Por Thiago Reis

Originária de São José dos Campos, a banda Bluyus, que conta com Alex Bluyus (voz e guitarra), Euclides Bittencourt (baixo) e Ricardo Costa (bateria), lançou #Rock, seu segundo trabalho de estúdio (e primeiro álbum completo) no ano passado. A autoria de todas as músicas conta com a assinatura de Alex Bluyus, gravação por Fábio Alba, mixagem por Fred Semensato. As principais influências da banda, segundo os próprios membros, vai de artistas como Lobão, Ira, Paralamas do Sucesso, entre outros.

A primeira música se chama “Asas”. Conta com uma batida de violão bem marcante, além de bons trabalhos vocais. Não chama muita atenção por outros aspectos, mas pode ser considerada uma boa faixa de abertura, já que mostra algumas das influências da banda e um pouco da identidade musical do trio. “Bússola” mostra riffs e andamentos bem interessantes. Destaque também para a cozinha e a letra da música, que pode ser bem aplicada ao cotidiano de muitas pessoas.

A próxima se chama “De Pai para Filho” e já se inicia com um clima mais lento, palco para letras profundas e bem introspectivas. O clima proporcionado pelo instrumental é perfeito para isso. O álbum continua com “Jardim”, faixa que possui os mesmos elementos de “Asas” e “De Pai para Filho”, sem nenhum destaque adicional. “Luz” é a próxima e a sua introdução já chama a atenção, com alguns efeitos bem interessantes. Ademais, a faixa segue a linha de “Jardim”, em termos instrumentais.

“Nada Mais” retoma o clima mais triste, inclusive com a presença de teclados. Vocais um pouco diferentes do mostrado até o momento também são uma novidade. “Porto” apresenta um dedilhado diferente em sua introdução, porém após a entrada dos vocais a parte instrumental se mostra bem semelhante às músicas analisadas anteriormente. O refrão é o destaque, até a sétima faixa é o que se mostra mais bem elaborado e com a melodia de fácil assimilação.

O álbum segue com “Promessas” que possui maior destaque pelas suas letras e refrão. “Razões do Coração” possui instrumental até certo ponto interessante, boas letras e refrão contagiante. Música candidata a single e destaque nos shows da banda. “Vento” apresenta uma introdução de guitarra bem interessante, diferente do mostrado até o momento no disco. Os riffs ficam grudados na cabeça, o que ajuda a se tornar uma música de destaque no álbum.

“Todo Amor” não traz muitas novidades em relação que já foi apresentado pela banda, ou seja, é uma música sem tanto destaque entre as 12 faixas do disco. O álbum se encerra com “Velhos e Bons Tempos” que apresenta um riff bem legal em sua introdução, uma cozinha que também se destaca e vocais que não comprometem. Outro destaque do disco, fechando em grande estilo.

Em suma, #Rock mostra a banda Bluyus fazendo um rock honesto e fiel às suas influências, com destaque para as faixas “Velhos e Bons Tempos”, “Vento” e “Porto”. Se o leitor é fã de artistas como Rita Lee, Lobão, Ira, Paralamas do Sucesso, dentre tantos outros, pode dar uma chance para esta banda, de olhos fechados.

Track list

  1. Asas
  2. Búfalo
  3. De Pai Para Filho
  4. Jardim
  5. Luz
  6. Nada Mais
  7. Porto
  8. Promessas
  9. Razões do Coração

Deixar comentário

Seu email NÃO será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.