The Exploited – Jesus Is Dead [1986]

6 de janeiro, 2011 | por Diogo Bizotto
Diversos
8
Por Micael Machado

Há um tempo atrás encontrei em um saldão de uma das últimas grandes lojas de discos de Porto Alegre o álbum “Death Before Dishonour” do Exploited. Nunca fui fãzaço da banda escocesa, mas, conferindo as músicas na contracapa, vi que era uma edição que trazia de bônus os EP’s “War Now” e Jesus Is Dead”. E é aí que o bicho pega.

“Jesus Is Dead EP” é parte da minha formação musical. O conheci ainda nos anos 80, ao mesmo tempo em que conhecia Ramones, Agent Orange, Dead Kennedys, Sex Pistols, GBH e outras belezuras do gênero. Lembro do vinil, que pertencia a um camarada nosso conhecido por Branco. Era em 45 rotações, portanto não podia ser tocado em qualquer aparelho de som. Mas, naqueles por onde passou, fez estrago.

Gravado em 1986, “Jesus Is Dead EP” tem o líder e “dono da bola” Wattie Buchan nos vocais, Nigel “Nig” Swanson na guitarra, Wayne Tyas no baixo e Willie Buchan na bateria. São apenas quatro músicas: “Drug Squad Man”, “Privacy Invasion”, “Jesus Is Dead” – com a clássica frase “What I really want to know is: was Jesus a catholic or a protestant? He was a jew!” (O que eu realmente quero saber é: Jesus era católico ou protestante? Ele era judeu!”) – e “Politicians” – outro versinho: “I hate, you hate, we all hate politicians” (Eu odeio, você odeia, todo mundo odeia políticos). Mas o poder contido nestes sons é inenarrável.

O EP é punk como o punk deve ser: baixão à frente, guitarra barulhenta, bateria rápida, letras políticas pra caramba, backing vocals bem encaixados e um vocalista que mais berra do que canta. Maravilhoso! Quisera eu que esses fãs de Green Day, My Chemical Romance, Fresno e coisas do tipo tivessem contato com esse disco para descobrir o que é punk rock de verdade.

Eu catava esse disco há quase 20 anos, e, quando encontrei, comprei na hora, sem nem pensar. Confesso que até hoje ainda não conheço bem nem o “Death Before Dishonour” nem o “War Now”, mas o maravilhoso “Jesus Is Dead”… ah, esse, volta e meia está rolando no CD player, às vezes com o botão do “repeat” acionado… Se você sabe o que é bom para você, corra atrás desse disco. Recomendadíssimo!



8 Comentarios

  1. Excelente post…. como eu acho que uma indicação de disco deve ser…. desde o inico a intenção é clara, indicar algo que vc curte muito….e me deixou curioso para ouvir…. quando ouvir posto de novo…

  2. eduardoluppe disse:

    Muito legal esse post e muito bem lembrado! essa banda realmente é animal! gosto muito dos cds Punks not dead (cru e direto ao ponto), The Massacre (pancadaria) e do Beat the bastards (brutal)!!!

  3. micaelmachado disse:

    Valeu pessoal! Eu confesso que conheço muito pouco do Exploited, mas Jesus Is Dead EP tá lá no alto nos meus favoritos dentre os discos punk!

  4. Daniel, não adianta nem ouvir que você não vai gostar, não é a sua praia, já que o Exploited faz um punk básico e até meio tosco.

    Tinha esse Jesus is Dead em vinil, e adorava.

  5. A resenha é perfeita. Descreve com exatidão o que escutei….

    Só achei a "Jesus" meio devagar… a politicians sim… era o que imaginava….

    Tosqueira!!! hahahahaha…. consigo gravar com uma qualidade melhor aqui em casa…. rsrsrsrsrs

    Pesadíssimo!! só não cantei em uníssono, porque o cara nao canta, grita…. os móveis foram tirados da sala e os danos materiais foram enormes….

  6. Anônimo disse:

    Quem é melhor,Dead Kennedys,ou Exploited???Lembrando,que as duas bandas,são rivais…

  7. Entre as duas eu fico com o Dead Kennedys

  8. micaelmachado disse:

    Dead Kennedys, sem dúvidas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *