iorubás da justiça, das matas e das águas. Além disso, o vídeo “tem inspiração na força das florestas, no xamanismo e mirações de Ayuaska”, conta o diretor Henrique Montezano. Clique aqui e veja o clipe no youtube do “Hominis Canidae”

Acompanhe Tiago Sá no Instagram


Bnegão e Zé Bigode Orquestra lançam novo single e clipe

Em seu último single antes de lançar o segundo disco chamado “Clube da Fumaça”, a Zé Bigode Orquestra convoca a lenda da música brasileira BNegão na canção e clipe “Eles querem o poder”. A canção é um hino de convocação para lutar contra os falsos messias e mercadores da fé que andam levando o Brasil para o abismo. O clipe da canção foi gravado pelas ruas da Zona Portuária no Rio de Janeiro, passando por partes dos bairros da Leopoldina e da Zona Norte, mostrando uma parte da cidade que a mídia não vê. Assista “Eles querem o poder”. Com influências diretas do Reggae e do Dub, estilos oriundos da Jamaica, o instrumental da faixa é pesado, guiado quase que inteiramente pelo riff do baixo. “O baixo nessa faixa é como uma pedra fundamental, todo o resto da música é baseado nesse grave do riff”, conta Daniel Bento, baixista do grupo.

Se no single anterior, Maria Navalha, a banda saúda a rua e suas entidades, em “Eles querem o poder”, a Orquestra fala sobre manter-se firme e não se deixar levar por pessoas que usam a religião como forma de dominação e poder político: “Os versos são curtos e diretos, a ideia é ser uma mensagem direta ao córtex do ouvinte”, detalha José Roberto, autor da letra e da música. Com um groove feito para dançar, marcado e com um swing convidativo para se mexer, a ideia da música (e do próximo disco como um todo), é o famoso “rebolar com a mão na consciência”. Refletir sobre o mundo em que vivemos, porém sem deixar de dançar e contestar as injustiças que vivenciamos.

Zé Bigode Orquestra é Vila Isabel e Andaraí, é Complexo da Maré, Lapa, Laranjeiras e Freguesia, é um pouco de um Rio de Janeiro que ainda tenta ser mágico e diverso transformando as frequências sonoras em Reggae, Afrobeat e Fumaça. Seu álbum de estreia foi “Fluxo”, lançado em 2017, e sucedido pelos singles “Amalá Adubaba” (2019), “Tikulafe” (2020), “América do Sul” (2021) e “Maria Navalha” (2021). Com quase 30 anos de carreira, Bnegão (Planet Hemp) adiciona toda a sua vivência para a canção, a sua voz inconfundível é quem lança a mensagem final e derradeira antes do fim catártico. A ideia do single é acordar a sociedade anestesiada, que se apega a discursos rasos e sem ação.

O single “Eles Querem o Poder” foi escrito por José Roberto Rocha e traz participação do Bnegão. A mixagem e masterização ficaram por conta de Tércio Marques, com produção de Pedro Guinu. Os arranjos dos metais são de José Roberto e Victor Lemos. Participaram da faixa os músicos: Luana Karoo (voz), José Roberto Rocha (guitarra), Daniel Bento (baixo), Pedro Petrutes (hammond/synth), Eric Brandão (bateria), Thiago Garcia (trompete), Victor Lemos (sax tenor) e Victor Hugo (percussão). Também participaram como músicos convidados Breno Hirata (sax barítono), Rodrigo Maré (percussão) e Pedro Guinu (moog e efeitos). Ouça “Eles querem o poder”.

Acompanhe o Zé Bigode Orquestra

Instagram

Facebook

YouTube


Monday Riders: confira fotos e vídeos da apresentação da banda que ocorreu no último final de semana em Goiânia

Enquanto começa a preparar o seu próximo álbum de estúdio, a Monday Riders vem realizando em paralelo uma série de shows, se aproveitando da retomada dos mesmos depois da queda dos casos da Covid-19 no Brasil. O mais recente deles se deu nesse último final de semana, com a banda se apresentando na “4º Confraria de Carros Antigos”, no Passeio das Águas Shopping. Para os que não tiveram a oportunidade de comparecer ao evento, a banda disponibilizou em seu Instagram oficial, algumas fotos e dois vídeos curtos da apresentação da banda. Para conferir, basta acessar o link. Recentemente a banda lançou o vídeo da música “Firepower”, que se encontra disponível no YouTube e pode ser assistido aqui através do link. O ano de 2022 promete muitas novidades para os fãs da Monday Riders, então, fique ligado nas redes sociais da banda para não perder nada.

Monday Riders: Vocal: Jairo Resenrods; Guitarra: Marco Fragola; Guitarra: Fredy Sansaloni; Baixo: Wagner Felix; Bateria: Paulo Meneses

Mais informações:

Facebook

YouTube

Instagram

Roadie Metal Press


Lançamento Motivo Fútil

A Banda
A Motivo Fútil surgiu na cidade de Cerquilho/SP em 2015 e passou por algumas mudanças até chegar a formação atual de power trio com Ygor na guitarra, Federico na bateria e Edson baixo e vocal. A banda traz um rock pesado e cru, mas com forte influência dos anos 80 e 90 não só em sua sonoridade, mas principalmente nas mensagens das letras. Segundo a banda: “mesmo tendo várias influências, tentamos ser o mais original possível, do nosso jeito e com os pés no chão.”

O 1o álbum foi gravado graças ao aporte financeiro da Lei Aldir Blanc no Estúdio Lego com produção da própria banda e o engenheiro de áudio foi Thiago Buist. O trabalho se chama “Deus Não Pode Ver”, que é o nome de uma das músicas. A banda escolheu este nome por resumir a situação em que nos encontramos hoje cercados de tragédias impostas pelo descaso do sistema, dando a impressão que Deus não pode ver nossas dificuldades. A música de trabalho é a Fake News que trata de maneira divertida o assunto, ela foi composta em 2019 , no primeiro momento para uma banda punk chamada Ratazana, mas acabou não rolando. Então, ela acabou entrando para o repertório da Motivo Fútil. A ideia da letra é reproduzir o que estava acontecendo naquele ano, quando um dos piores presidentes da história, assumia o governo brasileiro graças as Fakes News. Ouça agora Fake News

Ygor: Guitarra; Federico: Bateria; Edson: Baixo/Vocal

Facebook
Instagram


Kaio Filipe Blues Band aborda rock, romantismo e críticas sociais em EP de estreia

O blues tem o poder de ecoar tudo que é intrínseco. Do anseio por uma paixão, às dores de uma realidade bruta, onde a desigualdade social é cada vez maior. E isso é retratado no EP Kaio Filipe Blues Band – Ao Vivo em: Underground Music FestivalConfira. O trabalho foi gravado na cidade de Barra do Piraí, Rio de Janeiro. O município viabilizou o projeto através da Lei Aldir Blanc. O EP marca a estreia do grupo liderado pelo vocalista e guitarrista Kaio Filipe. Os músicos BrunãoDUBASS, Murilo Mansur e Cleiton dos Santos, que respectivamente tocam baixo, bateria e teclado, também integram a banda.

O mini-álbum é recheado de fuzz, com nuances de rock ’n” roll. O repertório conta seis faixas, incluindo dois covers e quatro canções autorais. Na ocasião, o quarteto versiona “Come Together”, dos Beatles, e “Thrill Is Gone”, de BB King. As músicas “Se Eu Não Puder Te Esquecer”, “Entre Anseios”, “Degenerados” e “Filhos Bastardos” completam o setlist. No cancioneiro autoral, Kaio referencia a poesia de Cazuza e o espírito literário de Lenin, Karl Marx e Friedrich Engels enquanto constrói a sua musicalidade calçada na obra de grandes guitarristas como Stevie Ray Vaughan, Jimi Hendrix, John Mayer, Eric Gales, Kingfish Ingram, Jeff Beck, entre outros.

O cantor frisa que o EP elucida a perspectiva de mundo que obteve ao decorrer da pandemia. “Diria que a minha missão com a arte vai muito além do entretenimento. Vejo que a música pode inspirar a mudança na realidade em que vivemos. Por isso, retrato a paixão, a ansiedade, a depressão e a luta de classes”. Arte da capa por Manuella Balestrêro Braga Balbino. O EP Kaio Filipe Blues Band – Ao Vivo em: Underground Music Festival é um lançamento do selo In The Box Records. O material foi desenvolvido com o suporte de vários envolvidos. Tais como Mansur Produções, Coletivo Abacateiro e Dinâmica Agência Fotográfica.

Setlist

Se Eu Não Puder Te Esquecer (com participação do saxofonista Eliatham)

Thrill is Gone (BB King)

Entre Anseios (com a participação de Will Z e Cris Veloso, cantora e mãe do Kaio Filipe)

Degenerados

Come Together (The Beatles)

Filhos Bastardos


Da Sunset Strip direto para o sertão Paraibano, Silver Lynx lança novo EP

Da Sunset Strip direto para o sertão Paraibano, Silver Lynx é uma banda de Heavy Metal/Hard Rock influenciada pela cena Glam que dominou Los Angeles na década de 80 e que contaminou e influenciou a cultura Pop do mundo inteiro, mostrando-se como uma versão moderna das bandas que os influenciaram. Com um visual característico e um comportamento hiperativo nos palcos, a proposta da banda é simples; destruir tudo em seu caminho com seu Rock n’ Roll explosivo e hiperativo. Um som alto e poderoso, guitarras estridentes, baixo pulsante, bateria acelerada e vocal rasgado, são os ingredientes para que a banda siga conquistando multidões e corações, fisgando os desavisados com seu Rock Poderoso e chocando os membros mais comportados da sociedade com sua atitude e visual matador (e muito lindo)!

A banda recém lançou seu primeiro EP/DEMO, contendo seis músicas que vão das pesadas “Rebels”, “Ridin in Hell” e “Its Not More About Fun”; à power ballad “Lost on You” (afinal, os brutos também amam). O EP/DEMO inclui também a dançante “Last Train” e “Dont Deal With the Devil”, esta última com uma sonoridade mais clássica, mostrando as diferentes influências da banda que vão desde Iron Maiden até Aerosmith. Aqueles que presenciam a Silver Lynx ao vivo são fisgados pela energia e se rendem ao Lince Prateado, revivendo uma época tão barulhenta que é capaz de ressoar até nossos dias.

Confira:
Spotify
Youtube

Deixar comentário

Seu email NÃO será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.