Exodus lança lyric vídeo para a faixa ‘Prescribing Horror’

O Exodus, uma das bandas de thrash metal mais cultuadas do Mundo, marca mais um momento histórico em sua carreira. O quinteto norte americano lançou o tão esperado 11º álbum Persona Non Grata. Comemorando este momento histórico, a banda disponibilizou um lyric vídeo para a faixa ‘Prescribing Horror’ que faz parte do novo álbum. Gary Holt comentou: “Finalmente chegamos no dia do lançamento de nosso novo álbum Persona Non Grata. Estávamos tão ansiosos para lançar o álbum que tudo parecia demorar uma eternidade! Estamos felizes em compartilhar o último lyric vídeo com vocês de uma música que também é uma de minhas favoritas do álbum – ‘Prescribing Horror’. Uma pequena história sobre uma irmandade montada sobre drogas e o que acontece quando a ganância vem antes da segurança e da vida. A história da Talidomida.”. Assista o videoclipe de ‘Prescribing Horror’ aqui. Adquira o álbum Persona Non Grata aqui.

Gary Holt, lendário guitarrista da banda, também concedeu uma coletiva de imprensa á respeito de Persona Non Grata que foi um grande sucesso na mídia especializada. O 11º álbum da carreira da banda também foi lançado no Brasil pela parceria Shinigami Records/Nuclear Blast Records. Assista ao videoclipe para ‘Clickbait’ aqui.

O músico falou sobre as músicas do álbum, e deu destaque para a música ‘Clickbait’ – segundo single do álbum. Gary Holt comentou em resposta ao influenciador cultural Sergio Martins quando perguntou a respeito das fake news á respeito da banda – “Veja a Wikipedia, é tudo uma mentira. Mas a música não é muito uma visão política a respeito das coisas – é mais sobre a mídia em geral e o dinheiro que está envolvido nisto tudo. Eles precisam que você clique nas coisas que eles publicam por que eles são pagos por clique. É como se você colocasse uma armadilha, como colocar um queijo para o rato e o rato tem que pegar ele sabe? Mas sabe, minhas notícias são fake news para um e as fake news de outro são fake news pra mim – quem sabe? O que eu acho que é verdade o outro vai achar que é mentira. Eu acho que tudo que ele lê é uma merda e tudo que eu leio é verdade. É mais uma forma que a mídia encontrou para que títulos tendenciosos fique em evidência e sejam clicados por você – o corpo do texto está totalmente fora do contexto do título.”

A banda também lançou recentemente um lyric vídeo para a faixa ‘The Years Of Death And Dying’ que é o terceiro single do álbum Persona Non Grata. Assista ao videoclipe aqui. Tom Hunting comenta, “’The Years Of Death And Dying’ começou como um poema, da perspectiva da Morte, sendo uma entidade pensante, sempre assistindo e procurando pór fraquezas e oportunidade de poder chamar por pessoas. Uma história de ceifador. Estamos perdendo lendas: Bowie, Cash, Petty,Prince, Frey… a lista continua infinitamente. Depois começamos a perder membros da família e amigos próximos. Bom, o título surgiu primeiro, depois o poema, que virou uma música. Eu compartilhei as letras com o Gary, que me ajudou a inspirar com as frases para terminá-la e o restante da banda amou. A música é realmente longa e quanto mais lendas foram morrendo até o momento em que Zet começou a cantar ela, então tivemos que continuar escrevendo até que eu tivesse o suficiente para completar a música. Espero que vocês curtam o tributo aos que morreram!”

Literalmente traduzido para uma pessoa “que não é bem vinda” ou “inaceitável”, PERSONA NON GRATA toca em temas que revoltam e enojam a sociedade moderna. A banda se juntou na casa de Tom Hunting nas montanhas, onde produziram e gravaram Persona Non Grata de três estúdios construídos em casa. Steve Lagudi foi o homem responsável pela engenharia enquanto a banda encarregou Andy Sneap do Backstage Studio para a mixagem do álbum. Pela terceira vez na história da banda, eles voltaram a trabalhar com o artista sueco Par Olofsson que ficou encarregado pela arte da capa.

Abaixo a tracklist do álbum PERSONA NON GRATA:
Persona Non Grata
R.E.M.F
Slipping Into Madness
Elitist
Prescribing Horror
The Beatings Will Continue (Until Morale Improves)
The Years Of Death And Dying
Clickbait
Cosa Del Pantano
Lunatic-Liar-Lord
The Fires Of Division
Antiseed
EXODUS é: Gary Holt | Guitarra; Tom Hunting | Bateria; Steve “Zetro” Souza | Vocal; Jack Gibson | Baixo; Lee Altus | Guitarra

Mais informações em:
Facebook
Twitter
Youtube
Instagram
Spotify
Site oficial


Eric Martin confirma show no Rio de Janeiro em março de 2022

Uma das mais carismáticas e marcantes vozes do rock, o experiente Eric Martin – consagrado mundialmente como o vocalista da banda de hard rock Mr. Big – se apresenta no Rio de Janeiro no dia 22 de março de 2022. A apresentação será no Teatro Solar de Botafogo e os ingressos já estão à venda (compre aqui). A apresentação de Eric Martin na capital carioca, que deve acontecer com a indústria de shows já aquecida, terá um setlist com clássicos do Mr. Big.

Músicas como “To Be With You”, “Wild World”, “Just Take My Heart”, “Lucky This Time” e “Green-Tinted Sixties Mind” são algumas certezas no repertório do show no moderno Teatro Solar de Botafogo. Para este e demais shows da nova turnê pelo Brasil, Eric Martin terá o suporte de experientes músicos, cujos nomes serão anunciados em breve. A turnê brasileira é da Fress Pass e a realização local é da Onstage Agência.

Eric Martin
Eric Martin já era um artista consolidado no rock dos Estados Unidos quando se juntou a Billy Sheehan, Pat Torpey e Paul Gilbert em 1988, a primeira formação do Mr. Big. A banda, ao longo dos anos, conquistou fãs em todos os continentes e emplacou músicas e discos em paradas de sucesso – as vendas mundiais ultrapassam a marca de 7 milhões de álbuns vendidos. Além do Mr. Big, Martin se aventura em uma sólida e inspirada carreira solo, cantou na banda do guitarrista japonês Tak Matsumoto, a B’z, e é um dos vocalistas do megaprojeto de rock/metal Avantasia.

Serviço
Eric Martin no Rio de Janeiro
Evento no FB: https://fb.me/e/1xpaedLlp
Data: 22 de março de 2022
Local: Teatro Solar de Botafogo
Endereço: Rua General Polidoro, 180 – Botafogo, Rio de Janeiro
Abertura: 19h
Show: 20h
Encerramento: 22h
Classificação etária: 16 anos

Venda on-line

Valores:
1º lote
R$120 (Pista – Meia entrada / Estudante)
R$130 (Pista – Promocional para não estudantes. Doe um quilo de alimento na entrada da casa no dia do evento e pague meia entrada)
Inteira: R$240

2º lote
R$150 (Camarote/Mezanino – Meia entrada / Estudante)
R$170 (Camarote/Mezanino – Promocional para não estudantes. Doe um quilo de alimento na entrada da casa no dia do evento e pague meia entrada).
Inteira: R$300

Realização: OnStage Agencia 
Assessoria: Tedesco mídia 
Turnê: https://freepass.art.br


Jack White anuncia dois álbuns para 2022 e lança clipe “Taking Me Back”

Jack White prepara grandes novidades para 2022. Após o elogiado Boarding House Reach (2018), ele prepara o lançamento de dois álbuns de estúdio para o próximo ano. Fear of the Dawn está previsto para o dia 08 de abril e Entering Heaven Alive, para o dia 22 de julho. As faixas lançadas recentemente pelo artista antecipam o clima dos projetos. “Taking Me Back (Gently)” faz parte do segundo e a enérgica “Taking Me Back” abre o primeiro disco. A faixa ganha um impactante clipe dirigido por White com Lauren Dunn (Megan Thee Stallion, Kali Uchis). Esses são lançamentos da Third Man Records disponíveis para pré-venda. Assista ao vídeo para “Taking Me Back”. Garanta Fear of the Dawn na pré-venda. Garanta Entering Heaven Alive na pré-venda.

Um dos artistas mais inquietos dos últimos 25 anos e vencedor de 12 Grammys, Jack White se tornou sinônimo de um novo modelo de rockstar para o século XXI com seu projeto solo, com o The White Stripes, The Dead Weather e The Raconteurs. Guitarrista com sonoridade icônica, White une os tons do rock de garagem com o espírito do começo do blues. Suas melodias são entoadas em coro tanto nos principais festivais de música quanto em estádios esportivos como cânticos de torcidas. Fundada por White em 2001 e baseada em Detroit, a Third Man Records se consolidou como um sinônimo de inovação e bom gosto ao buscar alternativas para experiências exclusivas e analógicas em um meio digital. Os novos lançamentos de Jack White podem ser garantidos em múltiplos formatos físicos e digitais pelo selo.

FEAR OF THE DAWN (Third Man Records)

Lançamento: 08/04/2022

Tracklist:

1. TAKING ME BACK

2. FEAR OF THE DAWN

3. THE WHITE RAVEN

4. HI-DE-HO (W/ Q-TIP)

5. EOSOPHOBIA

6. INTO THE TWILIGHT

7. DUSK

8. WHAT’S THE TRICK?

9. THAT WAS THEN (THIS IS NOW)

10. EOSOPHOBIA (REPRISE)

11. MORNING, NOON AND NIGHT

12. SHEDDING MY VELVET

ENTERING HEAVEN ALIVE (Third Man Records)

Lançamento: 22/07/2022

Tracklist:

1. A TIP FROM YOU TO ME

2. ALL ALONG THE WAY

3. HELP ME ALONG

4. LOVE IS SELFISH

5. I’VE GOT YOU SURROUNDED (WITH MY LOVE)

6. QUEEN OF THE BEES

7. A TREE ON FIRE FROM WITHIN

8. IF I DIE TOMORROW

9. PLEASE GOD, DON’T TELL ANYONE

10. A MADMAN FROM MANHATTAN

11. TAKING ME BACK (GENTLY)


Franceses do Whisper lançam novo single “Fly”

Whisper é uma banda que mistura indie folk com a intensidade de riffs de rock pesado. As suas composições os trouxeram a descobrir a expressão da nossa sociedade moderna, ao tocarem juntos um rock alternativo com variações atmosféricas. A força coesiva do grupo são suas diferentes origens musicais. A banda francesa formada pelos músicos Brice Bach (compositor, cantor e guitarrista), Vianney Carbuccia (baixo, arranjos, engenheiro de som), Julien Nicolas (bateria, arranjos), acaba de finalizar as estruturas de 5 músicas. Brice começou a gravar algumas músicas em casa, depois com os produtores da (Polydor), ao mesmo tempo que decidiu formar uma banda para gravar e tocar ao vivo. Assim, nasce a banda WHISPER.

A primeira música e videoclipe do trio, “Fly“, foi lançada em 15 de novembro de 2021 em todas as plataformas de streaming. Seu próximo lançamento já tem data marcada para o dia 21 de dezembro e leva o nome de “Call My Name”. O primeiro EP de Whisper, com lançamento previsto para o primeiro trimestre de 2022, incorpora ainda algumas influências do toque francês em sua atmosfera de indie rock (folk).


VULCANO: Prestes a lançar novo álbum, banda celebra ótima receptividade acerca de Eye In Hell

Os santistas do VULCANO estão trabalhando PESADO no lançamento do vindouro álbum Stone Orange, programado para início de 2022, porém ainda celebram a receptividade da imprensa/público acerca do atual Eye In Hell. Foram inúmeras críticas positivas em diversos sites, zines e revistas, colocando este como um dos principais trabalhos do Metal extremo mundial lançados em 2020, confira algumas destas resenhas listadas abaixo:

Eye In Hell é devastador” – A Ilha do Metal
“um álbum com um som dinâmico, enérgico e agressivo” – Musika – In Woord En Beeld (HOL):
“cru, pesado e agressivo!” – Metal Na Lata
“Violência e blasfêmia em forma de música” – O SubSolo
“o resultado final não é apenas incrível, mas também extremamente nítido e vil” – The Headbanging Moose
“são 12 faixas e mais de quarenta minutos de pura incineração nuclear” – Metal Temple
“sons pesados, rápidos e furiosos” – World Of Metal
“um verdadeiro descarrego de ódio” – Arte Metal
“vívido, contagiante e descomplexado” – Metal Hammer Portugal
“não faltam momentos extremos para serem ouvidos” – Sonic Perspectives (EUA):
“Os caras são verdadeiros heróis do metal nacional” – The Rock Life
“a fórmula adotada funciona muito bem” – Metal Italia
“13 faixas cheias de ritmos marcantes e riffs memoráveis” – Angry Metal Guy
“ainda faz por merecer o seu nome dentre os gigantes” – Roadie Crew
“Esse vai ser um dos discos do ano no metal nacional” – Gaveta de Bagunças
“tende a ser um dos grandes lançamentos nacionais do ano!” – Metal Minds Reflections
“Treze hinos de devoção ao underground” – Dark Rádio
“adentra os novos tempos em chamas, queimando tudo ao seu redor” – 80 Minutos
Eye In Hell esmaga absolutamente tudo a caminho e avança pelos destroços” – Antichrist Magazine
“maturidade, profissionalismo, evolução e uma pegada própria” – Comando Noise
“fortíssimo candidato a melhor disco de metal nacional do ano” – Jornal Hoje Em Dia
“É um álbum de Thrash Metal muito forte” – Musical News (ITA)

Todas as resenhas, entrevistas e matérias especiais sobre o VULCANO podem ser conferidas no clipping da banda disponibilizado pela Sangue Frio Produções. Encontre Eye In Hell em TODAS as principais plataformas de streaming e download do mundo em apenas um clique, acesse.

Em tempo, lançado oficialmente no último dia 19/11/2021 no YouTube, o novo single dos paulistas do VULCANO, “Ship of the Dead”, acaba de integrar em TODAS as principais plataformas de streaming e download do mundo, acesse e confira. A faixa foi lançada pelo selo Emanzipation Productions e integrará o vindouro álbum Stone Orange, previsto para o início de 2022. Stone Orange é o 19° trabalho na carreira do grupo e sucederá o bem recebido pela imprensa e público mundial, Eye In Hell, lançado em março de 2020. Em paralelo, o VULCANO já começa a preparar sua agenda de shows para os próximos meses, bem como para 2022, visando divulgar ainda mais o disco supracitado.

Sites relacionados:
Facebook
Site Oficial
Sangue Frio Produções


Starforsaken revela capa do single “Face the Storm”

A banda Starforsaken, que reúne músicos experientes do cenário da música pesada, está preparando o lançamento do primeiro single oficial, “Face The Storm”. A capa, desenvolvida por Rafael Gonçalves, baixista da banda, foi revelada esta semana. As gravações das cordas também ficaram ao encargo de Rafael, em estúdio próprio. Vozes e bateria foram registradas no conceituado MGC Estúdio, com produção de Marcelo Gelbcke. O profissional, além de produtor renomado, é guitarrista da banda Landfall, atualmente assinada com a Frontiers Records (Itália). Como músico, trabalhou com bandas como Wild Child – com a qual dividiu palco com gigantes do Rock mundial como Glenn Hughes e Michael Vescera –, Soulution Orchestra e com o crooner Zé Rodrigo, com o qual gravou um DVD no Teatro Positivo, em Curitiba. Gelbcke também trabalhou na produção do álbum da banda Icon of Sin, também da Frontiers Records.

O baixista Rafael comenta a experiência de trabalhar com Gelbcke: “Estive presente no dia de gravar as baterias, e foi uma experiência muito foda. O Marcelo tem muito conhecimento de como microfonar a bateria; usamos uma mapex, com layout: 1 bumbo, 1 caixa, 1 tom, 2 surdos, 2 pratos de ataque, 1 chimbal, 1 condução e 1 china. Foram 2h de montagem e 4h gravando. Um clima leve e descontraído, acertando detalhes na música e nas viradas, com dicas do próprio Marcelo. Também estou acompanhando todo o processo de edição e mixagem. O Marcelo é bem preocupado com a qualidade do produto final, então vai nos mantendo atualizados sobre cada modificação ou avanço”.

Sobre a composição, o músico complementa: “O instrumental foi composto por mim com participações do Jan (solo). Levou três meses para ficar pronto. O riff principal passou de uma batida de 90bpm para 140bpm nesse meio tempo, o que fez a música ganhar agressividade”. Após o lançamento do single, a banda Starforsaken também disponibilizará um lyric video da faixa. Após serem citados como uma das promessas do cenário atual em entrevista de Sérgio Mazul ao Flow Podcast, o maior podcast do Brasil na atualidade, a expectativa para os vindouros lançamentos da Starforsaken cresce a cada momento. A faixa “Face the Storm” é a primeira prévia do EP Point of No Return, que trará quatro faixas interligadas pelo conceito lírico, entretanto, sem caracterizar um trabalho conceitual.

Histórico

O Starforsaken tem influências de grupos como Metallica, In Flames, Killswitch Engage e Avenged Sevenfold. A proposta da banda é mesclar referências oriundas do Heavy Metal tradicional e do Metalcore, entregando aos fãs uma sonoridade única e com identidade. Comprova a mescla de influências musicais o histórico dos integrantes. O vocalista Rodrigo “Digão” Zanlorenzi ganhou reconhecimento ao cantar em um grupo tributo ao Children of Bodom. Do outro lado da balança, o baterista Antonio Lucas “Limão” foi guitarrista da Isod, relevante nome do Metal Melódico em meados da década passada.

O baixista Rafael Gonçalves tem como influências músicos como Felipe Andreoli e Marcos De Ros, e atua como Designer Gráfico. O guitarrista Jan Mayer é outro integrante com diversas qualificações, pois além das seis cordas, nas quais tem influências do Metal Moderno, foi o responsável pelas fotos promocionais do conjunto. Completa o lineup o também guitarrista Igor Amorim, que toca há quase duas décadas, faz aulas com Kiko Loureiro e atuou em bandas tributos de Hammerfall, After Forever e Nightwish.

Informações
Site Oficial
Instagram
YouTube
Facebook
Linktree

Formação: Rodrigo “Digão” Zanlorenzi – vocal; Rafael Gonçalves – baixo; Jan Mayer – guitarra; Igor Amorim – guitarra; Antonio Lucas “Limão” – bateria


Monday Riders: canal de YouTube da banda disponível com vários vídeos profissionais

O final de 2021 tem sido intenso para a banda Monday Riders, com o retorno das apresentações presenciais e uma série de shows que vem sendo realizados, visando a divulgação do ótimo Fire, Blood and Gasoline, lançado em 2020. Com um trabalho que sempre presou pelo profissionalismo, o quinteto se destaca não só pela qualidade de suas músicas e gravações, como também pela sua videografia, já que sempre investiram em material muito bem produzido. A maior prova dessa preocupação com o profissionalismo pode ser visto em seu canal de YouTube, que conta com excelentes produções em formato de vídeo, e podem ser conferidas neste endereço. Aqui, você também pode conferir uma das mais recentes produções autorais da banda, o vídeo oficial de “You Can’t Bow Down”.

Para saber de todas as novidades da Monday Riders, acompanhe as redes sociais da banda.

Monday Riders: Vocal: Jairo Resenrods; Guitarra: Marco Fragola; Guitarra: Fredy Sansaloni; Baixo: Wagner Felix; Bateria: Paulo Meneses

Mais informações:

Facebook

YouTube

Instagram

Roadie Metal Press


Rock além das fronteiras: Piratas Siderais e DIGAØ divulgam single com banda mexicana

Rock, música latina e conscientização. Esse é o single “Enclausurado”, que reúne a banda Piratas Siderais e o cantor DIGAØ aos mexicanos do grupo Eufemia. A faixa é um lançamento do selo Musikorama Music Records e da gravadora New Music Brasil. Escute o single “Enclausurado” via Spotify. A letra conta com versos em português e em espanhol e retrata um eu-lírico perdido, envolto pela melancolia e aprisionado pelos seus distúrbios psicológicos. O instrumental é inspirado no grunge e no rock alternativo de nomes como Nirvana e Smashing Pumpkins.

A faixa foi produzida de forma remota e colaborativa. DIGAØ gravou voz e guitarra. Quanto a Piratas Siderais, Vince e Dionatan respectivamente trouxeram linhas de guitarra e baixo e Igor gravou a bateria. A canção ainda conta com a voz de Kike Vargas, da Eufemia. Também vale pontuar que a mixagem e a masterização ficou a cargo do baterista da Eufemia, Charly Cervantes. DIGAØ aponta que o intercâmbio musical é bom para todos os lados – incluindo o ouvinte.”Enclausurado é uma canção crua, suja e melancólica, ou seja, é um prato cheio para quem gosta dos 90 ‘s sounds. O grunge está vivendo um revival mundial e os apps tornaram o mercado cosmopolita. Por isso, é natural que busquemos cruzar as fronteiras linguísticas. Essa união tripartite mostra o quanto isso é possível”, frisou o artista que também assina a composição da faixa.


Território Antifa: coletânea inédita de bandas antifascistas é lançada pela Casa Sonora

Já está disponível para streaming e download a coletânea de músicas antifascistas inéditas: Território Antifa. O projeto foi criado pelo produtor da Casa Sonora, Wagner Rodrigues, contando também com a curadoria e participação do músico King Jim, que se tornou conhecido pelo seu trabalho junto aos Garotos da Rua, nos anos 80. O álbum reúne 16 canções de 8 bandas (Punkzilla!, Herculoid’s, Lo Que Te Voy A Decir, Pupilas Dilatadas, Youngs Die Young, Ciro & Os Libaneses, Cine Baltimore e Território Antifa) e mais um “Manifesto” (King Jim). Tendo o seu lançamento em 2 de novembro de 2021 neste endereço.

A produção musical do Território Antifa teve início em agosto de 2020, se estendendo até outubro de 2021 e se deu em meio a pandemia de Covid-19, em um cenário conturbado e adverso, onde muitas vezes era necessário parar as atividades em função do surgimento de novas variantes. Sendo que a maioria das trilhas da coletânea foi gravada na própria Casa Sonora, em Porto Alegre, de forma independente. A sonoridade do álbum é pesada, como é o momento em que vivemos, e passa por alguns gêneros como: Rock, Metal, Punk, Hardcore, Stoner e Grunge. Além do mais, une em um mesmo trabalho bandas e musicistas de diferentes gerações. Algumas atuando desde os anos 80 e 90, outras que surgiram nos últimos anos e estão lançando os seus primeiros singles e a banda que leva o nome da coletânea que se formou durante o processo de produção.

De acordo com Wagner Rodrigues, “a ideia foi utilizar os recursos e conhecimentos disponíveis para produzir um álbum de protesto contra a extrema-direita. O fascismo é uma ferramenta do capitalismo que emerge em momentos de crise para ampliar a exploração dos(as) trabalhadores(as) e maximizar os lucros de determinados grupos econômicos.” O produtor comenta ainda que, “o fascismo se propaga através da desinformação e do caos e lança mão de ações criminosas que levam muitas pessoas a condições de precarização, vulnerabilidade e morte. Representa um perigo para a sociedade e deve ser combatido com todas as forças, em todos os níveis.”

Para mais informações, acesse:

Site
E-mail
Instagram
Álbum
Telefone/Whats: (51) 981718273

Arte da Capa: Carlos Astrada (space.baphomet)

Apoio:

Arquivo Punk Rock do Sul
Punkadaria Antifascista
Preto No Metal – Coletivo Livre


INSTITUTION RETORNA AOS PALCOS PARA INICIAR TURNÊ DE RUPTURA DO VISÍVEL

Depois de quase 2 anos após o lançamento de Ruptura do Visível, o Institution finalmente retomará os shows para dar início a turnê de divulgação do seu aclamado segundo álbum de estúdio. O reencontro aos palcos está marcado para o dia 22 de janeiro de 2022, no Fabrique Club, e contará com a participação especial das bandas Paura, MEE e Bonfire Season. Totalmente composto em português, diferente do primeiro disco da banda em que as letras eram todas em inglês, “Ruptura do Visível” tem dado orgulho ao Institution. “Para nós este é o nosso melhor trabalho”, revela o vocalista Hélio Siqueira. “Foi tanto tempo compondo esse disco e tanto tempo esperando o mundo melhorar que não vejo a hora de tocar. Esse dia promete e muito”, completa.

Ruptura do Visível foi lançado em CD, LP e Digital, conta com nove faixas e produção de Rodolfo Duarte e Muriel Curi. O álbum foi mixado por Fernando Sanches e masterizado pelo americano Brad Boatright, que já trabalhou com nomes como Nails, Poison Idea, Harm’s Way e Full Of Hell.

Lançamento do disco Ruptura do Visível
Data: 22 de janeiro de 2022
Horário: 18h00
Local: Fabrique Club
Endereço: Rua Barra Funda, 1071 – Barra Funda, São Paulo
Classificação etária: 16 anos
Ingressos
1ª lote – R$35 (Meia entrada / Estudante / Promocional*)
2ª lote – R$40 (Meia entrada / Estudante / Promocional*)
3ª lote – R$50 (Meia entrada / Estudante / Promocional*)
*O ingresso promocional, para não estudantes, requer a doação de 1 kilo de alimento não perecível na entrada do evento.

Deixar comentário

Seu email NÃO será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.