Por Mairon Machado

O Minha Coleção de hoje traz os LPs, CDs, DVDs e outros itens do Black Sabbath, pertencentes ao colaborador Mairon Machado. Confira, compartilhe e aproveite para inscrever-se em nosso canal.

4 comentários

  1. Marcello

    Vendo esse vídeo eu matei a saudade dos meus vinis do Sabbath! Eu tinha todos os LPs até o Headless Cross – Dehumanizer já comprei em CD. As exceções eram o Live at Last, que só fui ter em CD e, evidentemente, a coletânea russa, que eu nem sabia que existia – e o meu Vol. 4 era uma reedição brasileira para lá de chocha, com capa simples. Mas tinha o We Sold Our Souls to Rock’n’Roll!
    O Cross Purposes nessa edição VHS+CD eu só conhecia de nome, nunca tinha visto… A inveja quase matou…

    Responder
    • Mairon

      Hahahah. Valeu Marcello. Cara, fiquei curioso com esse Vol. 4 capa simples, não conheço. O We Sold Our Souls eu nunca tive a oportunidade de encontrar por um preço justo, e como tinha os demais, não me incomodava não o ter (e ainda não incomoda, hehehe). Eu tive uma coletênea em vinil que paguei 1 real, chamada Kings of Hell. Era bem boazinha até, mas acabei passando adiante pelo mesmo motivo de já ter as músicas. Fiquei com essa russa por conta da raridade mesmo. E cara, o Cross Purposes Live eu comprei no discogs há algum tempo. A comemoração quando chegou foi algo hehehe

      Abração e obrigado

      Responder
      • Marcello

        O We Sold Our Souls… foi meu segundo disco do Sabbath, depois do Live Evil. Na época (1985-86) estava em catálogo e era fácil de encontrar, e era uma ótima opção para quem não tinha acesso aos demais. Lembro que o mantive comigo porque tinha “Wicked World”, do primeiro LP, que não estava na versão nacional desse disco. Já o Vol. 4 que eu falei reproduzia a capa e a contracapa do original, sem nem mesmo uma lista com os nomes das músicas! Ou seja, seria só mesmo para aqueles fanáticos que têm que ter todas as versões de um mesmo disco da banda. O selo era aquele da RGE, meio alaranjado, com o sol. Esqueci de comentar: o Master of Reality que possuía era igual, com as letras coloridas – tanto que, quando comprei o CD, fiquei espantado ao ver que o original as letras eram roxas. Lembro bem dessa coletânea Kings of Hell, com o crânio e as chamas na capa; essa eu via nas lojas, mas, como tinha os outros discos, nunca comprei o LP.

      • Mairon

        Bah, mais aí é fanatismo demais né? Um dia eu vou ter a versão do Vol. 4 com o livreto, mas sei que é só sonho mesmo.

Deixar comentário para Mairon Cancelar resposta

Seu email NÃO será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.