Review Exclusivo: System of a Down (São Paulo, 1º de outubro de 2011)

3 de outubro, 2011 | por Mairon
Diversos
5

Por Davi Pascale

Depois de anos de espera finalmente o grupo System Of A Down aterrisou no Brasil. Diante de um público lotado e empolgado, a banda armeno-americana fez um show memorável,realizado na Chacara do Jockey, em São Paulo. 
A noite teve início com a apresentação do grupo instrumental mato-grossense Macaco Bong. O publico até recebeu bem, mas confesso que não me empolguei com a apresentação do trio. Os músicos são bons, mas achei as músicas pouco cativantes. Soou-me mais como músicas esperando receber uma letra do que musica instrumental propriamente dita. De qualquer jeito, valeu! Afinal, sou a favor de dar espaço para grupos brasileiros que ainda estão em busca do sucesso em eventos como este. Melhor vitrine do que esta, não há! 
Malakian e Odadjian
Depois de uma rápida troca de palco os integrantes do System of a Down deram as caras a plateia. Daron Malakian (guitarra e vocais), Serj Tankian (vocais, teclados e guitarra), Shavo Odadjian (baixo) e John Dolmayan (bateria) começaram a apresentação pontualmente às 21:30h. Sem atrasos! Sem rodeio! Assim, como a performance do quarteto. Muito som! Pouca fala! 
Logo de cara, já demonstraram que não estavam para brincadeira. A dobradinha “Prison Song” e “Soldier Side/BYOB” foi o suficiente para não deixar ninguém parado. Na plateia, garotos faziam pirâmide, abriam rodas, gritavam as letras como se fosse religião e pulavam sem parar. Confesso que pela primeira vez na vida os pulos me incomodaram um pouco. Não estou dizendo que a plateia devesse ficar parada. Sei que isso faz parte de shows como este. Mas justamente por conta do tipo de local em que estávamos, tal atitude fazia criar uma nuvem de terra que misturada com inúmeras nuvens de cigarros criava uma sensação não muito agradável, digamos assim. 
O público parecia não se importar com isso e agitava a cada música. A banda retribuía na mesma intensidade. Era perceptível a empolgação dos músicos. No setlist, todos os principais clássicos e alguns b-sides de brinde. Não faltaram músicas como “Deer Dance”, “Question”, “Chop Suey”, “Innervision”, “Hypnotize”, “Toxicity”, entre outras.
Daron Malakian
A apresentação foi encerrada após 1h45 minutos de pancadaria com “Sugar”, canção do álbum de estreia. Pela primeira vez na vida, não vi uma pessoa sequer reclamando a ausência de um bis. 
Setlist: 
1. Prison Song
2. Soldier Side (intro)
3. B.Y.O.B
4. Revenga
5. Needles
6. Deer Dance
7. Radio/Video
8. Hypnotize
9. Question!
10. Suggestions
11. Psycho
12. Chop Suey!
13. Lonely Day
14. Bounce
15. Lost In Hollywood
16. Kill Rock N’ Roll
17. Forest
18. Science
19. Mind
20. Innervision
21. Holy Mountains
22. Aerials
23. Vicinity Of Obscenity
24. Tentative
25. Cigaro
26. Suite-Pee
27. War?
28. Toxicity
29. Sugar



5 Comentarios

  1. fernandobueno disse:

    O set foi longo à exemplo do show de ontem do Guns and Roses. Claromque algumas músicas são curtas então isso acaba nào tornando o show tão comprido. Não curto a banda e chegou uma hora que cansei um pouco acompanhando pela tv, mas tenho que dar nova chance à banda….

  2. Leandro disse:

    Gostei do que vi, mas é um tipo de música que cansa…
    E vai sair alguma resenha do show do Guns?

  3. micaelmachado disse:

    Não conheço profundamente o grupo, mas do que já ouvi eu gostei bastante…

    E pensar que uma banda dessa qualidade por pouco não se separou, enquanto tanta porcaria sem noção continua por aí!

    tenho que dar nova chance à banda….(2)

  4. diogobizotto disse:

    Uma das últimas grandes bandas surgidas no rock, que aliaram qualidade ao sucesso. Certas horas faz falta uma segunda guitarra, mas mesmo assim curti bastante. Leandro, acredito que nenhum de nós tenha estado ontem no Rock in Rio para poder resenhar o show, e fazer resenha via televisão não dá, né….

  5. Raphael Dino disse:

    "Eu FUI" ao show do SOAD no Rock in Rio e foi simplesmente sensacional!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *