EXODUS anuncia 11º álbum de estúdio Persona Non Grata

Com uma união forjada na juventude de uma amizade de décadas, os mestres indiscutíveis do thrash metal retornam para revelar seu 11º álbum de estúdio PERSONA NON GRATA com lançamento programado para 19 de Novembro pela Nuclear Blast Records. Hoje a banda lança o videoclipe para o primeiro single chamado “The Beatings Will Continue (Until Morale Improves)”. Assista ao videoclipe que foi dirigido e escrito por BJ McDonnell e produzido por James A Rota aqui. Gary Holt comenta: “Após o que parecia uma Era, nós agora estreamos o nosso primeiro single “The Beatings Will Continue (Until Morale Improves)”. Então eu estou empolgado com este lançamento de Persona Non Grata! Vamos dar início á sangria!”

PRE-VENDA do álbum PERSONA NON GRATA aqui 

PRE-SALVE o álbum aqui

ASSISTA: “The Beatings Will Continue (Until Morale Improves)

Literalmente traduzido para uma pessoa “que não é bem vinda” ou “inaceitável”, PERSONA NON GRATA toca em temas que revoltam e enojam a sociedade moderna. A banda se juntou na casa de Tom Hunting nas montanhas, onde produziram e gravaram Persona Non Grata de três estúdios construídos em casa. Steve Lagudi foi o homem responsável pela engenharia enquanto a banda encarregou Andy Sneap do Backstage Studio para a mixagem do álbum. Pela terceira vez na história da banda, eles voltaram a trabalhar com o artista sueco Par Olofsson que ficou encarregado pela arte da capa.

Abaixo a tracklist do álbum PERSONA NON GRATA:

  1. Persona Non Grata
  2. R.E.M.F
  3. Slipping Into Madness
  4. Elitist
  5. Prescribing Horror
  6. The Beatings Will Continue (Until Morale Improves)
  7. The Years Of Death And Dying
  8. Clickbait
  9. Cosa Del Pantano
  10. Lunatic-Liar-Lord
  11. The Fires Of Division
  12. Antiseed

Este ano EXODUS ainda se junta ao TESTAMENT e ao DEATH ANGEL na turnê “The Bay Strikes Back”. Esta trilha de 30 datas começará no dia 6 de Outubro no Fremont Theter em San Luis Obispo, na Califórnia e fará paradas em Austiun, Nova York e Detroit antes de se concluir em The Fox em Oakland em 27 de Novembro.

As datas americanas da turnê para “The Bay Strikes Back” com TESTAMENT, EXODUS e DEATH ANGEL são:
10/06/2021 Fremont Theater – San Luis Obispo, CA
10/07/2021 Aftershock Festival – Sacramento, CA
10/08/2021 House Of Blues – San Diego, CA
10/10/2021 House Of Blues – Anaheim, CA
10/11/2021 Rialto Theatre – Tucson, AZ
10/12/2021 Sunshine Theater – Albuquerque, NM
10/14/2021 Diamond Ballroom – Oklahoma City, OK
10/15/2021 Gas Monkey Bar & Grill – Dallas, TX
10/16/2021 Emo’s – Austin, TX
10/17/2021 White Oak Music Hall – Houston, TX
10/19/2021 House Of Blues – New Orleans, LA
10/20/2021 Masquerade – Atlanta, GA
10/21/2021 The Ritz – Raleigh, NC
10/22/2021 TLA – Philadelphia, PA
10/23/2021 Starland Ballroom – Sayreville, NJ
10/24/2021 Baltimore Soundstage – Baltimore, MD
10/26/2021 The Paramount – Huntington, NY
10/27/2021 House Of Blues – Boston, MA
10/28/2021 Town Ballroom – Buffalo, NY
10/29/2021 Madison Theater – Cincinnati, OH
10/30/2021 The Agora – Cleveland, OH
11/01/2021 Stage AE – Pittsburgh, PA
11/02/2021 Newport Music Hall – Columbus, OH
11/04/2021 The Majestic – Detroit, MI
11/05/2021 The Forge – Joliet, IL *ESGOTADO*
11/06/2021 The Forge – Joliet, IL *ESGOTADO*
11/07/2021 Skyway Theatre – Minneapolis, MN
11/09/2021 Summit Music Hall – Denver, CO
11/10/2021 The Depot – Salt Lake City, UT
11/27/2021 The Fox – Oakland, CA

EXODUS é: Gary Holt | Guitarra; Tom Hunting | Bateria; Steve “Zetro” Souza | Vocal; Jack Gibson | Baixo; Lee Altus | Guitarra

Mais informações em:
Facebook
Twitter
Youtube
Instagram
Spotify
Site oficial


Torture Squad: Amilcar Christófaro participa de live para arrecadação de donativos para a Central Panelaço

Já faz algum tempo que o vocalista João Gordo e sua esposa, Vivi Torrico, estão à frente do projeto Solidariedade Vegan, que visa a preparação e entrega de marmitas veganas para alimentar moradores de rua da cidade de São Paulo. Como tantas iniciativas filantrópicas, o Solidariedade Vegan conta com a colaboração de todos que queiram ajudar nesse objetivo e mantém abertos vários canais de arrecadação, que podem ser conferidos abaixo:

Solidariedade Vegan
Banco Itaú
João F. Benedan
Pix: 101.471.468-01
Ag 3757
Conta 04754-7
IDENTIFICAR: Solidariedade Vegan
Paypal

Catarse

Para ampliar a divulgação e arrecadações do projeto, foi realizado no dia 12 de agosto, uma live colaborativa que contou com a participação de Amilcar Christófaro, baterista do Torture Squad. Acompanhe a live pelo link, e colabore pelos canais já divulgados, que também estão informados no Instagram do Solidariedade Vegan. O canal de YouTube, Cafofo do Black, está com uma agenda semanal carregada de entrevistas com os mais variados segmentos. Tem esportistas, gente das artes cênicas e – claro que não poderia faltar – músicos!

Nessa última vertente, a conversa se dará com um dos mais respeitados instrumentistas brasileiros, que emprega a sua arte a serviço do Thrash Metal! Trata-se de Amilcar Christófaro, baterista da Torture Squad, uma das mais importantes e consagradas bandas já surgidas em território nacional! Amilcar f0i o convidado da edição da última quarta-feira, dia 18 de agosto. Acesse o Cafofo do Black pelo link e não perca essa entrevista imperdível! Acompanhe as novidades do Torture Squad por suas redes sociais

Torture Squad: May “Undead” Puertas – vocal; Rene Simionato – guitarra; Castor – baixo; Amilcar Christófaro – bateria

Mais informações:
Site Oficial
Facebook
Instagram
YouTube
Spotify


Manttra lança novo single em Julho – Dia de Festa

Manttra, banda de rock/grunge de Brasília – DF, preparou um novo single chamado “Dia de Festa” que irá fazer parte do álbum “A Viagem de Ulisses”, primeiro álbum do grupo e que será lançado no próximo ano. Essa nova música estará disponível em todas as plataformas de streaming em 02 de julho de 2021. Conforme a banda: “Esse novo som possui uma sonoridade forte e indica aos ouvintes que o grunge e o garage rock ainda vivem”. Esse single foi gravado e mixado no Estúdio Formiguero, em Brasília – DF, pelo produtor Bruno Formiga. Outros singles da banda já fizeram parte da programação de rádios dos Estados Unidos, França e Reino Unido, além do som ter sido incluído nas rádios e web rádios diversas ao redor da América Latina. Em 2020, a Manttra entrou na lista da Top 10 da Radio Indie Alliance (EUA).

Sobre Manttra
A Manttra (Brasília – DF) iniciou suas atividades em 2018 e, bebendo direto do DNA do rock brasiliense, busca aliar lirismo e liberdade para criar uma atmosfera sonora aberta a representação do mundo contemporâneo. O discurso e som se unem como uma viagem complexa alimentada pelas referências musicais dos 3 integrantes, todos trintões e órfãos do caldo cultural dos anos 1990. A produção da banda é recente e conta com 4 singles, todos produzidos e lançados de forma independente: Cachorro do Mato (2019); Adeus Brasília (2020); Noites dos Sonhos (2020) e Um Lugar no Cerrado (2021).

Formação: Leonardo Neves – Vocal e Guitarra; Luiz Gusmão – Baixo; Cau Delvechio – Bateria

Contatos e redes sociais

Facebook
Instagram
Youtube


A Placid Hurry é o nome do mais novo trabalho do Padovani’s Death

Uma transição entre o Between Isolation and Desolation, o A Placid Hurry vem com novos instrumentos e participacões, além é claro de novas experimentacões musicais jamais vistas nos últimos dez anos de Padovani’s Death. Segundo Padovani’s Death : “É um álbum que eu tenho muito orgulho do resultado e que investi muito de mim, e claro, contei com a ajuda de todos os envolvidos no processo tanto de gravação quanto de pós recebendo as opiniões e fazendo o possível para que o resultado final fosse na qualidade que ficou.” O single de trabalho do lançamento do álbum é “Make It Or Die Trying”. A arte foi feita especialmente para a capa pelo artista plástico e tatuador Jela Neg oh. (intagram)

Sobre Padovani’s Death

Padovani’s Death é o trabalho solo de Guilherme Padovani, artista que está desde o ano 2000 na ativa com bandas autorais, somando na sua bagagem mais de 94 trabalhos lançados e passagens por festivais como Rock na Estação, Grito Rock, Virada Cultural Paulista, Dezindie e Caquizada. Este trabalho por sua vez é o resultado de uma mente inquieta e , da mesma forma, o som não poderia ser diferente. Com início em 2009, con o EP Welcome to Death e somando uma jornada de cinco shows desde seu retorno com o EP Rise From the Dead! em Juho de 2019, o som é uma união de elementos orgânicos e eletrônicos. Padovani apresenta arranjos simples e certeiros que envolvem o ouvinte em sua inquietude, ora dançante, ora introspectiva, e na maioria das vezes agressiva. Vocal visceral, baixos distorcidos e muita energia são o que você vai encontrar aqui. Com um publico mais maduro, composto em sua maioria por pessoas entre 24 e 40 anos, as melodias trazem em suas letras vivências e questionamentos do artista, o que o mantém próximo de seu público.

Contato e Redes Sociais:
Facebook
Instagram
Youtube


Staut mistura rock e psicodelia no lançamento do disco, “Viajando ao Quadrado”

A Staut traz influências que vão dos clássicos dos anos 70 ao som pesado atual. É como pegar o blues, rock clássico, heavy rock, metal, punk, hardcore, hard rock, grunge, prog, stoner, occult e indie, picar todos em pequenos pedaços, colocá-los no fogo e aspirar a sua fumaça. A banda acaba de lançar o disco Viajando ao Quadrado em todas as plataformas de streaming pelo selo latino Electric Funeral Records. Ao ouvir o disco “Viajando ao Quadrado” que contém 10 faixas, isso fica mais claro, pois nessa “trip” sonora todos esses elementos são percebidos dentro de uma unidade forte que é o estilo não tão simplesmente classificável da banda.

Formado no Vale do Paranhana, no Rio Grande do Sul, por Roberta Naviliat Ribeiro (Voz), Renato Ribeiro Neto (Guitarra), Chico Paz (Baixo) e Daniel Seimetz (Bateria), o quarteto busca se conectar com fãs de rock sem preconceitos, falando em português para se aproximar ainda mais das pessoas que vivem ao nosso lado e possuem as mesmas realidades e necessidades dos iguais, sendo todos trabalhadores carentes em um país de poucos privilegiados. Confira Viajando ao Quadrado.


O Leopardo Lança “Dia de Caos em Belo Horizonte”

O Leopardo lança “Dia do Caos em Belo Horizonte” que é a faixa mais conceitual do novo álbum da banda de ska punk O Leopardo (MG). Também é a música que fecha com chave de ouro o lançamento do “Mundo Selvagem EP” de 2021. Com uma pegada dançante e ao mesmo tempo sombria, a música descreve a cidade de BH de agora como um lugar frio e inóspito. O que temos aqui é uma temática distópica dos tempos atuais, de pandemia de Covid-19, de crise social, recessão, fome e de democracia brasileira sob ameaça.

Sua vibe energética é a mesma de hits insuperáveis do punk e do ska inglês como “One Step Beyond” do Madness, “Gangsters” do Specials e “London Calling” do The Clash. As linhas de sax são assinadas por Henrique Staino do Iconili (MG) e os teclados feitos por Marcus Marinido Desorquestra (MG). Segundo o duo: “Uma música pulsante porém sombria, cativante embora catastrófica. Um ska punk com uma letra bem viajada jogando entre a vida e a morte, a nostalgia do passado e o medo do presente.” O lançamento ocorreu dia 16 de julho, e em todas as plataformas musicais da internet. A música também será lançada como videoclipe e com versões em espanhol e inglês

Sobre O Leopardo
Formado nas ruas de Belo Horizonte, O Leopardo nasceu no carnaval de2015e se tornou a dupla formada por Bruno Moreno & Daniel Mello. O nome do grupo remete ao selvagem e ao instintivo. Seu som é uma mistura quente de punk rock, latinidades e ska. Até então, a banda lançou um EP e2 singles desde 2015, passando pelo ska punk, reggae
e punk rock. Agora em 2021, em plena pandemia, a banda está lançando o novo disco Mundo Selvagem EP, com sete faixas, começando pelo single “Coronaradio” – um testemunho impactante sobre a pandemia do Covid-19 no Brasil. O lançamento está sendo feito de uma faixa por vez. Enfim, O Leopardo é a música quente de agora, feita nos trópicos, com apelo popular e dançante. Ela te faz cantar sobre os dilemas e alegrias da juventude, da cidade e do mundo. Arrebatador como o ataque de uma fera – ela te põe pra dançar na selva de pedra

Instagram

Facebook
Youtube


Sad Theory lança novo álbum de estúdio Léxico Reflexivo Umbral

O Sad Theory lançou na sexta-feira 13 de agosto o sétimo álbum da carreira, Léxico Reflexivo Umbral, cuja temática é inspirada na renomada série do Netflix, Black Mirror. O primeiro single do trabalho foi “Canis Metallicus”, inspirado no episódio “Metalhead” da supracitada série. O disco está disponível em formato digital, nas plataformas de streaming, e em formato físico de edição limitada, em uma embalagem luxuosa em digipack, com poster exclusivo. O CD pode ser adquirido pelas redes sociais da banda ou pelo contato direto +55 41 9580-8181 (Jeff).

O novo álbum da banda de Curitiba tem 11 músicas inéditas, apostando em um som brutal mas que não abre mão da melodia e do lirismo profundo. A história do Sad Theory é permeada por letras de teor cultural, como o disco A Madrigal of Sorrow, que flertava com “As Flores do Mal”, do poeta francês Charles Baudelaire. O grupo é formado por Claudio “Guga” Rovel (vocal), Aly Fioren (guitarra), Daniel Franco (baixo) e Jeff Verdani (bateria). Ouça nas plataformas digitais

Léxico Reflexivo Umbral

O baixista Daniel Franco traça um paralelo com suas obras anteriores: “O álbum anterior, ‘Entropia Humana Final’, acenava que o fim da humanidade era uma realidade. A humanidade, naquele contexto, é a capacidade do homem de, instintivamente, enxergar a si próprio em outro homem. De compartilhar seus sofrimentos e suas alegrias. De saber que há um elo que os une. O século XX mostrou que tal conceito de humanidade não é capaz de resistir à canetada de um burocrata poderoso. Uma lei pode decretar que seu vizinho é seu inimigo, e que merece morrer. O seu instinto de sobrevivência, então, assume o controle e faz você se transformar no ser inumano que o burocrata desejara”, disserta o músico.

O conceito lírico, que se une ao campo musical de Léxico Reflexivo Umbral, se aprofunda: “A interatividade humana atingiu níveis outrora inimagináveis, mas para isso precisou utilizar os avanços tecnológicos como interface, de forma integral, inexorável e irreversível. Tudo o que restou da nossa humanidade é convertido em bits e transmitido por ondas que, eventualmente, chegarão a diversos destinos. Tais avanços, dos quais somos plenamente dependentes, caminhariam em qual direção, num mundo onde a humanidade morreu? É disso que tratamos no nosso sétimo álbum de estúdio. A série britânica Black Mirror, em muitos de seus episódios, mostra a inumanidade, por meio da tecnologia, atingindo diversos paroxismos, de diferentes formas. Tais temas são uma matéria-prima valiosíssima para a negatividade da música extrema, e para o Sad Theory em particular. Assim, utilizamo-nos deles como ponto de partida para as letras”, explica Daniel.

Música e letras expressam ideias, porém, estas não se resumem ao terreno musical. “Como traduziríamos todo esse pós-apocalipse para o domínio visual? Através de mudanças profundas, radicais. Entretanto, a simbologia mais profunda foi atingida através da arte de Carlos Kolb. A barata tem um significado quase arquetípico. Representa a resiliência, a capacidade de perdurar mesmo sob condições extremas. Ao mesmo tempo, suscita repulsa e nojo, traz a ideia de abandono e sujeira, mau asseio. Assim, nada melhor para simbolizar aquele que, buscando a vida eterna, o poder absoluto e a capacidade de parar o tempo, atingiu seu objetivo e transformou-se num monstro abominável no processo. O aspecto minimalista da arte, com seu fundo branco eterno e implacável, representa ao mesmo tempo a perfeição e o vazio, a homogeneidade e a falta das nuances que nos fazem humanos. Mas o elefante no meio da sala, ou seja, aquilo que sobrou de nós, salta aos olhos como nada mais no Universo. O Übermensch de Nietzsche sofreu a metamorfose de Kafka. Bem vindos ao futuro!”, sentencia.

Além da capa minimalista, o Sad Theory apresenta um novo logotipo, após mais de duas décadas, desenvolvido pelo artista belga Christophe Szpajdel, que criou mais de dez mil logos, principalmente para bandas de death, black metal e ambient music, como Emperor, Old Man’s Child, Enthroned, Borknagar, Moonspell e Arcturus.

Histórico

O Sad Theory foi estreou no final dos anos 1990 e desde então, foram lançados seis álbuns de estúdio e realizados diversos shows pelo Brasil. O disco de estreia do Sad Theory é The Lady and the Torch (2002). O death metal único do grupo chamou atenção imediata, algo amplificado por shows ao lado de Krisiun, Sepultura, Nevermore e Blaze. Seguiram fazendo shows e gravando expressivas obras, como A Madrigal of Sorrow (2004) e Biomechanical (2006), até que abruptamente – ao menos para os fãs – sua carreira se extinguiu. Como nenhuma dor é eterna (ao mesmo tempo que nunca cessa), o álbum Descrítica Patológica, gravado em 2008, finalmente viu a luz do dia em 2012, marcando o retorno da banda Vermina Audioclastia Póstuma veio em 2015, e em 2017 foi a vez de Entropia Humana Final, que deu um passo adiante no som agressivo e único, alicerçado por letras de rara destreza, relatando tragédias humanas, como “Inanição”, que trata do Holodomor, o genocídio ucraniano.

Informações:
Instagram
Facebook
Youtube

Ouça o trabalho da banda nas plataformas digitais:
Spotify
Apple Music
Deezer
Amazon Music
Tidal


THE CROSS: novos produtos oficiais disponíveis

A THE CROSS divulgou a venda de novos produtos do seu merchandising oficial: Camisa “Behind the Stone Gate” por R$50,00; Boné com logomarca em couro: R$30,00; Gorro com logomarca em couro: R$45,00 (Frete não incluso). Em paralelo, o grupo lançou, em seu canal do YouTube, o videoclipe da música “Flames of Deceit”, versão quarentine sessions, originalmente composta pelo primeiro baixista da banda, Maurício Pondé. O trabalho audiovisual contou com a produção de áudio e vídeo de LFX Music Works e Paulo Monteiro, em parceria com Louis Den Studio e SD Studio, os quais respectivamente gravaram bateria e baixo.

Links relacionados:

Instagram


VULCANO: Confira a performance da banda no ‘Setfire Fest 2021 – Online’

Os paulistas do VULCANO estiveram presentes na sexta edição do ‘Setfire Fest – Online’, que foi ao ar no último domingo (15/08/2021). A banda fechou o evento com uma apresentação extremamente agressiva, trazendo a faixa “Gates Of Iron”, do clássico Tales From the Black Book. Assista agora. Em paralelo, o VULCANO foi destaque no SnowPodcast, onde concederam uma extensa entrevista, onde falaram dos 40 de carreira do grupo, novo trabalho “Majestic Satanic Eruption”, próximo álbum, Stone Orange – previsto para 2022 – e MUITO mais, confira. Encontre VULCANO em todas as principais plataformas digitais.

Sites relacionados:
Facebook
Site oficial
Sangue Frio Produções


Confira “O Egoísta”, novo single e vídeo da banda carioca Maieuttica

Sendo uma banda que sempre prezou em ir além do óbvio quando se trata de divulgar suas ações e imagens, já era de se esperar que a banda carioca Maieuttica quebrasse os seus próprios padrões quando chegasse a hora de mostrar ao mundo um novo single, e foi exatamente assim que ocorreu para o lançamento da música “O Egoísta”. Precedido por uma campanha conceitual nas redes sociais da banda com personagens históricos, fictícios e personalidades de nossa época que refletem o egoísmo em suas ações e uma nova identidade visual, o single “O Egoísta” é o primeiro lançamento inédito da atual formação da Maieuttica que conta com os vocalistas Allan Sampaio e Frank ‘Lee’ Lima, o guitarrista Lucas Lopez, o baixista Bruno ‘Matilas’ e o baterista Arthur Souza, sendo gravado no estúdio Casa Verde, com mixagem feita no estúdio Atom Music Lair (SP – @atommusiclair).

Para o vocalista Frank ‘Lee’ Lima o single “O Egoísta” representa “um divisor de águas para o ‘MTTK’, visto que dessa vez preferimos entregar uma mensagem muito mais direta tanto no instrumental quanto na letra que estava engasgada em nossas gargantas devido ao atual momento que vivemos e ainda a nova formação, ao invés da forma mais metafórica que tratávamos nos álbuns anteriores.” Para promover o lançamento do single, um video de ‘O Egoísta’ foi disponibilizado. O material teve filmagens por conta de Fabio Reina e edição de Daniel Monteiro e pode ser conferido no link. Escute “O Egoísta” na plataforma de streaming de sua preferência.

Maieuttica é: Allan Sampaio – vocal; Frank ‘Lee’ Lima – vocal; Lucas Lopez – guitarra; Bruno ‘Matilas’ – baixo; Arthur Souza – bateria

Acompanhe a Maieuttica em suas redes sociais

Deixar comentário

Seu email NÃO será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.