A lenda canadense do skate-punk, Belvedere, lança o tão aguardado 6º álbum de estúdio

O tão aguardado 6º álbum da banda, Belvedere, Hindsight Is The Sixth Sense apresenta uma mistura furiosa do antigo e do novo. Fãs mais antigos da banda vão sentir a nostalgia de “Angels Live in my Town” e “‘Twas hell Said Former Child”, enquanto desfrutam de uma nova direção na composição das músicas com o adição de Dan Wollach na guitarra e Ryan Mumby no baixo. A velocidade, os riffs, as letras perspicazes e harmonias cantadas ainda estão lá graças a o baterista Casey Lewis e ao vocalista e fundador Steve Rawles. 2020 marca o 25º ano de história da banda. Grande parte das viagens de 2020 na Europa, Canadá e México foram transferidas para 2021. A conexão com os fãs combinados com a ética de trabalho da banda fornecem a oportunidade para eles fazerem turnê por mais de 35 países e 1500 shows. Belvedere já fez turnê com quase todos que são conhecidos no circuito de punk, das menores às maiores bandas e também foram incluídos em várias edições de festivais na Europa, Canadá, EUA e América do Sul.

A banda continua a construir sua base de fãs tocando em casas pequenas, médias e grandes, incluindo uma série de shows no porão americano do final dos anos 90 de 30 participantes para apresentações em festivais ao ar livre, e ao palco principal de até 20.000 + pessoas. Hindsight Is The Sixth Sense é composto por 13 novas faixas lançadas em 14 de maio pela Thousand Islands Records na América do Norte e Lockjaw Records na Europa e no Reino Unido. Fique atento para datas de turnê remarcadas em 2021.

BELVEDERE
A lenda canadense do skate-punk Belvedere mal precisa de uma introdução. Eles são heróis do punk rápido, furioso e melódico, que nunca perderam de vista suas raízes. 2020 marcou o 25º ano da história da banda, que sentiu a necessidade de escrever e gravar seu sexto álbum de estúdio. O disco apresenta uma mistura furiosa do antigo e do novo. Formado em 1995 e originalmente nem mesmo pretendia fazer um show ao vivo, o banda pioneira de Calgary – Alberta, cresceu rapidamente a reputação na cena punk underground por sua velocidade e vocais melódicos.

Hindsight Is The Sixth Sense Tracklist
1- Happily Never After
2- Elephant March
3- The Ides
4- Camera Obscura
5- Retina
6- Chromatic
7- Good Grief Retreat
8- Comrade (feat. Roger Lima)
9- 2 Fast 2 Furious
10- Momento Mori (feat. Dylan Toews)
11- Automate (feat. Rody Walker)
12- Heartbreaker
13- Peace in Our Time

Confira


Mick Fleetwood lança álbum ao vivo com show em homenagem aos primeiros anos do Fleetwood Mac e a obra de Peter Green

Em fevereiro do ano passado, pouco antes da pandemia atingir o Reino Unido, um time de estrelas capitaneadas pelo lendário Mick Fleetwood subiu ao palco do Palladium, em Londres, para homenagear a vida e a obra de Peter Green. Agora o registro dessa noite, que ganhou um novo sentido com o falecimento de Peter, chega em todo o mundo. Mick Fleetwood & Friends Celebrate The Music Of Peter Green and The Early Years Of Fleetwood Mac está disponível como álbum duplo em todas as plataformas de streaming via BMG. Ouça o álbum.

Veja “The Green Manalishi (With The Two Pronged Crown)

Veja “Albatross

Veja “Rattlesnake Shake

Como o nome do álbum revela, a noite foi uma celebração à obra de um artista que influenciou gerações junto de um resgate de uma fase do Fleetwood Mac que muitos não conhecem, focada no blues. “O show foi uma homenagem ao blues, onde todos nós começamos, e é importante reconhecer o profundo impacto que Peter e essa primeira fase do Fleetwood Mac tiveram no mundo da música. Ele foi meu maior mentor e foi uma alegria homenagear seu incrível talento. Tive a honra de compartilhar o palco com alguns dos muitos artistas que Peter inspirou durante os anos e que compartilham meu grande respeito por ele”, conta Mick Fleetwood.

Passaram pelo palco nomes que fazem parte da história do rock como Neil Finn (Fleetwood Mac), Noel Gallagher, Billy Gibbons (ZZ Top), David Gilmour, Kirk Hammett, John Mayall, Christine McVie (Fleetwood Mac), Jeremy Spencer (Fleetwood Mac), Zak Starkey, Pete Townshend (The Who), Steven Tyler (Aerosmith) e Bill Wyman (Rolling Stones). O produtor Glyn Johns (The Beatles, The Who, The Rolling Stones, Led Zeppelin e Eric Clapton) foi responsável pela gravação. O disco chega a todas as plataformas de música digital.

Tracklist:

Act I

1. Rolling Man (feat. Rick Vito)

2. Homework (feat. Jonny Lang)

3. Doctor Brown (feat. Billy Gibbons)

4. All Your Love (feat. John Mayall)

5. Rattlesnake Shake (feat. Billy Gibbons & Steven Tyler)

6. Stop Messin’ Round (feat. Christine McVie)

7. Looking For Somebody (feat. Christine McVie)

8. Sandy Mary (feat. Jonny Lang)

9. Love That Burns (feat. Rick Vito)

10. The World Keep Turning (feat. Noel Gallagher)

11. Like Crying (feat. Noel Gallagher)

12. No Place To Go (feat. Rick Vito)

13. Station Man (feat. Pete Townshend)

Act II

1. Man Of The World (feat. Neil Finn)

2. Oh Well (Pt.1) (feat. Billy Gibbons & Steven Tyler)

3. Oh Well (Pt.2) (feat. David Gilmour)

4. Need Your Love So Bad (feat. Jonny Lang)

5. Black Magic Woman (feat. Rick Vito)

6. The Sky Is Crying (feat. Jeremy Spencer)

7. I Can’t Hold Out (feat. Jeremy Spencer)

8. The Green Manalishi (With The Two Prong Crown) (feat. Billy Gibbons & Kirk Hammett)

9. Albatross (feat. David Gilmour)

10. Shake Your Moneymaker (group finale)

Confira mais informações


THE CROSS: conheça o novo baixista da banda

A THE CROSS confirmou a adesão de Leandro Kastiphas como novo baixista da banda. Leandro, conhecido como KASTIPHAS, participa do underground de Salvador-BA desde os anos 90 tocando distintos instrumentos nas bandas locais e interagindo ideologicamente no meio Metal entre turnês e intercâmbios, dentro e fora do país. (Forsaken – 1998; Naberius – 1999; Mystifier – 2000; In Infernal War – 2004; Hellbutcher (Chile) – 2016 e em 2018; Nigrae Lunam – 2018; Mortius e Necromante – 2020; Scrupulous – 2021). Em paralelo, a Eternal Hatred Records, gravadora da THE CROSS, confirmou que o novo full-length do grupo, intitulado Act II: Walls Of The Forgotten, será lançado no segundo semestre do corrente ano. O material conterá 6 faixas com a participação especial de Achraf Loudiy do Canadá/Marrocos na música “Beyond The Eyes Of Seth”.

A THE CROSS divulgou a arte da capa do seu próximo single, “Behind The Stone Gate”, que será disponibilizado nas plataformas de streaming com um mês de antecedência ao lançamento do álbum Act II: Walls Of The Forgotten, previsto para o segundo semestre de 2021. A concepção gráfica do material ficou a cargo do designer Carlos Trino.

Links relacionados:

Instagram


Torture Squad: live desta semana no Instagram da banda foi com “Ozzynho”

A série de lives que o Torture Sqaud está realizando, em comemoração aos 20 anos do álbum The Unholy Spell, prosseguiu nesta sexta-feira, dia 21, com a participação de Ozzynho, antigo dono da Destroyer Records, que lançou o trabalho. A transmissão foi ao ar no Instagram da Torture Squad. As lives estão sendo apresentadas pelo baterista Amilcar Christófaro, que já recebeu os ex-integrantes Vitor Rodrigues (vocal) e Cristiano Fusco (guitarra), os produtores Ciero e Tchelo Martins (Datribo Estúdio) e Wanderley Perna (Genocídio), que fez a arte do álbum. As lives futuras concluirão a série com as participações de Edu Lane (Nervochaos), proprietário da Tumba Records, gravadora e agência de shows que realizou a “The Unholy Legion Tour 2002”, e Castor, baixista fundador do Torture Squad.

Torture Squad: May “Undead” Puertas – vocal; Rene Simionato – guitarra; Castor – baixo; Amilcar Christófaro – bateria

Mais informações:
Site Oficial
Facebook
Instagram
YouTube
Spotify


HÉIA: Encontre Unidos Pela Bandeira Negra – Vol 4 nas principais plataformas digitais

Em 2017 foi lançado o ‘4way split’, intitulado Unidos Pela Bandeira Negra – Vol 4, que conta com a HÉIA dentre as 4 bandas confirmadas. O trabalho, disponibilizado em LP ao lado de Imperador Belial, Guerreiros Headbangers e Arbach, porém, as faixas DOS GOIANOS já se encontram para audição gratuita nas principais plataformas digitais, confira.

Em paralelo, a HÉIA segue trabalhando pesado no marketing e divulgação do atual trabalho Magnum Opus, que está disponível para ser adquirido nos formatos de fita cassete, CD, LP, além de também já contar com sua linha de camisetas oficiais, saiba mais. Ouça em seu serviço de streaming mais utilizado.

Sites relacionados:
Facebook
Youtube
Sangue Frio Produções


Eletroacordes lança o clipe “Lorde Burguês” em uma releitura irônica Yuppie

Com o impacto negativo da pandemia sobre as atividades culturais e à classe artística, e que se estende em 2021, ficou comprometido boa parte da renda e de projetos de bandas. E não foi diferente para Eletroacordes, que sentiu o momento de retração, mas não se rendeu. O trio de rock autoral de Porto Alegre acaba de lançar o seu oitavo clipe roteirizado, intitulado “Lorde Burguês”, disponível aqui. A releitura de uma antiga canção da banda foi aproveitada para estrear em uma live do festival online Pedrada at Home, em sua 10ª edição em maio. No audiovisual, ingredientes irônicos para contestar a forma e hábitos yuppies em contraste com o que vida sugere. O apelo simples da música cunhou o refrão na frase”… chá, shampoo, champanhe uma vez por mês, na mão esquerda sou um Lorde Burguês”.

O videoclipe, produzido de forma distanciada e remota, foi captado separadamente pelos integrantes Rodrigo Vizzotto (voz, violão e baixo) e o guitarrista Luis Tissot (guitarra) em ambientes internos e editado com imagens mais intimistas. Já a mixagem do áudio, executada na produtora Casa Sonora, ganhou recursos sonoros que deu mais consistência para a composição. O som apresenta, a exemplo do clipe anterior “Dias Perdidos”, de 2020, um formato mais acústico, devido aos recursos limitados provocados pelo distanciamento social que inviabilizou o encontro dos músicos diante da classificação de Bandeira Preta no Rio Grande do Sul este ano.

Na letra de Lorde Burguês, no trecho inicial percebe-se o escárnio “…Eu e Nero, queimamos prosa sem saber porquê,…eu, sério, vou ver reprise TV…” fica demonstrado a licença poética da Eletros com o deboche em torno de situações do cotidiano misturados com o realismo fantástico. Este é o oitavo clipe roteirizado pela banda em 12 anos de estrada, além dos mais de 70 registros de entrevistas e shows ao vivo disponíveis no canal You Tube. Reinventando formatos e propostas originais desde 2020, quando a Eletroacordes também lançou a coletânea “Doces Doze Doses”, marcando os 12 anos de atividades com 12 canções, o atual projeto foi inspirado nos mesmo moldes do vídeo “Dias Perdidos”, pelos parcos recursos e limitações. O projeto participará em junho do 1º Frida Rock Festival.

Mais cinco guias de canções da Eletroacordes já foram registradas em estúdio, incluindo “Lorde Burguês”. Com outras composições em produção, deve sair para o segundo semestre o quinto trabalho da banda, com título provisório “Eletroacordes Experience”. Dos EP’s e coletânea lançados desde o início, a banda enfileirou “Respire Fundo” (2011), “Insanos” (2015), “Sono Tão Profundo” (2019) e “Doces Doze Doses” (2020).


Lançamento EP/Música de trabalho Caputo

Influenciado pelo Rock Nacional, e Fã de Artistas como Raul Seixas, Cazuza, Lobão, Renato Russo e Marcelo Nova. Vinícius Caputo Lançou seu Primeiro Álbum De Cabeça em Pé contendo 13 faixas em 2006. Dono de um trabalho único, bastante visceral e de personalidade forte, se afastou dos palcos e da música em 2009. Em 2017 Vinícius Caputo volta aos palcos para participar do Festival Música da nossa terra em Ubá-MG e fica em primeiro lugar. No final de 2018 lança seu primeiro vídeo clip oficial com seu novo single “Dose Única”. Em 2020 após lançar mais um vídeo clip com seu novo single “Cada dia é um dia” (vídeo esse todo gravado a distância e produzido por ele mesmo devido a Pandemia). Agora apresenta sua mais nova obra: o EP REVIRADO.

Em sua nova Obra Revirado, mais uma vez vai surpreender a todos pela sua analítica contemporânea, onde contesta o relacionamento entre pais analógicos e filhos digitais. A busca do Sucesso a todo custo nem que seja se prostituindo, da doutrinação da sociedade em cima dos mais humildes e com temas como o abuso infantil. Escutem sem moderação e embarquem nesta viagem.

Contatos e redes sociais
Facebook
Instagram
Youtube


Contra K lança novo single

A Contra K foi formada no final da década de 90 por Marcio Melo e Wills Silveris que na época eram ratos de fliperamas e decidiram formar uma banda. Com influências de bandas como Offspring, Nirvana, Bad Religion, Foo Fighters, Green Day, Blink 182, etc… a proposta era tocar Hardcore e Punk Rock. Mas, com o amadurecimento a Contra K foi pendendo para o Pop Rock. A banda deu uma parada em 2004, mas voltou com tudo em 2016 já com novas composições como: Pode Ir – 2017; Acabou – 2017; Não Vou Parar – 2017; Só Mais Uma Saída – 2019; Triste Esse Ano – 2019

Formação: Anderson – Bateria; Gelson – guitarra; Márcio – vocal/baixo; Willis – guitarra

Contatos e redes sociais
Facebook
Instagram

Youtube


Cuentos de los Hermanos Grind apresentará novo material na imperdível “Live Session”

Os senhores colombianos do barulho, Cuentos de los Hermanos Grind, voltam de sua masmorra com novas músicas e seu costumeiro mau gosto. Este material será lançado em uma Live Session totalmente brutal. Desta vez, os amados psicopatas mascarados apresentam “Don Satanero”, uma elegante melodia grind cheia de harmonia, com uma voz emotiva e tambores delicados, dedicada a esses desgraçados que às vezes têm de vender a sua alma por um dinheirinho. “Don Satanero” é o primeiro single de seu próximo álbum que será lançado pela HateWorks em 2021 e agora está disponível em todas as plataformas de streaming.

CUENTOS DE LOS HERMANOS GRIND – “Don Satanero

Ouça “Don Satanero” no Spotify AQUI

Cuentos de los Hermanos Grind é: Bizarrio: Vocais; Lobo Culion: Guitarra; Gato con Zorras: Baixo; Mono Loco: Bateria


DOCUMENTÁRIO “COMO SE HIZO ENCRUCIJADA”, MOSTRA O FIXION EM AÇÃO NO ESTÚDIO

A banda uruguaia de metal gótico alternativo FIXION lançou no dia 8 de maio ¿Cómo Se Hizo Encrucijada?, um documentário que mostra como foi feita a gravação de seu último álbum de estúdio Encrucijada. Este documentário reúne filmagens realizadas nos estúdios, onde foram feitas várias etapas da gravação do álbum, mostrando a banda em ação. Os fãs poderão ver como foram gravadas algumas partes da bateria, baixo, guitarra e voz, entre outros processos. Um ponto alto do vídeo é a gravação do coro sinfônico “De Profundis” que participou da música “Réquiem para un salto”, um fato marcante na gravação deste álbum, e que precisou de muita técnica e precisão na gravação, devido ao número de membros e complexidades técnicas.

O capítulo final do documentário trata dos processos menos valorizados, mas muito importantes, como o design de capa, masterização, fabricação e promoção, mostrando uma rápida revisão das inúmeras notas de imprensa e reconhecimentos nacionais e internacionais que o álbum “Encrucijada” e seus videoclipes conquistaram. A narração é feita, principalmente, por Daniel César (guitarra e voz), que, seja na frente das câmeras, ou em entrevistas, está sempre falando sobre o que estamos vendo ou vamos ver no documentário. As cenas do documentário “¿Cómo Se Hizo Encrucijada?” ficou a cargo de Pablo Rodríguez, cinegrafista com excepcional expertise em matéria musical, tendo em seu currículo grande parte do ciclo “Autores en vivo” de AGADU. Pablo Rodríguez, neste trabalho ao lado do FIXION, literalmente, entra na bateria e no refrão de “De Profundis” fazendo-nos sentir parte da banda no momento da gravação.

A pandemia mundial desencadeada em março de 2020 representou uma mudança importante nas atividades artísticas, especialmente para todos nós que trabalhamos na música. E não foi diferente para o FIXION. O vocalista Daniel César dá o seguinte relato sobre o lançamento do documentário: “havíamos acabado de lançar nosso quarto álbum de estúdio chamado “Encrucijada”, e a distribuição teve que ser feita, por motivos óbvios, quase que exclusivamente na esfera digital e através das redes sociais. O documentário “¿Cómo Se Hizo Encrucijada?” não só mostra registros audiovisuais da banda e convidados, em diferentes fases da gravação do álbum, como também traz parte do impacto midiático atingido pelo álbum “Encrucijada”, além de notas e highlights de entrevistas. Acreditamos que este documentário, já disponível no canal do FIXION no Youtube, é um bom resumo de todo o trabalho que a banda teve para lançar o álbum “Encrucijada”. É também, nestes tempos de pandemia, uma ótima forma de nos comunicarmos com nossos fãs, na falta de shows ao vivo.”.

O documentário ¿Cómo Se Hizo Encrucijada? tem duração de 35 minutos e está disponível no YouTube

Assista ao documentário ¿Cómo Se Hizo Encrucijada?

ENCRUCIJADA já está disponível no Spotify, clique aqui.

Deixar comentário

Seu email NÃO será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.