Festival online traz Urantia, Torture Squad, Claustrofobia e mais

Neste domingo (07/03) acontece o festival “Eu Apoio o Metal Nacional – Live”, que acontece a partir das 16h, de forma gratuita, no YouTube. O evento contará com bandas do rock e do metal nacional, são elas: Raimundos, Torture Squad, Claustrofobia, Urantia, Project46, Gangrena Gasosa, Hatefulmurder, Noturnall, Maldita, Confronto, Involuntarium, Circus Rock, Agona, Pavio, Plastic Fire, Ataque Periférico, New Day Rising, Cervical, Unnature e Repressor.

Formada em 2015, a Urantia é uma banda de Heavy Power Metal com vocal feminino. Na sua discografia estão os EPs Inneverse I (2017) e Inneverse II (2019), além dos singles “Evil Angel” (2018) e “Van Gogh” (2021), que antecipa o clima do próximo álbum, com previsão de lançamento para ainda este ano. Com instrumental pesado e veloz, a banda mescla elementos de música regional brasileira e erudita do período barroco. Enquanto as letras buscam passar mensagens positivas ao abordar temas como filosofia, história e misticismo, e ainda ficção científica, literatura e fantasia. A Urantia é formada por Raíza Silva (voz), Wallace Oliveira (guitarra), Rafael Dalcero (baixo) e Vicktor Correa (bateria). A Urantia apresentará seu material gravado durante a quarentena. O conteúdo foi gravado individualmente, no estúdio Krypta, cidade de Petrópolis (RJ), seguindo todos os protocolos de segurança. O responsável pelas filmagens, áudios e edição do vídeo é Vicktor Correa (bateria).

O festival Eu Apoio o Metal Nacional – Live, foi criado pelos administradores da página “Eu apoio o metal nacional”, no Facebook, e que hoje conta com mais de 140 mil seguidores. O objetivo dos criadores é divulgar gratuitamente bandas de rock e metal que ainda não alcançaram o grande público,

Serviço

Eu Apoio o Metal Nacional – Live

Data: 07/03/2021 (domingo)

Horário: 16h00

Festival Gratuito

Evento

Canal: http://www.youtube.com/dannbarbosadrums

Classificação etária: Livre

Em tempo, no último sábado, 27 de fevereiro, o Torture Squad realizou um Live especial, onde apresentou toda a sua videografia. Nada menos do que 21 vídeos foram apresentados, em ordem cronológica, e caso você não tenha tido a oportunidade de acompanhar, agora a Live se encontra disponível no link. Não deixe de conferir! Para saber de todas as novidades do Torture Squad, acompanhe as redes sociais da banda.

Torture Squad: May “Undead” Puertas – vocal; Rene Simionato – guitarra; Castor – baixo; Amilcar Christófaro – bateria

Mais informações:

Site Oficial

Facebook

YouTube

Siga a Urantia

Facebook

Instagram

YouTube


PANDEMMY: “Neohate” é o primeiro vídeo da série ‘Darkside Sessions’, assista!

Os pernambucanos do PANDEMMY iniciaram a divulgação de mais uma série de vídeos visando a divulgação do atual álbum Subversive Need, desta vez intitulada de ‘Darkside Sessions’. Gravados no Darkside Studios, estes trabalhos mostram um pouco mais da performance da banda ao vivo, além de trazer ainda mais conteúdo de qualidade para os headbangers que atravessam essa quarentena, assista. Confira também pelo Facebook. Adquira Subversive Need no formato físico por apenas R$ 25,00 (+ frete) entrando em contato com o PANDEMMY pelas redes sociais listadas abaixo ou diretamente com seus membros:

Facebook
Instagram

E-mail

Ouça este álbum em todas as principais plataformas de streaming e download do mundo em apenas um clique, acesse.

Sites relacionados:
Facebook
Site
Sangue Frio Produções


THE CROSS: confira o lyric vídeo de “Elly Tales Part II”

A THE CROSS disponibilizou na última sexta-feira, dia 26 de fevereiro, no seu canal oficial do YouTube o lyric vídeo da faixa “Elly Tales Part II”, pertencente ao vindouro novo EP do grupo, Reverencing The Eternal Icons. Em paralelo, a banda confirmou que já estão disponíveis para venda as cópias físicas do álbum ao vivo do show realizado no festival Palco do Rock 2020, intitulado Live Endless Fall. O material foi lançado em formato digipack de três painéis e custa R$40,00 + frete. Também podem ser adquiridas as camisetas do novo EP Reverencing the Eternal Icons no valor de R$ 50,00 + frete (PAC) ou o combo CD + camiseta no valor de R$ 115,00 com frete incluso. Para comprar enviar e-mail.

Links relacionados


Dores e amores no lançamento do single “Vem me Curar”

Em clima de descontração, a dupla brega João Pedro & Abelardo, lança seu primeiro single, “Vem me Curar”, pela Tal e Tal Records. A canção brinca com a sofrência amorosa a partir de uma via lúdica, brincando com situações e sintomas típicos da dor subjetiva. Vagar a esmo, sentindo-se nauseado e confuso, consultar forças cósmicas e receitas populares até achar a fórmula mágica da paz. É desse jeito, que João Pedro & Aberlado promovem essa celebração do amor em sua forma sofrida e venturosa, dialogando com as dores sentimentais que deixam feridas na alma de todas pessoas em algum momento de suas vidas. Link to Spotify.

Sobre a dupla:

Depois de muitos projetos alternativos, cults, passeios pelos sons experimentais, beats e outros afazeres que já não satisfaziam seus corações, João Pedro Cé (Trabalhos Espaciais Manuais) e Diego Abelardo (Agnostic Orchestra) iniciam um novo projeto e o encontro de artistas versáteis é um ingrediente primordial para trilhar o caminho do sucesso. Como o sucesso é relativo a realizar uma tarefa do início ao fim bem sucedida, podemos dizer que João Pedro & Abelardo já nasce um sucesso: fazer canções românticas com um certo tom de humor, sem perder a seriedade necessária para falar de amor.

Diego Abelardo é músico, compositor, produtor, videomaker e professor. Criador dos três volumes do projeto Agnostic Orchestra. Ganhador do concurso internacional “Broken Orchestra Remix” em 2018. Tem seu estilo focado nos processos eletroacústicos de arranjos e mixagens, explorando sonoridades e texturas através da experimentação composicional. Indo da MPB ao Jazz e ao Hip Hop, misturando com sua poesia e samples tudo que consegue expressar de suas intenções artísticas e existenciais.

Músico e Produtor Musical, João Pedro Cé atuou em diversos projetos em Porto Alegre (Bel Medula, Pretago, Trabalhos Espaciais Manuais) como arranjador e guitarrista, tendo experiência em produção executiva de grupos e curadoria Festival Porto-Alegrense de Bandas Instrumentais. Ganhou o Prêmio Açorianos de melhor trilha sonora em 2015 por “Qual a diferença entre o charme e o funk” e foi indicado para o mesmo prêmio em 2016, pelo espetáculo “Afrome”.Também é Psicólogo e mestre em Psicologia Social focada nos processos culturais e execução de políticas públicas de cultura com foco nas trajetórias de vida.


Fabio Rizental lança “Guitarras do Brasil” em áudio e vídeo

O guitarrista carioca Fabio Rizental está com novo trabalho audiovisual e, desta vez, dedicado aos guitarristas brasileiros. Com lançamento a partir de 1º de março, Guitarras do Brasil – Ao vivo, gravado em outubro de 2020 no Audio Rebel (Rio de Janeiro) faz uma reverberante homenagem a grandes guitarristas brasileiros: Toninho Horta, Pepeu Gomes e Ricardo Silveira. As faixas, todas instrumentais, estarão disponíveis no Spotify; e os vídeos, no canal do artista no YouTube. “Minha proposta é preservar a memória da geração de músicos contemporâneos, esses nossos craques da guitarra que fizeram sucesso nos anos 1970 e 1980, trazendo os trabalhos deles para o público jovem. Essa geração tem de saber quem foram esses caras”, empolga-se Rizental.

No repertório do Guitarras do Brasil – Ao vivo, estão músicas compostas e/ou gravadas pelos três guitarristas citados. Reverenciando Toninho Horta, Fabio regravou “Idolatrada” e “Fé cega, faca amolada” que ele já havia registrado no CD Noites de Minas, um tributo a Milton Nascimento. As gravações originais dessas duas canções contam com a sofisticada guitarra de Horta. Já Pepeu Gomes foi homenageado com “Malacaxeta”, que, claro, tem aquela temperadíssima pegada baiana. E das composições de Ricardo Silveira, Fabio pinçou “Bom de tocar”, um precioso standard de jazz fusion.

“Apesar dessas músicas não serem minhas, imprimi minha marca. Estão com a minha pegada de tocar a guitarra, minha forma de tocar, minha identidade, minha personalidade”, destaca Rizental. “Mesmo quando não mexo no arranjo, caso de ‘Malacaxeta’, eu faço um improviso”, acrescenta. Além dessas canções, Fabio Rizental escolheu também obras próprias, de CDs anteriores, como “Boninha”, “Metal cigano” e o single “Pássaro dourado”, que ele lançou ano passado com produção de Kassim, mas estará em seu próximo CD autoral.

Fábio Rizental

Nascido no Rio de Janeiro, berço do samba e da bossa nova, Fabio Rizental transpira na guitarra as inspirações motivadas pelas obras de Tom Jobim, Milton Nascimento, Chico Buarque e de nomes do jazz, como Thelonious Monk, Duke Ellington e Chick Corea, acrescentando, de forma original, pitadas do rock de feras como Jeff Beck e Eric Clapton. Formado em harmonia funcional pela Musiarte, no Rio de Janeiro, e em improvisação pela Berklee College of Music, em Boston (EUA) – maior faculdade independente de música do mundo –, Fabio Rizental iniciou sua carreira na década de 1980. Participou das bandas Hangar 18 e Malabaristas e se apresentou ao lado de grandes artistas, como Wagner Tiso, Jane Duboc, Cris Delanno, Alma Thomas, Rosana, Rosemary e Nico Rezende.

Em 2013, Rizental lançou o primeiro trabalho da sua carreira solo, e tocou no Rock in Rio; repetindo a dose na edição do festival em Lisboa, no ano seguinte. Foi, aliás, o único guitarrista a se apresentar solo nessas edições dos dois festivais. Ainda em 2013, foi entrevistado pela revista Guitar Player Brasil. O guitarrista lançou, em 2017, seu segundo álbum: Noites de Minas, em que emprestou sua técnica e seus toques da melhor fusion latina para o cancioneiro de Milton Nascimento e da turma do Clube da Esquina.

Ficha técnica Guitarras do Brasil – Ao vivo

Fabio Rizental – guitarra; Alexandre Berreldi – baixo; Renan Francione – teclado; Léo Bandeira – bateria

Gravado e mixado no Áudio Rebel

Técnico de gravação – Pedro Azevedo

Mixagem- Mauro Araújo

Masterização – Ricardo Garcia

Filmagem- Miguel Mello e Leo Moreira

Edição – Miguel Mello

Fotos- Fernando Valle

Arte – Flavio Flock


Brado: Personas aborda frustrações e angústias em novo single

Nem sempre é fácil expor as angústias. E essa dificuldade de exteriorizar os sentimentos é justamente o tema central do novo single da banda Personas. A faixa é intitulada “Brado” e dialoga com o rock alternativo, o emo e o shoegaze. Escute o single Brado no Youtube. O lançamento é disponibilizado pelo selo Bangue Records e antecipa o EP Das Luzes Que Se Fundem Com a Manhã, que deve ser lançado ainda no primeiro semestre de 2021. As sessões de gravação foram realizadas no Estúdio Wasabi, em São José dos Campos (SP). Na ocasião, a banda contou com o suporte do produtor Diego Xavier (BIKE). A masterização ficou a cargo de Cássio Zambotto.

O guitarrista João Capecce conta que a composição surgiu durante uma madrugada de insônia. “Percebi que virei a noite refletindo sobre a impotência de mudar as coisas ao meu redor, tais como as mágoas e dores. Essa música retrata justamente essa frustração. É sobre entender o quanto isso pode ser prejudicial para nós”.

Arte da capa por Vitória Nogueira

O guitarrista Pablo Hanzo, por sua vez, frisa que a banda desprendeu-se de preceitos ao conceber a faixa. “Decidimos visar uma sonoridade que a gente curte. Assim, misturamos trouxemos tanto a nossa veia ácida e ligada à música mais suja, quanto ao rock mais digerível. Para isso, nos inspiramos principalmente em Title Flight, Citizen e Basement”. Além de João e Pablo, a Personas é formada pelos irmãos Rodrigo (baixo e voz) e Fernando Cerqueira (bateria). A banda está em atividade desde meados de 2016. Anteriormente, lançou o álbum Nunca Foi Para Dar Certo (2019) e os singles “E Eu Me Desespero Facilmente” (2021) e “Frio da Madrugada” (2020).


CRASHKILL: Consumed by Biomechanics à venda em site alemão

A banda Crashkill que conquistou a cena nacional durante a pandemia, chegou ao mercado europeu através do álbum Consumed by Biomechanics (2020). Antes de mais nada, o CD da banda chegou ao velho continente por intermédio do selo Sidney Discos, que o enviou à alemã Pure Steel Shop. Entretanto, outros países já conferiram o thrash metal do grupo de Fortaleza/CE. Fãs da Suécia, por exemplo, obtiveram acesso ao debut da Crashkill através de serviços de streaming e fizeram cópias físicas do álbum. “Um rapaz sueco chamado Peter Nyström nos procurou nas redes sociais dizendo que gostou muito do som. O interessante é que ele postou uma foto do CD, só que nós ainda não o tínhamos lançado em formato físico (risos)“, conta o baterista Mailson Buson.

Em outra ocasião a banda participou de uma entrevista com locutores norte-americanos. Ao mesmo tempo, suas músicas entrariam para programações de mais veículos dos EUA e Canadá. Estas são algumas relações da banda com o exterior, entretanto, são só as primeiras. A introdução do álbum da Crashkill no mercado estrangeiro, primeiramente, se deve à qualidade de peso e velocidade contidos em suas músicas. Em segundo lugar, se deve a uma dedicação da banda em divulgar a sua arte a serviço do metal e da cena pesada como todo. A banda que já fez vários lançamentos de merchan após o lançamento do álbum, também liberou vários vídeos oficiais e participa de eventos online. Para conferir esses vídeos é só seguir o quinteto em suas redes sociais. Por fim, além de Buson a banda é formada por Idemar Senzuko (vocal) Jeff Nascimento e Valter “DoomRiff” (guitarras) e Fernando Gonçalves (baixo).

Siga a Crashkill pelas redes sociais em

Facebook

Instagram

YouTube


 

Suck This Punch divulga título, tracklist e capa de seu segundo e novo álbum de estúdio

Formado por Tadeu Bon Scott (vocal), Phil Seven (guitarra), Matheus Bonon (baixo) e Giacomo Bianchi (bateria), o Suck This Punch surgiu na cidade de Limeira, interior de São Paulo, em 2015. O primeiro álbum, intitulado Fire, Cold And Steel, saiu no mesmo ano, reunindo 10 composições próprias de uma sonoridade bastante original: uma releitura do classic rock pela perspectiva do peso e agressividade do thrash metal contemporâneo. Depois de cinco anos de shows em várias regiões do Brasil, o Suck This Punch retornou aos estúdios para a gravação de dois novos single, “Alone” – lançado na primeira edição do “Roadie Crew – Online Festival” – e mais recentemente “Shout It Out”. Ambas estarão no tracklist do segundo e novo álbum de estúdio que a banda vem agora anunciar: The Evil On All Of Us.

The Evil On All Of Us está sendo gravado no Nock Studio Alive em Limeira com produção de Marcos Nock. O financiamento é através do Edital de Apoio à Produção Cultural de Araras (Lei Aldir Blanc). The Evil On All Of Us reunirá nove faixas, incluindo os dois singles: “Machines”, “You’re The Best Gun (Against The System)”, “Alone”, “Just Follows”, “Shout It Out”, “We All Live In a Hole”, “Coward”, “Blindman” e “Sons Of War”. De acordo com o vocalista Tadeu “Bon Scott”, as composições de The Evil On All Of Us são contextualizadas a partir da ideia de mal em que o homem é tanto agente como vítima.

“Trata sobre o mal que está sob o homem e também sobre o mal que ele cria para si e para os outras pessoas. Toda a angustia, mágoa, depressão, raiva e temores que são guardados e enterrados do qual acaba criando monstros, pessoas perdidas que acabam se tornando alienadas, escravas de um sistema que suga seu tempo e suas mentes, e as tornam cegas, sem direitos à pensar ou ter uma opinião sobre algo. Muitas vezes essas pessoas se escondem atrás de máscaras, fingindo um mundo perfeito de uma mente em caos e barulhenta. Mas o que ela não entende é que a melhor arma contra todo esse sistema em caos é ela mesma.”

A arte da capa de The Evil On All Of Us é mais uma vez assinada pela artista plástica Juh Leidl que já havia trabalhado com a banda nas capas dos singles “Alone” e ”Shout It Out”. “A grande artista Juh Leidl conseguiu, sem dúvidas, transmitir toda a essência e ideia do álbum. Esse contraste de branco e preto representa bem os opostos do mal sob o homem de que tratamos. Somado a isso temos também o mistério dos números cabalísticos, as letras misturadas, as abstrações de fumaça, da víbora e a figura demoníaca sob a face de nosso mascote ASH, entre outros detalhes que enriqueceram esse trabalho esplêndido”, comentou Tadeu “Bon Scott”. The Evil On All Of Us será lançado em Abril pela Voice Music tanto em formato físico como para todas as plataformas digitais. Enquanto o disco não é lançado, confiram os vídeos de ”Shout It Out” e “Alone”.

Mais Informações:
Facebook
Instagram
Soundcloud


O lendário Avernal apresenta “Tzompantli”, seu novo álbum, em vinil

AVERNAL é uma banda de Death Metal / Death and Roll fundada em 1993 na Argentina, mais precisamente na cidade de Quilmes, província de Buenos Aires. Até o momento, a banda lançou 8 álbuns de estúdio, sendo o último deles Tzompantli, lançado em 31 de julho de 2020 e editado por Grinder Cirujano (na Argentina) e pela Concreto Records (no México). Em breve, estará disponível em Portugal e no Brasil, através da Hellven Records e Your Poison Records, respetivamente. O álbum foi mixado por Martin Fury e masterizado por Yarne Heylen. Embora a fasquia tenha sido elevada com o seu penúltimo trabalho lançado em 2016 La Quimera de la Perfección, o lançamento de Tzompantli deixa claro mais uma vez que Avernal não tem teto. Quanto maiores as expectativas, mais elas as superam. Por isso, são constantemente destacados pela cena pesada da América Latina.

Para continuar promovendo e trabalhando neste lançamento, Avernal tem o orgulho de apresentar o lançamento de seu mais recente material de estúdio em vinil, um marco extremamente importante para o conjunto. “EL UNGIDO” | Vivo 2020

Sobre o lanzamiento

Sobre o lançamento deste novo álbum em formato de vinil, Cristian Rodríguez, vocalista e líder da banda, comentou: “O nosso objetivo é que o álbum se divulgue e chegue ao maior número de meios de comunicação para que mais gente conheça a banda, a edição em vinil do álbum é algo que almejávamos há anos e que finalmente conseguimos alcançar , sabemos que muitos colecionadores ao redor do mundo vão valorizar este material e esperamos que tenham acesso para tê-lo em nossas redes ”.

Clique AQUÍ para ouvir Tzompantli no MP3 (Apenas mídia)

Clique AQUÍ para ver a biografia, discografia, galeria de imagens e videografia de Avernal.

TRACKLIST

Hilera de Craneos
Kraken
Arquitectura Pestilente
El Ungido
La Densidad
Los Desesperados
Frío Despertar Apocalíptico
Carne para la Bestia

AVERNAL É: Cristian Rodríguez – Voz; Federico Ramos – Guitarra; Gonzalo Varela – Guitarra; Francisco Cañardo – Baixo; Germán Rodríguez – Bateria

Deixar comentário

Seu email NÃO será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.