Bon Jovi x Skid Row: amizade, confusão e alta qualidade musical

21 de Janeiro, 2011 | por Fernando Bueno
Artigos Especiais
26
Por Fernando Bueno
Em 1982 um rapaz estava batalhando para conseguir ser alguém no mundo da música. Ele conseguiu um emprego no estúdio de gravação que era de propriedade de um primo – na verdade esse primo era apenas um dos sócios do estúdio. O nome do local era Power Stations Studios, que ficava na cidade de Nova York. Trabalhando e tendo a oportunidade de vivenciar o dia a dia de um estúdio ele conseguiu gravar algumas demos, tendo a ajuda de músicos do próprio estúdio, e entregar uma delas para John Lassman que então trabalhava na estação de rádio chamada WAPP 103.5 FM.



Bon Jovi no início da carreira
Essa história é conhecida por muitos amantes da música, e todos que a conhecem  sabe de quem estou falando: Jon Bon Jovi, ou John Bongiovi, seu nome verdadeiro. O que muita gente não sabe é que após o sucesso da canção, a saber “Runaway”, Jon iniciou uma procura por membros para uma futura banda, afinal como dito acima os músicos que a gravaram inicialmente eram apenas de estúdio. O guitarrista que inicialmente acompanhou a banda foi Dave Sabo, um antigo amigo de infância de Jon. Pouco tempo depois Sabo foi substituído por Richie Sambora, que já tinha falhado em uma audição para ser guitarrista do Kiss. A saída de Dave “Snake” Sabo foi totalmente amigável inclusive ambos entraram em acordo que se um dia um deles fizesse sucesso ajudaria o outro em futuros projetos.
Uma curiosidade em relação a essa época, principalmente para quem é ligado em rock progressivo: o primeiro executivo que notou a banda recém formada foi Derek Shulman, ex-integrante da monstruosa banda Gentle Giant, que já estava extinta na época. Essas músicas chegaram a ser lançadas, a contragosto de Jon, em um CD chamado The Power Station Years.
Capa do CD não oficial
The Power Stations Years
O baixista que gravou “Runaway”, single que foi veiculado nas rádios nova-iorquinas e que deu a chance de sucesso para o cantor, foi Hugh McDonald, o mesmo que mais tarde substituiu Alec Jonh Such, quando este saiu da banda por problemas até hoje debatidos entre os fãs, após o lançamento da coletânea Cross Road. Porém, apesar de sempre creditado nos discos que gravou com a banda, Hugh nunca foi considerado um componente oficial.
Muitos se perguntam por que chamar uma banda com o nome de um dos integrantes, já que a mesma não era um projeto solo. O nome Bon Jovi foi sugerido por uma empregada de Doc McGhee, empresário do grupo, que se baseou numa então famosa banda de dois nomes próprios, o Van Halen.
O Skid Row foi formado alguns anos depois por Dave Sabo e o baixista Rachel Bolan. O nome da banda foi adquirido comercialmente de outro conjunto numa ação inédita até os dias de hoje. O Skid Row original era irlandês e gravou dois álbuns no início da década de 70 e é famoso entre os fãs de Hard Rock setentista pricipalmente por ter tido como integrante o guitarrista Gary Moore, que anos depois integrou o Thin Lizzy. O valor do negócio do nome da banda foi de 35 mil dólares.


Skid Row em sua formação original

Quando Sebastian Bach entrou para o Skid Row, o material do primeiro disco estava quase que completamente pronto. Mesmo assim um dia depois de entrar na banda ele tatuou “Youth Gone Wild” em seu braço direito. Isso acaba confundindo muita gente achando que ele teria participado das composições.

O Skid Row assinou com a Atlantic Records e isso se deveu a uma enorme influência que Jon Bon Jovi e seu empresário tinham na gravadora. Eles gravaram o primeiro disco em janeiro de 1989 e logo sairam em turnê com o próprio Bon Jovi na New Jersey World Tour. Ninguem pode negar que isso ajudou a banda a vender boa parte dos milhões de cópias que esse disco vendeu.
Richie Sambora com o Skid Row
Muitos dizem que Jon Bon Jovi deu também uma mãozinha na composição do material do primeiro disco, inclusive uma declaração sua em uma revista dizia: “Por cerca de um ano e meio nós (Jon e Richie) escrevemos músicas com eles, reescrevemos algumas coisas, pagamos por estúdio, por aluguel de carros e tudo o mais que eles precisaram…”.



Jon Bon Jovi e Sebastian Bach ao vivo



Talvez por tudo isso o Skid Row acabou assinando um contrato com Jon Bon Jovi e Richie Sambora. Esse contrato dava os direitos de publicidades do Skid Row para a dupla. Claro que isso foi uma resposta por todos os favores recebidos. Esses fatos foram revelados depois de uma briga de Sebastian Bach com os outros componentes que acabou com uma rápida saída da banda. Com os nervos inflados ele teria dito para a imprensa sobre esse contrato. Incluse durante esse período fora da banda ele ofereceu seus serviços ao Guns n’ Roses que também estavam com problemas com o seu vocalista na época. Isso aconteceu por volta do segundo semestre de 1990.
Em uma entrevista Jon disse que teve que dar um “tapinhas na bunda” de Sebastian quando esse começou a se achar a maior estrela do mundo. Após ficar sabendo dessa declaração Sebastian ligou para a revista e contou diversas coisas. Inclusive que Jon ia conversar com ele apenas quando estava acompanhado de seus irmãos e seus seguranças. E disse também “eu queria que ele conversasse comigo sozinho, afinal se houvesse uma briga quem ganharia, um peso leve fã de Bruce Springsteen ou um peso pesado maníaco por Metallica?”.
O fato é que por mais sucesso que o Skid Row estivesse tendo parecia que eles estavam sempre devendo para o Jon e Richie. Sebastian falou sobre isso também “eles têm 70 milhões na conta e ficam desesperados em pegar 2 milhões extra da gente”. O resultado de tudo isso foi que o contrato foi cancelado. Talvez até pela amizade entre Jon e Dave Sabo. Inclusive dizem que Richie devolveu a porcentagem que ele tinha direito para o Skid Row. Sobre a parte que Jon recebeu ninguem sabe…
Essa é uma história de conexão entre duas bandas que teve de tudo: ajuda mútua devido à amizade, briga por dinheiro e por egos e, acima de tudo, muito sucesso musical devido à qualidade das bandas. Creio que não podemos rotular a dupla principal do Bon Jovi de mercenários, afinal tudo isso pode ser culpa dos seus assessores, nada fica claro, mas também não podemos crer que os caras do Skid Row foram inocentes e cairam num golpe, eles sabiam o que estavam fazendo. Ainda existem muitos detalhes entre tudo isso que está sendo contado, porém por falta de espaço não puderam ser incluídas. Quem quiser mais informações pode obter pelo livro “All Night Long…The True Story of Bon Jovi”. 
Peço desculpas por algumas fotos, mas foi difícil achar fotos da época com uma boa imagem. Tive que tirar do livro citado.



26 Comentarios

  1. Leandro disse:

    Bem legal o texto, mas "alta qualidade musical" é um tremendo exagero. Essa expressão se usa para Miles Davis, Zappa, Hendrix e outros gênios e não para duas bandas apenas boas.

  2. diogobizotto disse:

    Qualidade e retinas à parte, é interessante saber como funcionou esse apadrinhamento e a que ele acabou sendo condicionado, mas muito disso provavelmente se trata de especulação, tanto a questão contratual quanto a possível ajuda na composição de canções para o primeiro álbum do Skid Row. É bom tentar buscar como foi também o apadrinhamento do Bon Jovi para com o Cinderella, que contou com a ajuda dos colegas de New Jersey no princípio de sua carreira. Agora, definitivamente, Sebastian Bach não é boa fonte quando se trata desse assunto, dada a rusga com o pessoal de sua ex-banda.

    E outra coisa… o que ele tem contra um peso leve fã do Springsteen, hein, hein…??? Vai encarar?

  3. diogobizotto disse:

    Ah, estava esquecendo… já que o Fernando citou o "The Power Station Years", que conta com capas e track lists diferentes conforme as versões, vocês acham que algumas dessas músicas mereciam ter entrado no track list de algum álbum subsequente do Bon Jovi? Eu acredito que "Talkin' in Your Sleep" deveria entrar ceeeeerto!

  4. Nao gosto muito do Bon Jovi. No "auge" eu ja nao gostava de muita coisa, hoje em dia eu gosto menos ainda.

    Mas o Skid Row, principalmente os 2 primeiros discos, tinha um som animal. Agressivo, pesado, e com o Rachel Bolan inspiradissimo para compor.

    Agora, a diferença entre ótimo, bom, razoavel, ruim, péssimo é algo extreamente pessoal, portanto, nao vou nem entrar nessa questao…

  5. fernandobueno disse:

    Quando eu falo que um cara de 1,80 m é alto, não estou desmerecendo ninguém de 2,10 m. Para elogiar alguém não é necessário desmerecer outra….é isso que penso…

  6. fernandobueno disse:

    Diogo
    Eu pensei em comentar sobre o Cinderella, mas o texto ficaria muito grande. Tem tb o Motley Crue que tinha o mesmo empresario. E tem outra historia sobre esse mesmo empresario envolvendo um show com todas essas bandas para arrecadar dinheiro que é bem interessante…

  7. diogobizotto disse:

    Sim, conheço essa história do Empresário Doc McGhee, que queria limpar uma picaretagem que havia feito no passado e acabou sendo meio que pioneiro em se tratando de grandes festivais de rock na União Soviética, hehehe…

  8. O Doc McGhee desistiu de empresariar o Motley depois de uma turne no Japao onde o hobby dos musicos era jogar garrafas de Jack DAniels no trem bala… Resultado: Nikki Sixx na cadeia e a banda sem manager…

  9. Leandro disse:

    Fernando, entendo sua posição, mas pense bem: ao usar "alta qualidade musical" vc está colocando as duas bandas como se fossem o topo da escala qualitativa da música. Seria como se essas duas bandas representassem o que se entende por essa "alta qualidade musical". Seria melhor , ao meu ver, "amizade, confusão e hard rock da qualidade".
    É só uma sugestão. Não é uma crítica destrutiva.

  10. micaelmachado disse:

    Eu nunca fui muito ligado em Bon Jovi, mas sempre gostei dos dois primeiros Skid Row e do Ep de covers…

    O que eu sempre achei sobre esta história do contrato com Bon e Richie foi que ele foi assinado porque ninguém acreditava que o Skid Row fosse estourar do jeito que aconteceu. Para quem era muito "guri" naquela época, basta dizer que por muito pouco o Skid Row não se tornou maior que o Guns And Roses em determinada época… daí que entrou muito mais grana que o previsto, e, com muita grana envolvida, é difícil haver consensos…

    Belo texto, mas ficou aquela sensação de "quero mais", principalmente detalhes mais "escabrosos"… rola uma segunda parte?

  11. fernandobueno disse:

    Leandro…
    A tua sugestão poderia até ser melhor, mas veja bem, quando alguem coloca uma banda ou um disco como fantastica ou o melhor disco do ano e vc nao gosta de nenhum deles são apenas opiniões pessoais, do autor do comentario e sua. No meu caso comecei minha "carreira ouvinte" de musica com algumas poucas bandas e essas duas faziam parte da lista. Elas nao podem ser o supra sumo musical, mas para mim tem alta qualidade sim…
    O principal é não tentar impor os nossos gostos e opiniões pessoais como a verdade absoluta…

  12. fernandobueno disse:

    Micael
    Dá até para fazer uma sefunda parte…Mas acho que os comentários aqui serão suficientes…o Leonardo e o Diogo já começarsm a falar alguma coisa…

  13. Leandro disse:

    Eu entendo, Fernando e sei que vc teve essa intensão, mas pra mim parece muito estranho essa afirmação, hehehe.
    De qualquer forma o texto está ótimo.
    Gosto das duas bandas, que fique claro.
    Abraços

  14. diogobizotto disse:

    Para quem não está ligado, Doc McGhee, empresário de bandas como Bon Jovi, Kiss e Mötley Crüe teve um envolvimento com o tráfico de drogas descoberto na época. Assim para limpar sua barra e escapar da sentença, Doc organizou o "Moscow Music and Peace Festival", em Moscou, formando grande parte do cast com seus contratados… acabou que um grande espetáculo a princípio para criar consciência sobre o uso de drogas contou com a presença de alguns notórios usuários de meio musical, heheh… Ah, pra quem não sabe, rolou Cinderella, Skid Row, Mötley Crüe, Bon Jovi, Scorpions e Ozzy Osbourne, além dos locais do Gorky Park.

  15. fernandobueno disse:

    Tem até DVD desse festival, mas acho que o Scospions e Ozzy não estão no DVD…

  16. Rafael "CP" disse:

    Essas 2 bandas e a Atlantic records deu uma confusão da porra , mais nesse caso , eu acho que o criador superou a criatura , pois eu adoro Skid Row e detesto Bon Jovi , e nem acho que o Skid se se encostou no Bon Jovi pra se levantar , pois eles tinham tudo q era preciso pra se fazer sucesso nos anos 80 e 90: um vocal loiro e bonito , talento , e musiquinhas baladinhas a la MTV , além de sonzeras Hard n Heavy que arrebentam meu subwoofer até hj..

  17. Skid Row até tem algo que passa na minha opinião, mas Bon Jovi não dá! Mesmo assim, parabéns pelo texto. Apesar de não achar alta qualidade musical em ambas, o ponto de vista do autor é o que vale!

  18. Tem um cd sobre esse festival… chama-se stairway to heaven and a highway to hell…. com muita coisa legall… tipo as jams… e as bandas tocando covers….

    Inclusive nesse show… o baixista do motley nocauteou o empresario…. a história é basicamente…. ninguem queria tocar depois do ozzy…. então fizeram uma especie de sorteio…. quando ele viu o bon jovi como headliner… e o jon bon jovi… entrando no meio da galera, no inicio do show… com uma "escolta" de soldados… ele disse: "sorteio??"…. e POW… acertou o cara!!!

  19. diogobizotto disse:

    O Mötley Crüe já era uma banda consolidada há mais tempo e estava em alta, com um disco no topo e uma grande turnê. Mesmo assim o Doc McGhee colocou o Bon Jovi pra fechar, com todas as regalias e mais tempo de show… decisão difícil, mas por um lado entendo a indignação do Nikki Sixx.

  20. Rafael "CP" disse:

    o Bon Jovi nem engraxa as chuteiras da mega incrivel e "não farofa" banda Motley Crue . Uma das unicas bandas dos anos 80 que junto com o Dokken , tentou não fazer o mesmo tipo de som , no caso do Motley , conseguiu isso mais ainda . Uma das poucas bandas amadas pelos setentistas.

  21. fernandobueno disse:

    Se o Daniel ouvisse os podcast ele veria que tem uma musica desse disco que ele citou no segundo podcast…rs

  22. diogobizotto disse:

    Vou demitir quem falar mal do Bon Jovi!!!!!

    BJ, Springsteen e Death são intocáveis por aqui!!!!

  23. Marcito disse:

    Aew, muito legal essa matéria, curto muito as duas bandas. O autor do texto foi bem democrático, não puxou sardinha pra ninguém, parabéns!

  24. fernandobueno disse:

    Valeu Marcito…
    Aproveito a oportunidade para comentar as músicas favoritas, dessa semana, do Bon Jovi: Wild is the Wind e Roullete…

  25. Glauber Gomes disse:

    Não vejo onde Bon Jovi n tem alta qualidade sonora!! Bon Jovi foi melhor q Skid Row , sem sombras de dúvidas , pelos seguintes motivos , ajudou o próprio Skid Row a aparecer no mapa , tem grande composições , alem de ter arranjos musicais mais perfeccionistas q Skid Row, tem 30 q poucos anos de carreira e é considerado a segunda maior banda de hard rock de todos os tempos , perdendo apenas para Led Zeppelin , tbm pudera neh!? Sem falar de q ter 30 anos de carreira sólida , e ter vendido mais 130 milhões de discos . apenas Led Zeppelin vendeu mais (150 milhões) e inclusive vendeu mais q o tão adorado Gun's n Roses q vendeu 100 milhões!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *