Simple Minds anuncia novo álbum de estúdio “Direction of the Heart”

O Simple Minds anuncia o lançamento de Direction of the Heart, seu décimo oitavo álbum de estúdio, para o próximo dia 21 de outubro. Já em pré-venda, o disco é antecipado pelo single “Vision Thing”, uma celebração à vida composta por Jim Kerr como um tributo ao seu pai, falecido em 2019. Este é um lançamento BMG. Ouça “Vision Thing”. Garanta Direction of the Heart na pré-venda.

Formada por Jim Kerr (vocais), Charlie Burchill (guitarras, teclados), Gordy Goudie (violão), Ged Grimes (baixo), Cherisse Osei (bateria), Berenice Scott (teclados) e Sarah Brown (vocais), o Simple Minds faz, nessa nova faixa, uma ponte entre o passado e o presente da banda. Pré-produzido por Kerr e Burchill na Sicília (Itália), o álbum foi gravado na Alemanha com produção adicional de Andy Wright (Massive Attack, Echo & The Bunnymen) e Gavin Goldberg (Simply Red, KT Tunstall) e conta com participação especial de Russell Mael (Sparks). “Vision Thing” está disponível em todas as plataformas de música.

Tracklist:

Vision Thing

First You Jump

Human Traffic(featuring Russell Mael of Sparks)

Who Killed Truth?

Solstice Kiss

Act Of Love

Natural

Planet Zero

The Walls Came Down (written and originally recorded by The Call)

Siga Simple Minds


Epica comemora 20 anos de We Will Take You With Us e lança edição de colecionador

O ano de 2022 é um ano muito importante para os titãs do metal sinfônico EPICA. É o ano em que a banda comemora 20 anos de existência. São quase um milhão de álbuns vendidos ao redor do Mundo e mais de 300 milhões de audições nas plataformas digitais, o que faz deste conjunto holandês um grande fenômeno no mercado Mundial da música e único com seu estilo que combina vocais operísticos com heavy metal. A banda tocou mais de 1000 shows e visitou mais de 60 países em sua bem sucedida carreira na música. Com seu mais recente lançamento, o grandioso “Omega” a banda esteve no Top 5 em diversos países como Alemanha, Suíça, México, Chile e Brasil. A banda aproveitou este momento para olhar um pouco para trás:

No dia 2 de Setembro o EPICA vai relançar os três primeiros álbuns The Phantom Agony, Consign To Oblivion e The Score que foram pedras fundamentais para o gênero e são raros no mercado físico. Os álbuns serão disponibilizados num CD BOX, num BOX LP para colecionador ou Earbook que terá material bônus inédito para cada álbum. Há também surpresas especiais para os fãs já que a banda desenterrou algumas gemas preciosas do começo de carreira. Estas gemas serão disponibilizadas como material bônus em alguns destes formatos. Live At Paradiso – originalmente gravado em 2006 na maravilhosa casa de shows “Paradiso” em Amsterdã, a performance da banda neste show entrou para a história; muitas vezes anunciado para ser lançado, será a primeira vez que este show verá a luz do dia. A gravação permite que fãs possam reviver as memórias de uma banda jovem que tinha acabado de lançar dois álbuns apenas. O show possui interpretações de canções que para a época eram novas como ‘Cry For The Moon’ ou ‘Solitary Ground’. “Live At Paradiso” finalmente verá a luz do dia após 16 anos escondido em uma gaveta e será disponibilizado em CD duplo e também em BluRay/DVD com uma resolução em 4K. Veja como a gravação ficou com o primeiro single ‘Sensorium (Live At Paradiso)’ aqui.

We Will Take You With Us foi gravado no ‘Twee Meter Sessies’ numa emissora pública holandesa de TV e fãs fervorosos já estão familiarizados com este material que foi a primeira apresentação importante da banda na televisão e também primeiro lançamento em DVD que há muito tempo está esgotado. Teremos duas gravações raras do SAHARA DUST – a banda que mais tarde se tornaria o EPICA. Fãs terão a chance de ver o SAHARA DUST pela primeira vez já que eles abriram para o EPICA no show de aniversário esgotado em Tilburg! A versão importada dos álbuns serão lançados no dia 2 de Setembro mas já estão disponíveis em pré-venda no link e terão os seguintes formatos:

Boxset 11 Discos em Vinil Preto, Vinil Azul Transparente (Exclusivo Atacado) e Vinil Dourado (Loja Banda) que irá incluir: 2LP The Phantom Agony, 2LP We Will Take You With Us, 2LP Consign To Oblivion, 2LP The Score, 3LP Live At Paradiso

Earbook com livreto 36 páginas e 8 discos: The Phantom Agony, We Will Take You With Us, Consign To Oblivion, The Score, Live At Paradiso 2CD, BluRay e DVD

CD Box em Acrílico com 4 discos: The Phantom Agony, We Will Take You With Us, Consign To Oblivion, The Score, Live At Paradiso 2CD, BluRay e DVD

Live At Paradiso 2CD + BluRay

Live At Paradiso + We Will Take You With Us também será disponibilizado para download e stream

Live At Paradiso 3LP Capa Tripla

No Brasil e América do Sul teremos as seguintes versões que terão lançamento pela parceria Shingami Records / Nuclear Blast Records:

CD Box Digipack c/Slipcase com 4 discos: The Phantom Agony, We Will Take You With Us, Consign To Oblivion, The Score

Live At Paradiso 2CD + DVD

Após concluir uma turnê muito bem sucedida pelo México, EPICA voltará para a Europa para fazer os festivais de verão antes de embarcar para uma turnê na América do Norte em Setembro de 2022 com Sabaton, uma turnê na América Latina em Novembro e uma extensa turnê pela Europa no começo de 2023 com Apocalyptica. Todas as datas dos shows podem ser conferidas no site oficial da banda em www.epica.nl.


HÉIA: Ordeal Of The Abyss ingressará todas as plataformas de streaming via Sangue Frio Records

Contagem regressiva para o novo trabalho da HÉIA, intitulado Ordeal Of The Abyss, ingressar todas as principais plataformas de streaming e download do mundo. E parceria com a Sangue Frio Produções & Records, o álbum foi lançado oficialmente nestes serviços digitais no próximo dia 29/07/2022, com disponibilidade a partir das 11 horas da manhã (horário de Brasília). Para ficar por dentro e ouvir Ordeal Of The Abyss em primeira mão, siga a HÉIA em seu serviço de streaming mais utilizado CLICANDO AQUI.

Para mais informações sobre lançamentos físicos – nacionais e internacionais – entre em contato com a banda pelas redes sociais:

Facebook
Instagram

Youtube
Sangue Frio Produções

Assista ao lyric vídeo de “Precipice Between The Phenomenal And Noumenal”, divulgado recentemente


The Damnnation leva Way Of Perdition Tour para o Nordeste

The Damnnation ataca com seu álbum de estreia, lançando um som versátil que mistura várias vertentes do metal extremo e dá vida ao thrash old school. Way Of Perdition foi lançado em 6 de maio de 2022 pela Soulseller Records em CD, LP e digitalmente. Após o grande sucesso e ótimas críticas da mídia, a banda segue em tour para promover o novo trabalho, e desta vez irá visitar a região nordeste do Brasil com a Way Of Perdition Tour. “Estamos muito felizes de poder tocar para o público do Nordeste! Juazeiro do Norte mostrou como a galera é calorosa, apoia e curte muito o som, então tocar para mais cidades desse público incrível vai ser com certeza um marco muito importante para a banda!”, comenta a guitarrista e vocalista Renata Petrelli.

Way Of Perdition foi produzido e gravado pelo renomado Rogério Oliveira, que trabalhou no EP Parasite’ e mixado e masterizado pelo renomado Martín Furia, que já trabalhou nos álbuns da Nervosa, Eskröta e BARK. Recentemente Martin foi anunciado como novo guitarrista da banda Destruction. O álbum está disponível em formato de CD e LP limitado na cor roxa na cor preta. Encomenda através do link. OUÇA Way Of Perdition. THE DAMNNATION “GRIEF OF DEATH” (OFFICIAL VIDEO)

Radicado em São Paulo no Brasil, The Damnnation é um trio formado por Renata Petrelli (vocal, guitarra), Aline Dutchi (baixo, backing vocals) e Luana Diniz (bateria, backing vocals). Em 2020, lançaram seu EP de quatro faixas intitulado Parasite, que transmite um punho furioso de heavy metal old school encontrando o peso do thrash metal. O power trio de thrash metal assinou contrato com a gravadora holandesa Soulseller Records. “Estamos muito felizes com esse apoio e por fazer parte desse elenco com bandas incríveis do cenário mundial! Com certeza vamos ter uma estrada incrível juntos!”. O casting da Soulseller Records conta com bandas como Rotting Christ, Gorgoroth, SARKE, In The Woods entre outros grandes nomes do cenário do metal extremo. Ouça Parasite em todas as plataformas digitais, o EP que lançou a The Damnnation para o mundo.

“Para os fãs de thrash sombrio e intenso, o álbum de estreia do trio brasileiro de The Damnnation será, paradoxalmente, puro paraíso” – Decibel Magazine

“‘Way Of Perdition’ preenche muitas caixas e remonta a tempos melhores, mantendo-se totalmente relevante.” – Zero Tolerance Magazine

“Uma estreia bastante interessante com raízes clássicas.” – Rock Hard Magazine

“O rugido bestial de Renata Petralli está em algum lugar entre Max Cavalera e Angela Gossow – gutural com um toque português – e facilmente rasga a raquete da banda, que lembra o old school do Sepultura no groove e o Sarcófago na atmosfera.” – Invisible Oranges

“36 minutos depois temos um grande play e a certeza cada vez mais absoluta de que o Brasil segue um celeiro dos bons de bandas pesadas” – Headbangers News

Gênero: Thrash Metal

Faixas:
01. Before the Drowning
02. Way of Perdition
03. Into the Sun
04. This Pain Won’t Last
05. Grief of Death
06. Random Words
07. Slaves of Society
08. Rotten Soul
09. No Hope Inside
10. The Greed

Produtor: Rogério Oliveira

Mixagem e Masterização: Martin Fúria

Gravação: Rogério Oliveira (Flight Studio)

Artwork: Alcides Burn

Fotografia: Jéssica Marinho

Gravadora: Soulseller Records (distribuição no Brasil, exclusiva Xaninho Discos)

Formação: Renata Petrelli (Vocal e Guitarra); Aline Dutchi(Baixo e Vocal); Lu Diniz (Bateria)


Crucifixion BR: Banda abre oficialmente sua agenda de shows para 2022 e 2023

Apesar da pandemia, o ano de 2020 e 2021 foi de produtividade para os paulistanos da banda Crucifixion BR, que tiveram seu segundo álbum de estúdio lançado em 2021 via Shinigami Records, seguido de dois videoclipes e um lyric vídeo para promoção e divulgação do álbum, pois ficaram impedidos de sair em turnês para divulgar o mesmo. Após o lançamento e ótima recepção do álbum Human Decay, a banda de Blackened death metal está pronta para colocar sua brutalidade nos palcos depois do período impedida pela pandemia, visando ampliar a divulgação dos seus atuais e vindouros materiais, bem como organizar uma turnê pelo país e retorna à Europa em 2023.

Datas:

06/08 – Casa Rock – Campinas/AP

27/08 – Tribo’s Bar – Maringa/PR

17/12 – Esgoto Bar – Piracicaba/SP

A baterista Juliana Novo comentou: ” …Chegou o momento de podermos divulgar o nosso álbum ao lado do público presencialmente, e estamos cada vez mais ansiosos para que isso aconteça. Foi gratificante todo apoio durante a fase mais crítica da pandemia onde os festivais virtuais nos presenteavam com o gostinho de estar próximos dos amigos, fãs e bandas dos quatro cantos do mundo dividindo aquele momento incrível. Logo logo estaremos com todos vocês…”

My Savior

A Few Lies Of Your Whole Light

Pioneiros do blackened death metal, o Crucifixion BR está completando 26 anos de carreira em 2021! Originalmente formada em 1996 na cidade de Rio Grande, no Rio Grande do Sul, o Crucifixion BR transferiu-se para a capital Porto Alegre até se radicar em São Paulo a partir de 2016. Transições localizacionais para a manutenção de um objetivo único: fazer sua música chegar a cada vez mais headbangers! Sucessor do aplaudido Destroying The Fucking Disciples Of Christ (2014), Human Decay é o segundo álbum do Crucifixion BR e assim como o disco foi gravado no Estúdio Hurricane em Porto Alegre com produção do vocalista/guitarrista Maxx Guterres e do uruguaio Sebastian Carsin.

O álbum conta com duas participações super especiais, André Rod do Attomica na faixa título “Human Decay” e da lenda Dave Ingram (Benediction, ex-Bolt Thrower) em “Bloody Fire Victory”. A arte de capa de Human Decay é assinada por Romulo Dias (Shaman, Edu Falaschi, Alírio Netto). Além da versão em CD, Human Decay também se encontra disponível para apreciação em todas as principais plataformas digitais.

Tracklist:
01 – Open The Gates, Blasphemy Returns
02 – Human Decay
03 – Confirmed Execution 666
04 – Annihilation And Victory
05 – Chaos Of Morality
06 – A Few Lies Of Your Whole Light
07 – Into The Abyss
08 – My Savior
09 – Bloody Fire Victory
10 – Passage
11 – Insanidade Bestial
12 – The Final Chapter

Acompanhe todas as novidades do CRUCIFIXION BR:

Site oficial
Facebook
Instagram
Spotify


Favourite Dealer intensifica seus ruídos e devaneios oníricos em novo clipe “Control Dirt”

A disrupção entre Ruídos, Estrondos, caos e energia, podem sintetizar a Favourite Dealer, entre a mistura do grunge, algumas colheres do protopunk, e uma leve pitada de experimentalismo e rock alternativo. Favourite Dealer, de Curitiba-PR, volta às estradas e aos palcos com o lançamento do seu primeiro single “Control Dirt” do seu álbum de estréia.

“Control Dirt” é a exploração da sujeira e do caos, o conceito fundamental orbita em torno da Letra, trazendo a “sombra” do ser humano e a solidão da vida urbana, que com uma abordagem metafórica e semiótica, retrata as consequências do consumismo, dos vícios, da luxúria e da insônia.

Favourite Dealer é: Wil (Vocal), Gustavo (Guitarra), Jean (Baixo)

Assista ao clipe agora!


TORMENTA divulga capa e nome de single, além de anunciar volta aos palcos

A Tormenta, banda com mais de 20 anos de resistência no underground brasileiro, se prepara para a volta aos palcos e para o lançamento de um novo single. “Idade das Trevas” é o título da música que será lançada dia 15 de julho nas plataformas digitais. Esse será o primeiro lançamento depois do elogiado álbum Batismo de Dor, lançado em 2019. “Idade das Trevas” fala sobre os tempos atuais, onde vivenciamos o recrudescimento do obscurantismo e o autoritarismo em detrimento da razão e do diálogo. A capa é de autoria do artista italiano Giacomo Carmagnola.

Depois de 2 anos e meio longe dos palcos, a Tormenta voltou aos palcos no dia 25 de junho e com nova formação. O baterista Eduardo Tucci se juntou a banda no começo de 2022 e já participou da gravação de “Idade das Trevas”. A estreia ao vivo ocorreu no Festival União Underground, junto com as bandas Lusferus e Abiosi, no Hashtag Bar em Ribeirão Preto/SP.

Acesse o site e siga a Tormenta nas redes sociais:

Site oficial

Facebook

Twitter

Instagram


Power Supply vai do Shoegaze ao Emo em “used to love you”

O trio paulistano Power Supply acaba de lançar “Used to love you”, penúltimo single oficial a antecipar o álbum de estreia da banda. Depois de passear por diversas vertentes do rock alternativo, do pop e do SKA, o grupo agora veleja em outros mares em faixa de profunda poesia e de intensidade sonora. Edgar Marinho não hesita em dizer: “é a faixa mais Emo que lançamos até agora”. Com a inclusão de alguns elementos eletrônicos, como sintetizadores, o Power Supply traz nuances de shoegaze nesta música que também tem como referências bandas de Rock Alternativo, como Kings Of Leon e Editors. A letra, composta por Edgar após a música inteira vir durante um sonho, é sobre o fim de um relacionamento. Porém, não é só isso: é sobre o desejo de não querer voltar a amar a pessoa que antes era a outra parte do relacionamento, e a necessidade de “matar” aquele amor, arrancá-lo do peito. OUÇA AQUI

“Essa música nasceu logo após um sonho que tive, onde eu estava em uma cafeteria com o Fernando (Marinho, irmão, principal produtor e guitarrista da banda) e estava tocando a nossa música. Acordei já gravando no celular notas de voz para não esquecer e escrevendo a letra. Em seguida, o Fernando fez todos os arranjos”, conta Edgar. “Tentei fazer um jogo poético. É uma música que fala sobre o quanto aquele relacionamento fez mal, sobre nunca mais querer ver aquela pessoa, mas também traz aquele sentimento de fim. ‘Terminou aqui, daqui vou seguir em frente’”, completa. O clímax da música vem nos momentos finais, onde Edgar declama a força e a morte do amor. Como em uma montanha russa, a oscilação traz a sensação de frio na barriga.

Quando Edgar Marinho sonhou com uma música, ecoada em sua própria voz em uma cafeteria, acordou com a vontade imediata de transformar aquilo em realidade. Logo, gravou no celular notas de voz ao mesmo tempo que escrevia a letra, e passou a missão dos arranjos ao seu irmão, Fernando Marinho. A partir daquele embrião, nascia ‘used to love you’, o mais recente single do trio paulistano Power Supply e a música “mais emo do grupo até aqui”, segundo Ed. A canção é sobre o fim de um relacionamento. Mas não só isso. A música versa sobre o desejo de não querer mais amar aquela pessoa que antes era a outra parte da relação que agora não existe mais. Simples de explicar? Nem tanto. A música, que vai do emo ao shoegaze, traz força e fraqueza; morte e esperança. O minuto final da faixa nos traz oscilações dignas de uma montanha russa.

Todo o projeto gráfico foi feito por Wesley Moura, que desenhou a capa e fez desenhos adicionais que retratam os irmãos Edgar e Fernando Marinho e o baterista Thales Duarte. Na ilustração, Edgar retira o próprio coração, um símbolo que vai ao encontro da narrativa da canção: um sentimento que foi extirpado para nunca mais voltar. “Para a capa pensamos em uma imagem ao mesmo tempo moderna, e que ao mesmo tempo lembrasse um pouco da estética de mangá”, conta Edgar. Uma das referências para a capa veio do álbum Hold Your Breath for a Rising Tide, do grupo indie Down And Above.

A banda apresentará a canção ao vivo em show marcado para agosto, em São Paulo. O trio subirá ao palco do Espaço Som, em Pinheiros, para tocar canções do EP verge. e outros singles lançados posteriormente. Clique aqui e confira informações sobre ingressos. A música é o penúltimo lançamento oficial a antecipar o disco de estreia do trio formado por Edgar Marinho (voz), Fernando Marinho (guitarra) e Thales Duarte (bateria). O grupo planeja divulgar em breve um performance video para a canção, que já está disponível nos mais variados serviços de streaming. Em agosto, o trio se apresenta no Espaço Som, em São Paulo. Clique aqui e saiba mais detalhes.

Sobre o Power Supply

O Power Supply é um trio paulistano que passeia por diversas vertentes do rock, desde o mais cru do rock alternativo até sons nascidos por suas fortes influências no pop punk, SKA, hardcore e Emo. A banda começou como um duo, formado pelos irmãos Edgar e Fernando Marinho e, a partir de 2021, virou oficialmente um trio com a entrada de Thales Duarte na bateria.

Siga nas redes sociais

Instagram
Facebook
Twitter
Twitch


Pablo Vermell transita pelos anos 1990’s para abordar angústia e intensidade em novo single

Com tempo, algumas relações simplesmente perdem o fôlego do inicio. Isso faz parte. O problema está na angústia que fica, fruto do anseio de que a chama voltaria. Esse é o tema do novo single de Pablo Vermell, “Levi”. Para trazer essa perspectiva, Pablo chamou a2ele para colaborar em algumas partes da canção. A cantora é um expoente no cenário indie e alternativo francês e se inspira em nomes como Mylène Farmer e Kate Bush, para ambientar a melancolia. Assista o visualizador de “Levi” no Youtube.

“Levi” integra o EP Dissolver, próximo trabalho de Pablo Vermell, que deve ser lançado no fim do mês de agosto.  O trabalho, que tem produção de Daniel Cataldi, é um lançamento do selo Musikorama e da gravadora New Music. Segundo Pablo, Levi é uma faixa agridoce. “Por um lado, é uma canção que toca na ferida de quem já sofreu com o fim de um relacionamento. Mas pelo outro, traz a sensação de que é possível superar as dores”, frisou. Vale lembrar que esta é a quarta vez que o músico emerge na cena musical estrangeira, tendo em vista que já trabalhou com os argentinos MOGUE e Mily Taormina.

Adèle Gaucher — ou apenas a2ele — é uma cantora expoente do meio alternativo francês. Ela ama Mylène Farmer e Kate Bush. Recentemente lançou o single Première Pierre. No Brasil, Pablo Vermell já teve canções divulgadas com Lucas Gonçalves (Maglore), Sara Não Tem Nome e YMA. O EP Dissolver, inclusive, é o sucessor do EP Fugaz, que tem participação de YMA, na faixa Turquesa. Agora, Pablo Vermell se prepara para uma série de shows no Rio de Janeiro. O primeiro acontece no dia 12 de agosto, na Áudio Rebel. Na oportunidade, o artista participa do Bacafest ao lado da banda Pic-Nic. Os ingressos estão disponíveis no Sympla.

Instagram


Marcela Brandão entra em cena com novo single: “Eu Vim de Lá”

A cantora e compositora paulistana Marcela Brandão lança o single “Eu Vim de Lá”, que chegou às plataformas de música no dia 1º de julho de 2022, pelo Selim de Música. A faixa é uma parceria de Marcela com o guitarrista Kinho Russo, que também assina o arranjo e divide a produção musical com o pianista Bruno Piazza. Marcela Brandão conta que a letra de “Eu Vim de Lá” brotou em um momento de inspiração provocado pela audição do disco Onde?, de Fran e Chico Chico. “O disco provocou em mim uma inquietação criativa, mais especificamente a faixa “Arvore” (Edson Gomes), que me levou de volta ao ambiente rural, onde já morei e, inevitavelmente, é tema recorrente em minhas músicas”. Na letra, ela exalta a sensação de viver e sentir na pele as energias da terra e das ondas do mar, em um jogo metafórico sobre o prazer e a dor de viver.

A melodia segue no mesmo pulso com arranjo pop imagético. Marcela segue conjugando brasilidade no pop, no eletrônico e no regional. “Eu Vim de lá” é um canção suingada, na qual elementos eletrônicos, guitarra e sons ancestrais – de instrumentos como berimbau, atabaque, congas e agogô – compõem um ritmo que reporta à brasilidade diversa. A música será disponibilizada também em ‘versão’ áudio espacial (sistema Dolby Atmos, da Apple Music), que promove uma experiência imersiva com nitidez multidimensional, pela distribuição do som em 360º. O áudio espacial potencializa a percepção/audição de cada instrumento com perfeição, quando os sons parecem vir do espaço ao redor.

A letra de “Eu Vim de Lá” – Eu vim do seio da Terra | A Terra que me fez | Terra que me refaz | Que reforma dentro e fora | Onde eu me desculpei | Vim das águas quentes do Brasil | Onde o pulso tá na pele | Que repele a casca da ferida | Pra regenerar a cor | E o vento, o vento, o vento | Balança entre ressaca e bonança | Roda o tempo em seu balé | Todos temos nossas marés | Mas hay que endurecer | Mas hay que endurecer | Mas hay que endurecer | Mas hay que endurecer | E aterrar…

FICHA TÉCNICA – Música: “Eu vim de lá”. Composição: Marcela Brandão (letra) e Kinho Russo (melodia). Voz: Marcela Brandão. Arranjo: Kinho Russo. Produção musical: Kinho Russo e Bruno Piazza. Coprodução musical: Thiago Baggio. Músicos: Danilo Moura (talking drum, conga, atabaque, agogô, xequerê, shake, tamborim, berimbau, queixada e sementes), Bruno Piazaza (Rhodes e teclados) e Kinho Russo (violões e guitarra). Edição, afinação e mixagem stereo: Thiago Baggio. Masterização stereo: Carlos Freitas. Mixagem atmos: Zeca Leme. Masterização atmos: Carlos Freitas. Estúdios: Everest Studio (gravação – Thiago Baggio) e BTG Studio (mixagem atmos – Zeca Leme). Capa/arte: Jeff Penna. Fotos/divulgação: Guilherme Assano. Assessoria de imprensa: Eliane Verbena. Distribuição: Selim.

Lançamento/single: “Eu Vim de Lá”

Intérprete: Marcela Brandão

Selo/distribuição: Selim de Música 

Pre-save

Ouça Marcela Brandão

Facebook | Instagram | Youtube

Deixar comentário

Seu email NÃO será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.