Angra anuncia show da turnê comemorativa do álbum Rebirth em Curitiba

O álbum Rebirth foi lançado em 2001 e marcou um recomeço na história do Angra, que apresentava uma nova formação aos fãs na entrada do novo milênio. O trabalho conceitual era um reflexo das mudanças recentes e trazia uma aura motivadora e otimista. O resultado foi um imenso sucesso juntos aos fãs e uma turnê que ultrapassou a marca de uma centena de shows. Para celebrar as duas décadas do disco, o grupo realiza a Rebirth 20th Anniversary, que tem uma parada em Curitiba no dia 26 de junho (domingo), na Opera de Arame, um dos melhores e mais bonitos espaços para shows na cidade.

Sobre a turnê comemorativa do álbum que marcou um dos renascimentos do Angra, o guitarrista e membro fundador Rafael Bittencourt comenta: “Estou muito feliz em realizar a turnê do Rebirth juntamente com o Fabio Lione, Felipe Andreoli, Marcelo Barbosa e Bruno Valverde. Será muito emblemático retornar e reviver uma época em que a banda estava renascendo, e nesse momento o mundo inteiro está renascendo. Nós estamos no meio de uma pandemia, não se sabe ainda quanto tempo as coisas irão demorar para retornar como eram, e muito possivelmente nunca seremos os mesmos. Mas, para mim, também será um resgate de um trabalho que representou muito em minha vida, que revelou o que eu estava sentindo na época”. O músico fala também sobre a expectativa de retornar aos palcos após quase três anos: “Fora a saudade dos palcos, a saudade de ver o público. Estou muito ansioso para o começo dessa Nova Era!”, conclui.

A apresentação de abertura ficará por conta da experiente banda gaúcha Rage in My Eyes, que iniciou as atividades em 2002 com o nome Scelerata, e lançou mundialmente quatro álbuns, incluindo o aclamado The Sniper, parcialmente gravado na Alemanha no estúdio da lendária banda Blind Guardian, produzido por Charlie Bauerfeind (Blind Guardian, Helloween, Angra) e que contou com as participações de Paul Di’Anno (ex-Iron Maiden) e Andi Deris (Helloween). Foram a banda oficial brasileira de apoio do ícone Paul Di’Anno de 2009 a 2014, realizando mais de 50 shows com o vocalista. Dividiram palco com lendas do Heavy Metal como Deep Purple, Gamma Ray, Kamelot e Edguy, entre outras.

Com a troca do nome em 2018, o conjunto lançou o álbum Iron Cell, e em 2020 veio o mais recente lançamento, o EP Spiral, com cinco faixas inéditas, composto e gravado durante a pandemia. Por ser do sul, entregam um tipo de Metal nunca ouvido antes, misturando Heavy e Prog Metal com elementos da Milonga – gênero musical do Sul do Brasil, Uruguai e Argentina – e uso do acordeon. O guitarrista e principal compositor, Magnus Wichmann, é neto do legendário músico gaúcho Teixeirinha.

Serviço
Angra em Curitiba
Data: 26 de junho de 2022 (domingo)
Local: Opera de Arame
Endereço: Rua João Gava, 920 – Abranches
Horário: 18h (portões), 20h (banda de abertura), 21h10 (Angra)
Classificação etária: 16 anos (menores de 16 acompanhado com responsável legal)

Ingressos

PLATÉIA

1º lote: Inteira R$ 140

Solidário R$ 75*

Meia R$ 70**

2º lote: Inteira R$ 160

Solidário R$ 85*

Meia R$ 80**

3º lote: Inteira R$ 180

Solidário R$ 95*

Meia R$ 90**

CAMAROTE

1º lote: Inteira R$ 160

Solidário R$ 105*

Meia R$ 80**

2º lote: Inteira R$ 220

Solidário R$ 115*

Meia R$ 110**

PREMIUM – primeiras filas em frente ao palco

Lote único: Inteira R$ 420

Solidário R$ 220*

Meia R$ 210**

* Solidário — limitados e válidos somente com a entrega de 1kg de alimento não perecível na entrada do show.

** Meia-entrada — para estudantes são válidas somente as seguintes carteiras de identificação estudantil: ANPG, UNE, UBE’s, DCE’s e demais especificadas na LEI FEDERAL Nº 12.933. Não será aceita NENHUMA outra forma de identificação que não as oficializadas na lei.

***Todos os setores são por ordem de chegada

Pontos de venda

Online (com taxa de conveniência – em até 12x no cartão)

PONTO DE VENDA SEM TAXA:

SPAÇO CARMELA (Dinheiro, Débito e Crédito à vista)

Rua Dr. Claudino dos Santos, 72 – São Francisco – Curitiba/PR

Todos os dias à partir das 11h

PONTO DE VENDA COM TAXA:

HAND MADE (Dinheiro, Débito e Crédito à vista)

Rua Desembargador Westphalen, 1186 – Rebouças – Curitiba/PR

Seg. à Sex. das 10h às 19h, sábados das 10h às 13h

LETS ROCK (Dinheiro, Débito e Crédito à vista)

(Galeria Pinheiro) Praça Tiradentes, 106. Lojas 03 e 04 – Centro – Curitiba/PR

Seg. à Sex. das 9h às 19h, sábados das 9h às 14h30

TÚNEL DO ROCK (Débito e Crédito à vista)

Rua Xv De Novembro, 74 – Centro – Curitiba/PR

Seg. à Sex. das 9h às 19h, sábados das 9h às 17h

DR. ROCK – CENTRO (Dinheiro, Débito e Crédito à vista)

Shopping Metropolitan – Loja 04. Praça Rui Barbosa, 765 – Centro – Curitiba/PR

Seg. à Sex. das 9h às 20h, sábados das 9h às 17h

* A organização do evento não se responsabiliza por ingressos comprados fora dos pontos de venda anunciados

** Será proibida a entrada de câmeras fotográficas/filmadoras profissionais e semiprofissionais.

Histórico

O Angra surgiu no começo dos anos 1990 com uma proposta de mesclar influências da música brasileira com o peso, velocidade e melodia do Heavy Metal. O primeiro álbum, Angels Cry (1993) foi aclamado internacionalmente, incluindo o mercado japonês, consumidor ávido do Metal Melódico. O trabalho seguinte, Holy Land, se aprofundou ainda mais nas referências culturais do país, e sacramentou o grupo como um dos mais importantes do cenário mundial. Após diversas turnês pela Europa, a banda trabalhou no lançamento do terceiro disco, Fireworks, que novamente mudava as diretrizes sonoras, porém sem descaracterizar a identidade musical do quinteto.

Após a turnê foi anunciada a saída de três membros do grupo, o que deixou o Angra com uma complicada tarefa: encontrar novos músicos e mostrar que ainda era uma potência mundial, missão esta que o Angra tirou de letra. Reformulada, a banda lançou Rebirth (2001), um álbum coeso e alinhado com o melhor que o Metal oferecia na época. A turnê foi um sucesso, com mais de 100 datas em diversos países, e ainda rendeu um novo lançamento: o EP Hunters and Prey. O Angra segue em atividade até hoje, sempre celebrando seu legado e lançando trabalhos de inquestionável qualidade. Assim como haviam feito com os discos Angels Cry e Holy Land, agora é a vez da Rebirth 20th Anniversary, que revisita com honestidade um dos grandes momentos da carreira do Angra. Os shows prometem momentos de pura nostalgia ao resgatar músicas que marcaram época.

Resumo

O que: Angra

Quando: Domingo, 26 de junho – 21h

Onde: Opera de Arame – João Gava, 920

Quanto: de R$70 à R$420


Sabaton lança novo single “The Unkillable Soldier”

Sabaton lança seu mais novo single “The Unkillable Soldier” e conta desta vez a história de uma das figuras mais notáveis da Primeira Guerra Mundial. Trata-se de Adrian Carton De Wart que provou ser o soldado mais difícil de matar da história. O oficial britânico nascido belga sobreviveu quedas de aviões, perdeu um olho, uma mão e sobreviveu diversos ferimentos: Ele dedicou sua vida ao serviço militar. Quando havia uma guerra, Adrian Carton De War estava lá. Ao falecer pacificamente aos 83 anos em 1963, Adrian comentou: “Francamente, eu curtia a guerra.”.

O baixista Pär Sundström comentou a música: “A história de Sir Adrian Carton De Wart representa o Sabaton de muitas maneiras, mas especialmente por que ele nunca desistiu mesmo com tanta coisa que jogaram nele. Nós realmente ficamos muito cativados por este personagem cativante que “Francamente curtiu a guerra…”.” Assista ao clipe para “The Unkillable Soldier” aqui. “The Unkillable Soldier” é o terceiro single do álbum The War To End All Wars, lançado no Brasil pela parceira Shinigami Records/Nuclear Blast Records no dia 4 de Março. Os singles lançados anteriormente foram “Christmas Truce” e “Soldier of Heaven”

SABATON é uma banda que há duas décadas vem conquistando uma legião de fãs pelo Mundo ao cravar a reputação de ser a banda que mais trabalha no negócio, como um relatório compartilhado pelo jornal inglês Guardian: “Além dos veteranos do Iron Maiden, Sabaton é a maior banda de heavy metal da Europa.” Desde o lançamento do primeiro álbum em 2005, Sabaton combina performances incríveis de palco com design e produção com álbuns conceituais épicos, conectando eventos de guerra reais com clássico do heavy metal. Sabaton já lançou nove álbuns de estúdio, conquistou diversos prêmios como seis discos de OURO, um de PLATINA e de uma vez quatro álbuns de PLATINA. A banda também alcançou incríveis top 10 em todos os países da Europa e também seis vezes o Top 5. A banda também conquistou nomeações importantes como oito vezes o Metal Hammer Golden Gods e também levando pra casa prêmios como “Breakthrough Artist” em 2011 e “Best Live Band” em três anos diferentes como também nomeações para Grammis (equivalente ao GRAMMY americano) como melhor banda de heavy metal. Sabaton também conquistou a incrível marca de dois bilhões de audições em todas as plataformas com mais de 1.5 bilhão de visualizações no YouTube. Em sua história de 20 anos, Sabaton é o principal artista dos maiores festivais do Mundo e também shows completamente esgotados ao redor do Mundo.

Formação: Joakim Brodén – vocal; Pär Sundström – baixo; Chris Rörland – guitarra ; Tommy Johansson – guitarra; Hannes Van Dahl – bateria

Mais informações:
Site oficial
Facebook
Instagram
Nuclear Blast
Twitter
Youtube


Jack White lança “Hi-De-Ho”, parceria com Q-Tip (A Tribe Called Quest)

Prestes a realizar seus primeiros shows em quatro anos e embarcar em uma longa turnê com quase 60 datas pela América do Norte e Europa, intitulada Supply Chain Issues Tour, Jack White revela uma faixa de cada um dos seus dois discos anunciados para 2022. O single duplo é capitaneado pela potente “Hi-De-Ho”, uma canção que une rock e hip hop com participação do aclamado artista e produtor Q-Tip, do A Tribe Called Quest, junto da intimista “Queen of the Bees”. Enquanto a primeira faixa estará em Fear Of The Dawn, a última estará presente no disco Entering Heaven Alive. Este é um lançamento da Third Man Records. Ouça “Hi-De-Ho (feat. Q-Tip)/Queen of the Bees“. Assista ao visualizer de “Hi-De-Ho (feat. Q-Tip)”.

Um dos artistas mais inquietos dos últimos 25 anos e vencedor de 12 Grammys, Jack White se tornou sinônimo de um novo modelo de rockstar para o século XXI com seu projeto solo, com o The White Stripes, The Dead Weather e The Raconteurs. Guitarrista com sonoridade icônica, White une os tons do rock de garagem com o espírito do começo do blues. Suas melodias são entoadas em coro tanto nos principais festivais de música quanto em estádios esportivos como cantos de torcidas. Garanta Fear of the Dawn na pré-venda. Garanta Entering Heaven Alive na pré-venda. Agora ele explora diversos tons de seu estilo próprio com dois novos trabalhos. Fear Of The Dawn, que vai ser lançado no dia 08 de abril, traz um clima mais pesado e elétrico, enquanto Entering Heaven Alive, previsto para o dia 22 de julho, trará uma atmosfera mais acústica. Assista ao clipe de “Taking Me Back”. Confira “Taking Me Back” ao vivo. Assista ao clipe de “Love is Selfish”. Assista ao clipe de “Fear Of The Dawn”.

Fundada por White em 2001 e baseada em Detroit, a Third Man Records se consolidou como um sinônimo de inovação e bom gosto ao buscar alternativas para experiências exclusivas e analógicas em um meio digital. Os novos lançamentos de Jack White podem ser garantidos em múltiplos formatos físicos e digitais pelo selo.

FEAR OF THE DAWN (Third Man Records)

Lançamento: 08/04/2022

Tracklist:

1. TAKING ME BACK

2. FEAR OF THE DAWN

3. THE WHITE RAVEN

4. HI-DE-HO (W/ Q-TIP)

5. EOSOPHOBIA

6. INTO THE TWILIGHT

7. DUSK

8. WHAT’S THE TRICK?

9. THAT WAS THEN (THIS IS NOW)

10. EOSOPHOBIA (REPRISE)

11. MORNING, NOON AND NIGHT

12. SHEDDING MY VELVET

ENTERING HEAVEN ALIVE (Third Man Records)

Lançamento: 22/07/2022

Tracklist:

1. A TIP FROM YOU TO ME

2. ALL ALONG THE WAY

3. HELP ME ALONG

4. LOVE IS SELFISH

5. I’VE GOT YOU SURROUNDED (WITH MY LOVE)

6. QUEEN OF THE BEES

7. A TREE ON FIRE FROM WITHIN

8. IF I DIE TOMORROW

9. PLEASE GOD, DON’T TELL ANYONE

10. A MADMAN FROM MANHATTAN

11. TAKING ME BACK (GENTLY)


Irlandeses do Movment lançam nova faixa de rock alternativo pós-punk “Everything Will Be Clear”

“Everything Will Be Clear” é o último single do álbum Transformation do duo Movment . O Single está disponível no Bandcamp e em todo streaming. A faixa “EVERYTHING WILL BE CLEAR” foi gravada no End of Light Studios, Mullingar, Irlanda e mixada em Miloco, Londres e masterizada por Jerome Schmitt no The Airlab. Movment é uma banda de indie rock alternativo pós-punk. Os movimentos são mais escuros que claros, mais fortes que fracos, mais diretos. O movimento faz observações sobre a vida e o viver. Eles querem dizer o que dizem. Há uma divergência na sociedade. O novo álbum Transformation, com lançamento em dezembro de 2021, explora essa situação. Somos bombardeados com informações, opiniões, pontos de vista e palavras. Afogamo-nos em ideias, em soluções, em propaganda.

É preciso haver uma TRANSFORMAÇÃO de onde estamos agora. Explora o que somos. O movimento já passou por isso antes. Eles examinam Que Caminho Deve Ser. A hora deles é AGORA! Não há nada que não possamos fazer! Compre o novo álbum do MOVMENT TRANSFORMATION. Assista ao vídeo de “Everything Will Be Clear“. Ouça “Everything Will Be Clear” no Soundcloud.


AVENTHUR: divulgada arte do seu primeiro álbum

A AVENTHUR revelou a arte do seu álbum de estreia, Fractured Memories, que carrega a assinatura do designer de renome internacional, Carlos Fides. O vindouro trabalho conterá 10 faixas com forte influências de Angra, Symphony X e Dream Theater (em especial o terceiro disco, Awake).

Confira o tracklist:

1- The Alchemist;
2- Vows Of Lies;
3- Black River;
4- Awaken;
5- I Lay Down My Arms;
6- Through The Mirror;
7- Clockwork;
8- Angel Of Sadness;
9- Endless Trial;
10- Fractured Memories.

As gravações do disco terão início em junho de 2022 diretamente do estúdio, Fusão, sob os cuidados do produtor, Thiago Bianchi.

Instagram


Nothing in Between reflete sobre a condição humana no álbum de estreia

Formada em 2015 por experientes músicos de bandas como Children Of Gaia, Deeper Than That, Hardly a Heartbeat, One Minute Less e Metade de Mim, a Nothing in Between ficou quatro anos em estúdio para gravar o disco de estreia homônimo, que chega ao streaming nesta segunda-feira (28). São 10 faixas que mesclam post-hardcore, hardcore e linhas melódicas de bandas da cena da Flórida dos anos 90. Ouça o álbum Nothing in Between aqui. Nothing in Between, seja a banda ou o álbum, tem como principal proposta a expressão de sentimentos e melodias. A sonoridade, autêntica, escancara os caminhos e possibilidades por meio da técnica e feeling para apresentar músicas dinâmicas e diversificadas entre o peso e passagens melódicas.

Comeback Kid, Defeater, Shai Hulud e Misery Signals são as principais influências do Nothing in Between. O guitarrista Marcel Gallo, ex-Children of Gaia e Deeper Than That, comenta sobre a concepção do álbum: “A proposta é buscar nossos próprios elementos e construções musicais para sair do lugar comum, o uso de afinação padrão, guitarras com captadores passivos, além de variações no tempo da música, fazem parte de nosso repertório”. As letras fazem alusão à vivências, traumas, experiências e reflexões acerca da condição humana e as interrelações que permeiam a existência. “Servem de desabafo e expõe comportamentos e padrões evidenciados nos dramas e histórias de nossas vidas”, revela Gallo.

O disco foi gravado no Estúdio Labsound (Piracicaba-SP) por Max Matta ao longo de 2017 a 2020, mixado e produzido por Greg Thomas (ex-Misery Signals) e Chris Teti (guitarrista do The World Is a Beautiful Place & I Am No Longer Afraid to Die) no Silver Bullet Studio ( Burlington, Connecticut – EUA), masterizado por Bill Henderson no Azimuth Mastering.

Obra de arte na capa
Tanto a capa do disco como as dos dois singles lançados, Counting Fractions (com participação do vocalista Hélio Siqueira, do Institution) e Restrain The Weakness estapam obras de arte do artista J Martins. “A escolha por usar pinturas a óleo diz respeito a ligação com o passos dados no passado, a ideia de jornada e caminho, algo que foi construído no passado se conectando com o presente”, conta Marcel Gallo.

A banda: Marcel Gallo (guitarra, ex-Children of Gaia, Deeper Than That); Gabriel Bueno (guitarra, ex-Children of Gaia); Giuliano Rosa – (vocal, ex-Children of Gaia, e hoje baixista do Metade de Mim); Jean Novaes (bateria, One Minute Less, Hardly a Heartbeat); Felipe Biscaro (baixo, Hardly a Heartbeat)

Tracklist
1 · Cold Blue Light
2 · We Count The Days
3 · Dead Tree
4 · Restrain the Weakness
5 · Counting Fractions (com participação de Hélio Siqueira, do Institution)
6 · There was no hope out there
7 · A Place To Bury Our Dreams
8 · In My Own Hell (My Light)
9 · One Thousand Years
10 · Wasted Lives

Nothing In Between nas redes sociais
Instagram

Facebook


Fud’s Gang Faz Show de Lançamento de Single em São Paulo

Longe dos palcos desde o começo da pandemia, Fud’s Gang planeja retornar aos shows no dia 26 de março no Espaço Som em São Paulo. O show além de marcar a volta da banda, será também para o lançamento do novo single: “A Cegueira Demente”. Além da Fud’s Gang no dia tocarão também Sub-Rock de Osasco – SP e Abrahones e os Incuráveis de Niterói – RJ. Os ingressos no 1o lote já estão a venda por R$20,00 no site do Sympla. Lembrando que só será permitida a entrada de pessoas com a vacinação contra covid em dia e com máscara.

Sobre a Fud’s Gang

A Fud’s Gang começou despretensiosamente em 2017 quando seu vocalista Celso Leony estava revisitando e fazendo novas composições e percebeu que elas tinham alguma conexão. Com isto, o processo natural era a gravação e a Gang começou a ser formada. Os “Fudsgangters” foram entrando: Vini Blues Boy (Guitarra), Thiagueira Bassman (baixo) e Barbatera Pauloko (bateria). A banda então, terminou a gravação no Estúdio Jardim Elétrico (Jundiaí) com a mixagem a Masterização feita no Estúdio Doppler do Thiagueira. O EP Proud to be Fud’s foi lançando e a partir daí a banda saiu em turnê em qualquer lugar onde haja cerveja. Em 2021 a banda lançou “Lindo Saboroso Doce”, que é a 1a música do novo EP que está pintando por aí.
Contatos e redes sociais
Facebook
Instagram
Youtube


Sororidade, drogas e rock n’roll: assista novo clipe de Ayleen

A cantora Ayleen (SC) lança o novo single e clipe, Hey Polly, segunda canção autoral de sua carreira. Na música a cantora aborda questões como o vício em álcool e drogas, e também sobre solidão e sororidade. Nessa canção, foi feito um resgate do pop rock, ritmo que esteve presente na adolescência da cantora. O single já se encontra disponível nas principais plataformas de streaming, enquanto o clipe está disponível no YouTube. Assista o videoclipe de “Hey Polly”. “’Hey Polly’ é um passo importante em minha carreira, pois me ajuda a mostrar para o público quem eu sou enquanto artista, quais são minhas referências, meus valores e quais pautas eu acredito e apoio. Pessoalmente, é uma enorme realização poder me envolver com uma equipe tão talentosa e diversa e apoiar a cena cultural no meu estado”, explica a cantora catarinense que mora na França.

Ainda que trate de uma temática pesada, a leveza da letra se mantém, e Ayleen busca passar uma mensagem “otimista e com a intenção de dizer: vai ficar tudo bem”. O clipe, por sua vez, traz uma atmosfera soturna, com elementos escuros, intensos e sem foco no otimismo. O cenário escolhido para a gravação foi o bar e espaço cultural Galeria Lama, no Centro de Florianópolis. Apesar dessa diferença entre música e clipe, um ponto em comum une as produções: toda a equipe envolvida é majoritariamente feminina. Nas palavras da artista, que constantemente apoia e enaltece projetos femininos, esse seria “mais um passinho rumo à democratização no mercado fonográfico”. Ouça “Hey Polly”.

Ayleen é o nome artístico da cantora e compositora de Santa Catarina. Nascida em Criciúma e radicada em Paris (FR), a jornalista por formação interrompeu suas atividades na área de comunicação para se dedicar exclusivamente à música. Em 2017, iniciou os estudos no curso de licenciatura em música na Universidade Estadual de Santa Catarina (UESC) e passou também a atuar como professora de canto. Participou de corais e companhias de teatro musical com os quais se apresentou nos principais teatros de Santa Catarina. Também atuou como vocalista do 4 Seasons Jazz Trio, conhecido na noite da Grande Florianópolis. Com o trio, começou a mapear suas referências musicais e consolidou um repertório prioritariamente feminino, inspirado em cantoras e compositoras. Antes de “Hey Polly”, seu trabalho mais recente foi o “Medley Dua Lipa: Levitating, Don’t Start Now e Pretty Please”, segunda música da série “Pop ‘n’ Jazz”, uma sequência de lançamentos onde Ayleen apresenta suas referências musicais femininas, que transitam entre os gêneros Pop, MPB e Jazz.

Além da composição feita por Ayleen, contribuíram com o single: Fábio Sung (produção musical), Olga Laforet (guitarra), Misael Pacheco (mixagem e masterização), Dalsasso Produtora e Gabriela Dequech (produção executiva), Manuela d’Eça (foto de capa), e Gabriela Dequech (design de capa). A equipe do videoclipe envolveu Rafael Moreira (direção, cenografia e iluminação), Marcelle Fernandes (roteiro), Amanda Bittencourt (direção de arte), Victor Casagrande (assistência de direção, câmera, foco), Jamil Vigano (preparador de elenco), Emanueli Dalsasso e Gabriela Dequech (produção executiva), Heloisa Domingos (catering e assistência de Produção) e Manuela d’Eça (fotografia do making of).

Acompanhe Ayleen

Instagram

Youtube

TikTok

Facebook


O Pop dançante e instigado da banda piauiense Bia e os Becks em performance ao vivo!

A banda Bia e os Becks surgiu em 2012, em Teresina, e desde então canta o amor e a liberdade com músicas marcantes e shows de tirar o fôlego por todo o Piauí.Formada por membros ativos da cena musical e cultural piauiense. O grupo logo se tornou referência na música pop do estado. A discografia da banda conta com vários singles, os EPs Conto Amor (2013) e Todo Lascado (2016), os álbuns Margarethe (2018) e seu mais recente lançamento, o álbum Universo Quenga (2021), com oito músicas que aliam alto teor político e afetivo com ritmos contagiantes e que nos fazem querer colocar o bloco na rua. Para o Marthe Sessions, a banda contou com a participação de Aderson Ferreira na bateria e percussão e apresentou duas versões ao vivo de “Panela de Pressão” e “Vai Cair”, canções que estão no álbum mais recente, e uma versão da linda “Quero Dançar Com Você”, do também piauiense projeto ONUN.

“A gente escolheu essas músicas com base no disco novo da Bia e os Becks. Escolhemos “Quero dançar com você”, do projeto Onum, para ser interpretada com a intenção de levar mais longe novos artistas dessa geração pulsante em Teresina. E todas elas tem uma vibe dançante que mostra bem a cara dessa nova fase da banda com o álbum Universo Quenga”, explica Lucas Coimbra, baixista da banda. Sobre o Marthe Sessions, a vocalista Bia Magalhães diz: “Eu achei incrível participar dessa comunhão, fazendo o nosso som e dividindo o espaço com novos e grandes músicos da nossa cidade, fazendo parte dela. Fiquei feliz demais e um registro importante do nosso tempo”. “É muito bonito ver todas essas bandas juntas num vídeo, parece até que conta uma história. E conta”, complementa o guitarrista Bráulio Miranda.

“Quando Bia e os Becks cantam nosso som, deixam nítidas sua atenção e generosidade com os conterrâneos de canção. Não repete simplesmente, retexturizam, atualizam, levam adiante a festa de nossa música”, comenta Joniel Veras, vocalista do projeto ONUN. A Marthe Sessions é um projeto online do Marthe Festival, evento produzido pelo Hominis Canidae em Teresina. O evento físico teve 3 edições entre 2017 e 2019, com mais de 50 apresentações em vários espaços da capital piauiense. O vídeo foi lançado no final de janeiro no canal do Hominis Canidae no Youtube e já conta com mais de mil e cem visualizações orgânicas (Veja aqui). OUÇA O EP DA BIA E OS BECKS NO MARTHE SESSIONS NO SEU STREAM PREFERIDO

Formação da Bia o os Becks na gravação: Beatriz Magalhães (Vocal); Lucas Coimbra (Baixo e vocal); Jardel Castro (Bateria, Guitarra e Vocal); Braulio Miranda (Guitarra e vocal); Aderson Ferreira (Bateria e Percussões)

Acompanhe a Bia e os Becks. O EP da Bia e Becks, sucede o da Monte Imerso e é o segundo da série de EPs que chegarão nas plataformas de música, em lançamentos do selo Hominis Canidae REC em parceria com as bandas. O Marthe Sessions é um projeto aprovado na Lei Aldir Blanc pela prefeitura de Teresina, através da Fundação Monsenhor Chaves. O Marthe Festival é um evento filiado a Associação Brasileira de Festivais Independentes (ABRAFIN).


Jukebox From Hell: discografia da banda agora é oficialmente distribuída pela Die Hard

Desde o lançamento de seu terceiro álbum de estúdio no ano passado, o ótimo A Saga do Terceiro Irmão, a Jukebox From Hell vem vivendo um ótimo momento, consolidando o seu nome entre os principais do cenário nacional. Uma prova disso é que agora toda a sua discografia já se encontra sendo distribuída oficialmente pela principal loja voltada ao Rock e ao Heavy Metal no Brasil, a Die Hard, conforme anunciado pela própria loja em suas redes sociais. Destemperado (2017), Eu, Deus e o Rock and Roll (2019) e A Saga do Terceiro Irmão (2021) já se encontram disponíveis também no site da gravadora e os interessados em adquiri-los, podem acessá-lo.

Considerado um dos melhores álbuns de 2021, A Saga do Terceiro Irmão, o mais recente trabalho da Jukebox From Hell, já se encontra disponível nas principais plataformas musicais de streaming, podendo ser ouvido no Spotify a partir do link.

Para saber de todas as novidades da Jukebox From Hell, acompanhe a banda em suas redes sociais.

Jukebox From Hell: Pê Ribeiro – Baixo e Voz; Rodrigo Beckman – Guitarra e Voz; Oscar Jaime – Bateria; Lucas Cezilio – Guitarra; João Chacon – Voz

Mais informações:

Facebook

YouTube

Instagram

Deixar comentário

Seu email NÃO será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.