Sabaton inicia pré-venda do novo álbum The War To End All Wars

Arrematando primeiras posições em 11 países com seu último álbum, nomeações para Grammys e shows esgotados ao redor do Mundo: SABATON de forma indisputada escreveu seu próprio conto de fadas durante estes últimos anos atingindo o topo do metal mundial e além. Hoje os heróis do metal sueco viraram mais uma página no livro para adicionar mais uma história de sucesso. Hoje se inicia a pré-venda do mais ambicioso e monumental álbum do SABATON The War To End All Wars. Esta décima obra de arte do quinteto oriundo de Falun, Suécia será lançada no dia 4 de Março pela Nuclear Blast Records e também virá com uma extensa lista de versões físicas que são parcialmente limitadas. Mais uma vez SABATON mergulhará profundamente em atrocidades, milagres e acontecimentos da Primeira Guerra Mundial e levará o ouvinte para uma viagem emocional e excitante em 11 faixas. Faça a pré-venda para The War To End All Wars agora.

Track list para o álbum é a seguinte:
1. Sarajevo
2. Stormtroopers
3. Dreadnought
4. The Unkillable Soldier
5. Soldier Of Heaven
6. Hellfighters
7. Race to the Sea
8. Lady Of The Dark
9. The Valley Of Death
10. Christmas Truce
11. Versailles

The War To End All Wars estará disponível nos seguintes formatos:
– CD Caixa Acrílica
– CD Dourado Edição Limitada [Supporter Edition – várias versões com encarte traduzido]
– History Edition [Digibook]
– Box Set [Somente por correios, 2LPs, Earbook, 5 postais metálicos em DIN A5 com estampa, 1 poster propaganda]
– Earbook [ltd. em 8000 cópias]
– Vinil Preto
– Vinil Bronze [Versão Exclusiva Correios Nuclear Blast, ltd. em 500 cópias]
– Vinil em Laranja Fluorescente [ltd. em 500 cópias]
– Vinil em Verde Folha [Exclusivo para Mercado Suécia, ltd. em 300 cópias]
– Vinil em Amarelo Fluorescente [Exclusivo Ginza, ltd. em 300 cópias]
– Vinil Fumê [Exclusivo Levykauppa, ltd. em 300 cópias]
– Vinil Cinza Soft [Exclusivo Mercado Nórdico, ltd. em 1000 cópias]
– Vinil Cor Lavanda [Exclusivo FNAC, ltd. em 300 cópias]
– Vinil Rosewood [Exclusivo Mystic, ltd. em 300 cópias]
– Vinil Verde Fluorescente [Exclusivo Inglaterra, ltd. em 300 cópias]
– Vinil Azul Pacífico [Exlusivo EUA, ltd. em 1500 cópias]
– Vinil Branco Polar [Exclusivo NB EUA, ltd. em 300 cópias]
– Vinil Gota de Orvalho [Exclusivo EMP, ltd. tem 500 cópias]
– Fita Cassette Verde [Nuclear Blast Exclusivo Europa, limitada em 100 cópias]
– Fita Cassette Cinza [Nuclear Blast Exclusivo Europa, limitada em 100 cópias]]
– Fita Cassette Vermelha [Exclusivo EMP, ltd. em 300 cópias]
– Fita Cassette Preta [Exclusivo NB EUA, ltd. em 200 cópias]
– Fita Cassette Transparente [Exclusivo EUA, ltd. em 250 cópias]
– Fita Cassette Branca [Exclusiva Mystic, ltd. em 100 cópias]

SABATON é uma banda de heavy metal formada por cinco integrantes oriundos da cidade de Falun, da Suécia. Desde a sua formação, em 1999, SABATON alcançou a meta de vendas que lhes concedeu premiações de Disco de Platina Quádruplo sem contar com as inúmeras turnês ao redor do Mundo em mais de 50 países, entre eles o Brasil. O nono álbum da banda The Great War foi lançado no dia 19 de Julho de 2019 e é um álbum conceitual rico que traz a atmosfera sinistra da Primeira Guerra Mundial – mas continua trazendo o estilo único da banda que conta histórias inesquecíveis de campos de batalha impiedosos ao redor do Mundo. Entre os grandes feitos mais recentes da banda, Sabaton assinou com o maior selo de heavy metal do Mundo, a Nuclear Blast Records, passou com a turnê “The Great Tour” nos maiores festivais Europeus do Mundo, pela América do Norte e Europa Oriental para apoiar o lançamento do álbum The Great War.

SABATON se aproveitou da pausa da pandemia de COVID para compor, gravar e escrever muitos singles e videoclipes. A banda também tocou seu primeiro show pós-pandemia no dia 9 de Julho para mais de 40,000 fãs quando encabeçaram o Festival Exit na Sérvia. Em Janeiro/Fevereiro de 2022 eles também encabeçarão uma turnê de 29 datas na Suécia, seguida por uma turnê “The Tour To End All Tours” em 4 Março, na Noruega. Como você pode imaginar, não existe fim para esta incansável máquina de guerra.

Ao mesmo tempo, a banda sueca multiplatinada de heavy metal SABATON anunciou a venda de dois shows em DVD/Blu-Ray sendo eles The Great Show e The 20th Anniversary Show. Os dois shows foram gravados durante a turnê mundial “The Great Tour” que aconteceu entre os anos 2019-2020 que também incluiu convidados especiais. O tracklist dos shows está abaixo e a pré-venda pode ser feita aqui. The 20th Anniversary Show (assista ao trailer) é um show de duas horas filmado no consagrado Festival Wacken Open Air onde a banda encerrou a noite perante 75.000 fãs. Coincidentemente, naquele fatídico 1º de Agosto de 2019, a banda também festejava seu 30º aniversário – o que tornou a noite ainda mais especial. O segundo show, intitulado The Great Show possui 90 minutos e foi gravado num show esgotado na O2 Arena em Praga em 26 de Janeiro de 2020. Com setlists variados, com músicas retiradas de sua extensa discografia, The Great Show e 20th Anniversary Show serão limitados á 9000 cópias cada e poderão ser adquiridas separadamente ou juntas na versão The Great Show Stage Collector’s Edition Box set (limitado em 5000 cópias) que incluirão uma versão de tijolos idênticos ao que o Sabaton utiliza em seus palcos para que os fãs possam montar seus próprios palcos.

Pela maior parte do show feito no Festival Wacken, SABATON comandou os dois palcos do festival, os dois palcos chamados Faster e Harder, sendo a primeira banda na história dos 30 anos do Festival a utilizar o palco desta forma. Vocalista Joakim Bróden, guitarrista Chris Rörland e Tommy Johansson, baterista Hannes Van Dahl e o coral de 20 vozes da grande guerra (devidamente utilizando vestimentas militares) estavam no palco Faster. Ao mesmo tempo no palco Harder, o baixista Pär Sundström deu boas vindas aos ex-integrantes da banda Sabaton como Thobbe Englund e Rikard Sundén/guitarras, Daniel Mÿhr/teclado e Daniel Mulback/bateria – todos os nove músicos, mais o coral, dando um intenso e apaixonante show para um público empolgadíssimo! SABATON também juntou forças com a aclamada e indicada ao GRAMMY violoncelista Tina Guo para o Bis. A data polonesa para a turnê de “The Great Show” feito na capital Praga, reuniu também os multi-platinados violoncelistas da Finlândia, o Apocalíptica, que ajudaram a dar corpo orquestral ás músicas do Sabaton.

Para dar apoio ao mais recente lançado álbum The Great War, “The Great Tour” viu a banda elevando o patamar de produção shows de forma absurda. Ambas as gravações efetivamente capturam a experiência eletrizante que é estar num show do Sabaton. As músicas cinemáticas do Sabaton transportam os fãs para o campo de batalha, encontrando os horrores da guerra com atos de heroísmo e bravura, baseado em fatos históricos e contam através de olhos e mentes de soldados que estiveram na linha de frente em batalha. Para “The Great Tour” como visto nos dois kits de DVD/Blu Ray, a produção de palco do SABATON forjou tudo como se fosse um campo de batalha real com arame farpado esticado em frente do palco, barricadas feitas de pilhas de sacos de areia, suportes de microfone enfeitados como rifles de época ou armas de trincheira, um tanque de duas toneladas completo com metralhadora e lança míssil e jatos de chamas de foguete, sem contar com o teclado – que foi montado no corpo do icônico avião do Barão Vermelho, finalizando com Brodén equipado com uma bazuca imensa! Viva o rock n’ roll em sua verdadeira forma.

Track list para The 20th Anniversary Show (Wacken)
Ghost Division
Winged Hussars
Resist and Bite
Fields of Verdun (with Thobbe Englund)
Shiroyama (with Thobbe Englund)
The Red Baron
The Price of a Mile
Bismarck
The Lion From The North
Carolus Rex
40:1
The Last Stand
The Lost Battalion
Drum Battle (Hannes Van Dahl vs. Daniel Mullback)
Far From The Flame
Panzerkampf
Night Witches
The Art of War
82nd All The Way
Great War
Attero Dominatus

BIS:
Primo Victoria
Swedish Pagans (with Tina Guo)
To Hell And Back (with Tina Guo)

Track list para “The Great Show” (Praga)
Ghost Division
Great War
The Attack Of The Dead Men
Seven Pillars of Wisdom
The Los Battalion
The Red Baron
The Last Stand
Far from the Flame
Night Witches
Angels Calling (with Apocalyptica)
The Price Of A Mile (with Apocalyptica)
The Lion From The North (with Apocalyptica)
Carolus Rex (with Apocalyptica)

BIS:
Primo Victoria
Bismarck
Swedish Pagans
To Hell And Back

Abaixo o itinerário europeu para a turnê da banda:

The Tour To End All Tours
c/ THE HU, LORDI
apresentando por Cobra Agency
04.03.2022 Norway Oslo Spektrum
05.03.2022 Sweden Stockholm Avicii Arena
06.03.2022 Denmark Copenhagen Royal Arena
08.03.2022 Germany Hamburg Barclays Arena
09.03.2022 Luxembourg Esch zur Alzette Rockhal
11.03.2022 Germany Berlin Mercedes Benz Arena
12.03.2022 Czech Republic Prague O2 Arena
13.03.2022 Hungary Budapest Arena
15.03.2022 Italy Milan Lorenzini District
16.03.2022 Switzerland Geneva Arena
18.03.2022 UK London Wembley Arena
19.03.2022 UK Leeds First Direct Arena
20.03.2022 UK Cardiff Motorpoint Arena
22.03.2022 UK Glasgow Hydro
24.03.2022 Belgium Antwerp Sportpaleis
25.03.2022 Netherlands Amsterdam Ziggo Dome
26.03.2022 Germany Leipzig Quarterback Immo.Arena
28.03.2022 France Paris La Seine Musicale
30.03.2022 Austria Vienna Stadthalle
31.03.2022 Germany Munich Olympiahalle
01.04.2022 Germany Cologne Lanxess Arena
02.04.2022 Germany Hannover ZAG Arena
04.04.2022 Poland Krakow Tauron Arena
06.04.2022 Estonia Tallinn Saku Arena
08.04.2022 Finland Kuopio Kuopio Hall
09.04.2022 Finland Helsinki Hartwall Arena

Ingressos disponíveis aqui

Mais informações:
Site oficial
Facebook
Instagram
Nuclear Blast
Twitter
Youtube


Ratos de Porão abre novo lote de ingressos para os 10 shows dos discos históricos

A Powerline Music & Books anuncia um novo lote de ingressos para os 10 shows da série de discos clássicos que o Ratos de Porão inicia neste fim de semana, 19 e 20 de novembro, até o final de dezembro, no Iglesia, em São Paulo. Uma pequena nova remessa para cada dia está disponível no site do Clube do Ingresso a partir das 18h do dia 16 de novembro e, após esgotar, não haverá novo lote de entradas.

Cada show será único: a banda tocará um álbum histórico por noite, do primeiro, Crucificados pelo Sistema, ao quinto, Anarkophobia. Além disso, cada apresentação ganhará um documentário. Foram quase dois anos do antológico quarteto punk longe das apresentações ao vivo, com plateia – em 2020, no primeiro evento alusivo ao 40 anos, o Ratos de Porão realizou um show live no Family Mob, apresentado pela Vans, e este ano foi a atração principal do fest on-line Noise Knob.

Além dos shows inaugurais em que o Ratos tocará o clássico absoluto Crucificados pelo Sistema na íntegra nesta sexta (19) e sábado (20), os outro serão nos dias 26 e 27 de novembro, com setlist do Descanse em Paz (1986), e 3 e 4 (Cada Dia Mais Sujo e Agressivo, de 1987), 10 e 11 (Brasil, de 1989) e 17 e 18 de dezembro (Anarkophobia, de 1991). Os ingressos também estão à venda no restaurante La Borratxeria (rua João Moura, 541, em Pinheiros, de terça a sábado, das 12h às 22h30, e domingo, das 12h30 às 18h30). Todas as datas extras acontecem aos sábados, com entrada limitada a 100 ingressos. Em todas as ocasiões, serão respeitadas as normas vigentes do Plano São Paulo de combate à Covid, determinadas pelo Governo do Estado. O uso de máscara, por exemplo, será obrigatório, assim como a apresentação do passaporte da vacina contra o novo coronavírus, com ao menos uma dose aplicada.

Iglesia, nova casa do rock

Os cinco shows acontecem na Iglesia, uma recém-inaugurada casa na capital paulista que fica na rua João Moura, 515, galpão 6, no bairro de Pinheiros (dentro do estacionamento Best Park), ao lado do La Borratxeria, restaurante bar de propriedade do Jão, o guitarrista do Ratos de Porão. Aliás, a Iglesia também é do Jão! O local é de fácil acesso, a cinco quadras da estação de metrô Oscar Freire, na linha amarela. A Iglesia (Igreja, traduzida do espanhol) é temática, mas é uma espécie de Igreja do Diabo. O palco remete a um grande altar e elementos espalhados pela casa remetem ao universo nada ortodoxo do inferno. O caixa, por exemplo, faz alusão a um confessionário.

“É uma igreja sinistra, com imagens de santo, uma cruz de ponta-cabeça na entrada. É uma igreja fora dos padrões”, brinca Jão, que se aventura em sua primeira casa de show. A Iglesia já realizou alguns eventos, mas com mesa e cadeira para shows de bandas de jazz, respeitando o distanciamento social. “Mas pro Ratos tem que ser de pé, né?”, comenta.

Documentário

“Quarenta anos de banda é uma data a ser comemorada. Já marcamos para novembro para bater com o mês de aniversário do Ratos. Estamos com sangue no olho para tocar”, destaca o guitarrista. Uma data que precisa ficar para a história, inclusive, e por isso será devidamente registrada em minidocumentários, um para cada evento, com direção de Estevam Romera (do Family Mob e Desalmado). A ideia é registrar algumas músicas do show, colher depoimentos de convidados que tem a ver com a trajetória do Ratos ou pessoas importantes do meio em que a banda rodou nestas décadas (do punk, hardcore ao metal). “E editamos na sequência. Os episódios vão ao ar antes do show seguinte, uma espécie de documentário em tempo real desta série, acompanhando este momento”, conta Estevam, que garante um material profissional à altura do Ratos de Porão.

SERVIÇO

Temporada Ratos 40 anos tocando os clássicos na íntegra

Datas: 19 e 26 de novembro; 3, 10 e 17 de dezembro de 2021

Datas extras: 20, 27 de novembro; 4, 11 e 18 de dezembro de 2021

Local: Iglesia
Endereço: rua João Moura, 515, galpão 6 (dentro do estacionamento Best Park) no bairro de Pinheiros – São Paulo
Classificação etária: 18 anos
Ingressos: Clube do Ingresso 


THE CROSS: confira teaser do novo videoclipe da banda

A THE CROSS disponibilizou o teaser do seu novo videoclipe, “Sonnenstein Castle”, pertencente ao próximo álbum, Act ll: Walls of The Forgotten. O clipe contou com a participação especial de Bianca Calixto e teve lançamento no dia 02 de novembro.  Os trabalhos de filmagem e produção do material audiovisual ficaram sob a responsabilidade da Camguru Filmes, em conjunto com Albert Bell, diretamente de Malta, que gravou os baixos na íntegra do vindouro disco, Act II: Walls of the Forgotten.

A faixa é ambientada em um hospital psiquiátrico alemão durante a segunda guerra mundial. A banda gravou o material em uma fábrica abandonada nas mediações de Feira de Santana (BA), enquanto, Albert Bell (Forsaken) gravou sua participação em um antigo cemitério usado pra enterrar vitimas da peste negra no século XVIII, em seu país de origem, Malta.


Flames Of Fire: confira o teaser de apresentação do novo supergrupo sueco

Mesmo sendo um grupo recente (sendo fundado na primavera europeia de 2021), a história do Flames Of Fire remota ao final dos anos 80 quando o jovem Christian Liljegren (que mais tarde seria vocalista de nomes como Narnia, The Waymaker, Audiovision e outros) se encontrou com o guitarrista Mats-Åke Andersson e a partir daí começaram uma amizade que teve grande impacto na vida de ambos, sempre movida pela energia, fogo e paixão pela música. Toda vez que Christian e Mats-Åke se encontravam, o desejo de fazer algum projeto juntos crescia. Ambos amavam Hard Rock e Heavy Metal com vocais crescentes e muitas guitarras gêmeas como Iron Maiden e Thin Lizzy.

Com muitas ideias em mente, o próximo passo para os músicos foi encontrar os outros integrantes, que acabaram sendo: Jani Stefanovic (The Waymaker, Zhakiah, Solution.45 dentre outros) atuando como guitarrista, tecladista, baterista, co-autor de algumas músicas e também produtor do material; Stephen Carlson (Christian Liljegren, solo) trazendo o seu estilo característico de guitarra do Hard Rock clássico dos anos 70 e 80 para se misturar com a abordagem mais moderna de Jani; Per Schelander (Astrakhan, House Of Shakira, ex Royan Hunt e Pain Of Salvation) provou ser o baixista certo com seu estilo na linha dos geniais Phil Lynnot e Steve Harris.

Com este incrível time junto, as composições começaram a surgir naturalmente e em cerca de 6 meses já tinham material suficiente para o que veio a ser o álbum de estreia e auto intitulado do Flames Of Fire. Tendo material gravado nas cidades de Lathis (Finlândia), Oppdal (Noruega), Estocolmo e Örebo (Suécia) Flames Of Fire brindará o ouvinte com 9 temas que transitam entre o Power Metal, Heavy Metal e Hard Rock na veia do que é feito por nomes como Iron Maiden, Dio, Pretty Maids, Rainbow, Thin Lizzy e outros. Flames of Fire está para ser lançado via Melodic Passion Records e distribuído pela Sound Pollution no dia 19 de março de 2022, mas um teaser de “Gloria” – single que será lançado no dia 17 de dezembro de 2021 – foi disponibilizado e pode ser conferido no link.

Flames Of Fire é: Christian Liljegren – Vocais; Mats-Åke Andersson – Guitarra; Jani Stefanovic – Guitarra, teclados e bateria; Stephen Carlson – Guitarra; Per Schelander – Baixo

Facebook
Pré-venda de Flames of Fire
Merchandise


Canção tema de Abracadabra ganha versão de Aline Happ

A canção tema de Abracadabra (Hocus Pocus), o clássico filme de Halloween dos anos 90, ganha uma versão na voz de Aline Happ, vocalista conhecida por seu trabalho à frente do Lyria. Chamada “Come Little Children”, a música é uma composição de James Horner, originalmente apresentada na voz de Sarah Jessica Parker, que interpretou a bruxa Sarah Sanderson. A versão está disponível no canal de Aline Happ no YouTube, que conta com mais de 10 mil inscritos. Assista.

Desde pequena, a artista sempre gostou do Dia das Bruxas: “Sempre gostei muito de Halloween. Uma vez minha mãe e eu fizemos uma múmia de 1,62m para uma festa no colégio, ela fez muito sucesso (risos). O filme Hocus Pocus (Abracadabra, no Brasil/ Três Bruxas Loucas em Portugal) é uma referência de Halloween e essa música é bastante marcante. Se ouvirmos apenas a música, sem pensarmos no filme, também podemos dar um outro significado a ela: o desejo de fugir de tormentos e desilusões e ir a um local desconhecido, mágico e fascinante.”, explica Aline Happ.

A versão da música ganhou algumas modificações, unindo referências do filme de 1993, da cantora Erutan e do poeta obscuro da internet, conhecido como Belos. “Na canção original, Sarah canta “garden of Magic” em vez de “garden of shadows”. Alguns versos também foram adicionados a essa versão. Ninguém sabe ao certo como essa versão realmente tomou vida, mas os versos são atribuídos a Belos. A versão que me baseei foi da Erutan, que conta com esses novos versos, mas dei minha própria personalidade para a música.”, esclarece Aline.

Conhecida mundialmente por seu trabalho como líder, vocalista e compositora do Lyria, Aline Happ é hoje uma das vozes mais famosas do metal brasileiro. Em seu projeto solo, a artista promove releituras Gothic/Folk/Celtic de canções do rock e do metal mundial que estão disponíveis em seu canal no YouTube. Graças ao apoio dos fãs, a cantora arrecadou mais de 200% da meta do financiamento coletivo para o seu disco solo de estreia, que será lançado ainda neste ano. Os vídeos postados no canal de Aline Happ contam com o apoio de fãs no Patreon e no Padrim. Conhecidos mundialmente, o Lyria é uma banda carioca fundada em 2012 por Aline Happ. De lá pra cá, o grupo lançou dois discos com apoio de crowdfunding, Catharsis (2014) e Immersion (2018) e tocou em diversas cidades brasileiras como Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, São Paulo, entre outras, além de transmitir shows online com venda de ingressos para o mundo todo.

Assista “Come Little Children

Adquira o álbum em pré-venda

Acompanhe Aline Happ

Facebook

Instagram

YouTube

Spotify


Child O’ Flames: clipe de “Raise the Flames” ultrapassa expressiva marca de 10 mil views

A banda Child O’ Flames lançou em 28 de outubro um dos trabalhos mais importantes da carreira: o single e videoclipe de “Raise the Flames”, que marca uma nova etapa na carreira ao estrear a nova formação. O vídeo, que teve produção de Alceste Ribas, da Black Flames Pictures, ultrapassou 12 mil visualizações em duas semanas, uma marca expressiva para uma banda independente. Assista “Raise the Flames”. A faixa foi gravada no renomado MGC Estúdio, comandada pelo experiente produtor Marcelo Gelbcke. A mixagem e masterização ficaram com Adair Daufembach, de renome internacional ao ter trabalhado com artistas de peso peso como Angra,Tony MacAlpine, Project 46 e Kiko Loureiro (Megadeth).

A ideia de “Raise the Flames” é “transmitir um olhar positivo de renascimento, de levantar e nunca desistir. Por mais difíceis que as coisas sejam, sempre há um novo amanhã”, explica o frontman Thiago Acantara. É uma abordagem de superação, que reflete a garra e persistência da própria banda, que deixou para trás os percalços e agora alça novos voos. Durante a jornada, o grupo se apresentou ao lado de monstros da música pesada mundial como Grave Digger, Exodus, Sepultura, Biohazard, Suicidal Tendencies, Tristania e Misfits. O single “Raise the Flames” marca o início de uma nova era na história da Child O’ Flames.

Formação: Thiago Acantara – vocal; Cesar Augusto – guitarra; Luis Ferraz – guitarra; Felipe Gusinski – baixo; Felipe Borges – bateria

Site Oficial


CHAOSFEAR lança novo EP com os dois pés fora da caixa!

O novo e desafiador EP conceitual dos paulistas do CHAOSFEAR, Aeternum, foi lançado dia 2 de novembro, Dia de Finados, exatamente por se tratar de um trabalho carregado de emoções, abordando temas fortemente calcados no luto, dor e angústia que todos passaram no último ano, principalmente os irmãos Fernando (vocal/guitarra) e Eduardo Boccomino (guitarra) que perderam entes muito próximos e queridos. A nova sonoridade da banda ultrapassa o uso de qualquer tipo de rótulo, pois foram incorporadas partes sinfônicas, violões, teclados e cellos, deixando-a ainda mais moderna, densa e melancólica de uma forma nunca ouvida antes em sua carreira de mais de 20 anos. Para Fernando Boccomino, Eduardo Boccomino, Marco Nunes (baixo/produtor) e Fábio Moysés (bateria), se manterem presos a zona de conforto está completamente fora de cogitação! Spotify.

As faixas de Aeternum são: “Until Your Last Breath”; “Eternally”; “A Pit Of Sadness”. “Until Your Last Breath” tem a participação de José Cardillo (Holy Sagga/Eye Of The King) nos teclados. Gravado no Tori Studios, em São Paulo, “Aeternum” foi produzido, mixado e masterizado pelo baixista e produtor da banda, Marco Nunes, coproduzido pelos quatro músicos e com arte de capa a cargo de Jean Santiago (Santart). “Nunca um lançamento do Chaosfear retratou tão bem um período de tempo determinado, com perdas e lutos, mas também de perseverança e esperança. Musicalmente, levamos os arranjos a um novo patamar, adicionando partes com piano, violão, cello, que já haviam aparecido de maneira mais modesta em nosso álbum anterior. Na produção, eu quis dar uma roupagem bem épica e rebuscada, algo como Roy Thomas Baker fez em “A Night At The Opera”, do Queen, e Terry Brown em “Parallels”, do Fates Warning”, trazendo muitas camadas e coisas acontecendo para que o ouvinte possa descobrir detalhes a cada nova audição numa espécie de viagem sonora.” (Marco Nunes)

“Somos uma banda que não tem medo de arriscar! Nossa arte é alimentada através de novos desafios e esse novo trabalho é mais um recomeço para a banda. Em meio ao processo de composição nossa mãe veio a falecer. Chegamos a pensar em dar um tempo nas gravações, mas achamos que a melhor saída seria continuar trabalhando e dedicar a ela todo o conteúdo lírico do EP. A letra do primeiro single “Until The Last Breath” é uma carta que escrevi para minha mãe logo após sua passagem. É praticamente um retrato de como me sinto com tudo o que aconteceu, uma mistura de emoções, como por exemplo saudade, dor, angústia, medo, arrependimento e um fundo de sanidade em meio a todo esse furacão.” (Fernando Boccomino)

“A faixa seguinte, “Eternally”, retrata o momento em que os médicos vieram nos dar a notícia da passagem de nossa mãe. De uma hora para a outra tudo mudou e não tínhamos mais ela conosco. O vazio presente no dia a dia torna as coisas cada vez mais difíceis, mas nessa hora era preciso respirar fundo e colocar a cabeça no lugar. E justamente nesses momentos de calma eu fechava os olhos e sentia a presença dela me confortando.” (Fernando Boccomino) “Fechando o trabalho temos “A Pit Of Sadness”. Os meses foram passando e o sentimento de raiva e angústia deu lugar a tristeza. Os dias chegam e nada era como antes, e jamais será. Momentos de depressão e a sensação de estar perdido no mundo se revezam. Até que um dia me levanto e vejo que tenho que sair desse buraco negro e o melhor jeito para isso é amar a vida e querer viver. Mesmo que perdido…” (Fernando Boccomino) “A ideia inicial de Aeternum for retratar esse período de perdas, mas depois de um determinado momento houve um período de aceitação, então decidimos criar a última faixa “A Pit Of Sadness” como um fechamento de esperança, completando o ciclo.” (Marco Nunes)

Discografia:

Inside The Extreme World (EP/2003)
One Step Behind Anger (Álbum/2006)
Image Of Disorder (Álbum/2008)
Legacy Of Chaos (EP/2012)
“Global Atrocity” (Single/2018)
“Path 21” (Single/2019)
“The Alliance” (Single/2020)
“Whose Fist Is This Anyway” (Single/2020)
Be The Light In Dark Days (Álbum/2020)
“From No Past” (Single/2020)
“Be The Light In Dark Days” (Single/2020)
“Cold” (Single/2020)
“The Toxic Waltz (Feat. Steve Zetro Souza of Exodus)” (Single/2020)
The Hand That Wrecks The World (EP/2021)}
Roça N’ Roll Sessions (Álbum/2021)
Aeternum (EP/2021)

Formação: Fernando Boccomino – Vocal/Guitarra;  Eduardo Boccomino – Guitarra Solo; Marco Nunes – Baixo/Teclados/Backing Vocals; Fábio Moysés – Bateria/Backing Vocals

Ouça Chaosfear em:

Spotify
Deezer
iTunes
Amazon
YouTube Music
YouTube

Mídias Sociais:

Facebook
Instagram
Linktree


Torture Squad: banda é confirmada em grande festival de música realizado no estado do Pará

Com a vacinação avançando a passos largos, e a queda no número de casos e mortes da Covid-19, aos poucos os eventos presenciais vão retornando, e com os festivais não haveria por ser diferente. Pois, a Torture Squad acaba de ser confirmada em um grande festival de música que irá ocorrer no Pará, entre os dias 14 e 19 de dezembro. O evento, que irá ocorrer no Shopping Bosque Grão-Pará, vai contar com artistas consagrados de diferentes vertentes musicais, como Elza Soares, Chico César, Karol Conká, Black Alien, dentre outros, e a Torture Squad vai estar entre os representantes das sonoridades mais pesadas. O baterista Amilcar Christófaro falou um pouco sobre a oportunidade de participar do festival.

“Belém do Pará sempre foi um dos lugares com a receptividade mais calorosa pro TS e tenho certeza de que dessa vez não será diferente. Não vejo a hora.” Ainda, The Unholy Spell, o terceiro álbum do Torture Squad, foi um grande marco na carreira da banda, contendo clássicos imortais como “Abductions Was The Case”, “Area 51” e a faixa título. O disco merece, assim, todas as referências pela celebração de seu vigésimo aniversário! Após a fantástica apresentação realizada no programa Showlivre.com, realizada no dia 10 de novembro, quando o álbum foi tocado na íntegra, a banda anunciou uma linha temática de merchandising, para que os fãs possam participar também da comemoração! Camisetas, canecas, adesivos e o relançamento em CD contendo encarte e bônus especiais, são alguns dos itens disponibilizados e que podem ser adquiridos na loja virtual da banda pelo link.

Foi produzida também uma cerveja do tipo Weiss, com o rótulo comemorativo, que está à venda no site da The Pub Beer no link. Participe e celebre com esse que é um dos principais nomes de nosso Thrash/Death! Confira os próximos shows anunciados e compareça para bater cabeça!

11/12 – Fabrique Club – São Paulo / SP

18/12 – Psica Festival – Belém / PA

Torture Squad: May “Undead” Puertas – vocal; Rene Simionato – guitarra; Castor – baixo; Amilcar Christófaro – bateria

Mais informações:

Site Oficial

Facebook

Instagram

YouTube

Spotify


Human Decay, novo disco do Crucifixion BR, já disponível

A biografia de uma banda é muito significativa em um movimento cultural como o heavy metal que conserva fortes vínculos com suas tradições. Mas quando se associa uma biografia convincente a talento musical e relevância criativa, significa que estamos diante de uma banda referencial, protagonista da cena. Esse é o caso do Crucifixion BR. Pioneiros do blackened death metal, o Crucifixion BR está completando 25 anos de carreira em 2021! Originalmente formada em 1996 na cidade de Rio Grande, no Rio Grande do Sul, o Crucifixion BR transferiu-se para a capital Porto Alegre até se radicar em São Paulo a partir de 2016. Transições localizacionais para a manutenção de um objetivo único: fazer sua música chegar para cada vez mais headbangers!

Depois de anos de turnês nacionais, shows importantes ao lado de grandes nomes do metal mundial como Dark Funeral, Gama Bomb, Krisiun, etc, uma turnê europeia que passou por cinco países, chegou o momento do Crucifixion BR apresentar seu trabalho definitivo: Human Decay! Sucessor do aplaudido Destroying The Fucking Disciples Of Christ (2014), Human Decay é o segundo álbum do Crucifixion BR e assim como o debute foi gravado no Estúdio Hurricane em Porto Alegre com produção do vocalista/guitarrista Maxx Guterres e do uruguaio Sebastian Carsin.

Human Decay reúne o seguinte tracklist: “Opening The Gates, Blasphemy Returns”, “Human Decay”, “Confirmed Execution 666”, “Annihilation And Victory”, “Chaos Of Morality”, “A Few Lies Of Your Whole Light”, “Into The Abyss”, “My Savior”, “Bloody Fire Victory”, “Passage”, “Insanidade Bestial” e “The Final Chapter”. O álbum conta com duas participações super especiais, André Rod do Attomica na faixa título “Human Decay” e da lenda Dave Ingram (Benediction, ex-Bolt Thrower) em “Bloody Fire Victory”. A arte de capa de Human Decay é assinada por Romulo Dias (Shaman, Edu Falaschi, Alírio Netto).

“O Human Decay representa a evolução natural do Crucifixion BR e estou muito feliz com isso”, declara o vocalista e guitarrista Maxx Guterres. “Mantivemos as raízes intactas e continuamos abordando a brutalidade desse estilo de música, mas há de fato, uma evolução tanto musical quanto em termos de letras. Esse é um disco mais forte, mais brutal, com mais elementos do death metal, mas ainda com a presença do black metal em alguns aspectos. O Crucifixion BR está indo por um caminho mais técnico e inteligente, acho que a música está mais criativa, assim como as letras. O Destroying… tem muita coisa antiga, da raiz, tem músicas de demos e músicas novas da época, já no Human Decay só duas músicas são antigas, “My Savior” e a “A Few Lies Of Your Whole Light”, coincidentemente são as que foram lançadas como singles e videoclipes. As letras do primeiro disco abordavam temas clássicos do black metal, como a crítica à hipocrisia da igreja católica, anti-cristianismo, um pouco também sobre crise existencial, falando da morte, enquanto que o Human Decay é uma evolução. Claro que a gente ainda mete o pau no cristianismo ou qualquer outro tipo de religião e fanatismo, mas também foca em acreditar em nós, nos nossos ideais, na nossa força interior e sem dogmas, sem religião, o que acaba por transmitir ao público uma mensagem de não desistir de seus objetivos e sonhos e tentar fazer o correto. Queremos evolução sempre e, musicalmente, nos tornarmos cada vez mais brutais.”

Human Decay foi lançado aqui no Brasil em CD pela Shinigami Records no último dia 31 de Outubro, Halloween. Para adquirir uma cópia, acesse. Human Decay também está disponível em todas as principais plataformas digitais.

Para ouvir, acesse:
Spotify

Deezer

iMusic

Youtube

Para assistir o videoclipe de “My Savior”, acesse.
“A Few Lies Of Your Whole Light” também ganhou um vídeo exibido no “Roadie Crew – Online Festival

Além do vocalista e guitarrista Maxx Guterres, o Crucifixion BR também é formado pela baterista Juliana Novo, pelo baixista Beto Factus e o guitarrista Miller Borges.

Mais Informações:
Site oficial
Facebook
Instagram
Youtube


AUTORAL, COVER NACIONAL OU INTERNACIONAL. RETORNO EM GRANDE ESTILO DO “ROCK PARA TODOS OS GOSTOS”

Abriu o tempo para o retorno do projeto “Rock para todos os Gostos”, apresentação musical em três estilos para o gênero: autoral, cover nacional e internacional. E tudo voltou a acontecer no palco do Bar Marinho no dia 12 de novembro, com as bandas Eletroacordes, Capitão Mutley, Semper Five e Delírios de Hamilton. Atendendo todas as preferências, os shows no período anterior à pandemia concentraram várias tribos para prestigiarem as melhores set list’s das bandas em cada formato. E o “Rock para todos os Gostos” voltou no mesmo formato, idealizado para apresentar o melhor da produção musical gaúcha, desde a interpretação de composições consagradas do rock, passando pelo repertório local de canções próprias dentro do estilo e derivados (blues, jazz, pop), até releituras de clássicos do rock gaúcho e nacional.

Confira as bandas participantes e o que cada uma delas toca.

ELETROACORDES – sitiada na Capital gaúcha, o quarteto autoral com mais de 12 anos de estrada tem nova formação e transcende pela música eclética – sem rótulos, receitas prontas ou jargões pré-fabricados – plugada nas origens do blues, jazz, pop rock psicodélico e anos 70. Formada por Luis Tissot (guitarra), Rodrigo Vizzotto (vocal e baixo), Cleber Nazário (violão e teclados) e Tiago Bandeira (bateria).

CAPITÃO MUTLEY – banda de Porto Alegre, trazendo um som autoral de pegada com forte influência de várias vertentes do bom e velho Rock’n roll e nas suas releituras de sons consagrados mostra toda sua versatilidade e personalidade. A banda é Ed Nascimento (baixo), Rafael Machado (guitarra solo), Didio Costa (bateria) e Marvin Machado (vocal e guitarra).

SEMPER FIVE – quinteto gaúcho que oferece a seu público, sucessos das décadas de 70/80/90 e atualidades do rock e pop/rock internacionais e nacionais, aliados a um repertório que surpreende com a seleção do melhor dos clássicos do rock. Integram a banda Priscila Martins (vocal), Rafael dos Santos (Guitarra Solo), Antônio Normann (guitarra base), Paulo Pfeiffer (baixo) e Didio Costa (bateria).

DELÍRIOS DE HAMILTON: banda cover de Pop Rock Nacional Anos 80, que busca dar sua identidade para as músicas que executa. Sua origem, como a maior parte das bandas iniciou na garagem nos anos 90. Resgatam o bom e velho rock nacional. Rafael Poletto (Vocal), Paulo Pfeiffer (guitarra e vocal), Lobo Nenê (baixo e vocal) e Elias Agnello (bateria).

Este ano o projeto esteve recebendo doações de roupas ou 1kg de alimento não-perecível do Projeto Poncho Solidário, recolhidos no local. Informações gerais: evento no Facebook.

Deixar comentário

Seu email NÃO será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.