Por Mairon Machado

O Na Caverna da Consultoria de hoje viaja para o Ceará, mais especificamente Fortaleza, e apresenta a coleção de Carlos Magno, o capixaba radicado na capital nordestina, e que é apaixonado pelo punk-rock, hard-core, e principalmente, New Model Army. Acompanhe!


Ola Carlos, como vai? Bem vindo à Consultoria do Rock. Por favor, fique à vontade para apresentar-se aos leitores.
Me chamo Carlos Magno Cunha Kuster, sou natural de Vitória, capital do E.S., tenho 49 anos, sou casado, e atualmente resido em Fortaleza – CE há 16 anos. Sou colecionador de LPs, CDs, K7s e DVDs. Já fiz programas de rádios do Espírito Santo, fui colunista de música da revista Sport Session e dos sites Surf Repórter/Câmera Surf. Sou DJ há mais 25 anos e hoje as discotecagens são quase que exclusivamente em vinil onde tenho 3 projetos mensais rodando em Fortaleza: Noite do Vinil do Floresta Bar, que já dura 8 anos, Vitrola Punk no Barbarians Pub e Rock na Agulha.

Quais suas primeiras lembranças sobre ouvir música?
Me lembro, quando tinha uns 7 anos, da minha mãe colocando suas K7s para rodar no bom e velho gravador Panasonic. Ela tinha uma maravilhosa coleção das grandes cantoras brasileiras: Gal Costa, Elis Regina, Elza Soares, Maria Bethânia, Alcione, Beth Carvalho, Clara Nunes, entre outras;

O que é música para você?
Música é um “instrumento” para massagear e acalmar a alma!

Em que momento você percebeu que estava tornando-se um colecionador?
Comecei minha coleção com 14 anos de idade e nunca mais parei.

Qual o primeiro disco que comprou e por que? Você ainda o tem?
Na verdade não comprei e sim ganhei de presente num amigo secreto do colégio. Foram 2: o IRA! – Vivendo e Não Aprendendo e o Titãs – Cabeça Dinossauro;

Apresente sua coleção para nossos leitores. Quais os números da mesma? E qual a mídia predominante?
Atualmente tenho cerca de 1.500 LPs, 2.000 CDs, umas 100 K7s e uns 50 DVDs;

Quais os principais artistas que estão em suas prateleiras?
Minha coleção é predominantemente de rock, entretanto, alguns estilos e bandas tem lugar de destaque na coleção, tais como: Black Sabbath, Led Zeppelin e Van Halen nos clássicos; Ramones, Bad Religion, Circle Jerks, Discharge e T.S.O.L. no punk e hardcore; Suicidal Tendencies, Slayer e Metallica no metal (crossover e thrash respectivamente) e muito post punk anos 80, onde a banda New Model Army é a favorita!

Em questão do New Model Army, quais as principais características que fizeram você se tornar um fã da banda, e como você descobriu a banda?
Meu primeiro contato com a banda foi aos 18 anos, quando um amigo da faculdade, que também pegava onda, gravou uma K7 em forma de coletânea e me deu. Ouvi por semanas essa fita e fiquei maravilhado! A potente voz de Justin Sullivan e o baixo marcante me encantaram, além das letras sócio-políticas e da postura off mídia, nunca ligando para o mainstream;

Eu particularmente conheci o New Model Army com o Vengeance, e sons como “Betcha” e “Notice Me” são muito chapantes e legais. Posteriormente, no Ghost of Cain o som já era um pouco diferente. A partir de que momento você acha que o grupo achou a química que os mantém vivos até hoje, tendo inclusive lançado esse ano o bom From Here?
Sem medo de errar no álbum Thunder and Consolation.

Como você vê a relação da crítica brasileira com o NMA, até por que existem muitas pessoas que conhecem a banda, mas é difícil encontrar material da mesma.
Como citei acima, eles sempre foram off mídia, porém ao mesmo tempo possuem uma legião de fãs nos locais mais longínquos do planeta. Sobre a dificuldade de encontrar o material da banda, fã de verdade consegue!

Dê uma opinião honesta sobre a regravação de “The Hunt” pelo Sepultura.
Os caras são fãs do New Model Army, principalmente o Andreas. Acredito que foi uma homenagem da banda. Gosto da versão!

Qual disco do NMA especificamente você indicaria para uma pessoa que já está habituada no cenário musical e deseja entrar na carreira do grupo.
Thunder and Consolation, The Ghost of Cain e o último álbum From Here, que teve seu lançamento nacional e está fácil de achar nas lojas especializadas, por enquanto!

Alguns classificam a NMA na mesma linha de Bauhaus, Mission, Cult, e outros classificam como companheiros de Exploited. Existem até classificações comparando a banda a Metallica e Iron Maiden. Você como grande fã da banda, encaixaria a NMA em que estilo e por quê?
Acredito que o The Cult nos álbuns Dreamtine e Love em alguns momentos lembra, mas a sonoridade do New Model Army é única! Gosto de muitas bandas, vou citar algumas: The Cult, The Sisters Of Mercy, Echo & The Bunnymen, Psychedelic Furs, The Sound, The Church, Oils, The Cure, The Mission, Talking Heads, Concrete Blonde, Wire Train, The Smiths, Joy Division, New Order, Pixies e por aí vai!

Qual o disco mais raro que você tem? E qual aquele que é o arroz de festa?
Dos raros são: The Sound – From The Lions Month (1ª prensagem inglesa selo Korova); The Runaways (1ª prensagem nacional de 76); Banda Black Rio – Maria Fumaça (1ª prensagem) e o álbum Winter do New Model Army autografado por toda banda, foram os que lembrei de momento. Colecionador que se preza tem muito arroz de festa: Men At Work – The Best; A-ha – Hunting Hig and Low e Legião Urbana – Dois (considero a música “Fábrica” um hino nacional do pós punk!).

O que você faz questão de apresentar para quem vai visita-lo em termos musicais? E qual aquela obra que você gosta de apreciar sozinho?
Varia muito de quem é a visita, mas gosto de mostrar alguma coisa de música brasileira e brincar com músicas que muitos conhecem através de comerciais, porém não sabem que banda ou artista é. Na maior parte das vezes que estou só escuto punk, pós punk, hardcore e metal.

Qual a maior quantidade de itens que você comprou de uma vez só.
No ano que estive em Sampa para ver o show do New Model Army comprei 28 discos na Galeria Nova Barão.

Você já se desfez de algum disco e se arrependeu depois? Qual?
Vendi alguns devido a uma mudança e gosto de presentear amigos colecionadores com discos. Certa vez presenteei um amigo quando me mudei para Fortaleza, dando para ele os 3 primeiros álbuns do Destruction. Não me arrependo, mas sinto falta de ouvi-los!

Como você organiza sua coleção? Você utiliza algum site para catalogação? Qual?
Organizo por estilo musical/banda/artista. Não estou catalogando, mas tenho que fazer isso.

Qual a maior loucura que você já fez por um disco ou show?
Loucura por disco foi andar alguns quilômetros na chuva para comprar o The Sound – From the Lions Month em Sampa. Loucura por show foi viajar mais de 13 horas de van para assistir o Slayer no Philips Monster Of Rock, também em São Paulo.

Como você faz para se atualizar sobre música?
Antigamente devorava as revistas Bizz, Metal e Rock Brigade. Atualmente sigo o canal KZG do Gastão Moreira, o Alta Fidelidade e tantos outros no Youtube. Também utilizo o streaming para pesquisar novas bandas. As que me interessam muito vou atrás das mídias físicas!

Quais os dez melhores discos da década de 60?
Sobre as listas abaixo, não estão em ordem de preferência, são os que me lembrei no momento e que considero importantes e influenciadores para suas décadas.

1) Kinks – Face to Face;
2) Cream – Wheels of Fire;
3) The Jimi Hendrix Experience – Are You Experienced?;
4) Led Zeppelin – Led Zeppelin;
5) The Who – My Generation;
6) Gal Costa – Gal Costa;
7) Jorge Ben – Jorge Ben;
8) Os Mutantes – Os Mutantes;
9) Antônio Carlos Jobim – Wave;
10) Roberto Carlos – Roberto Carlos

Quais os dez melhores discos da década de 70?
1) Black Sabbath – Master of Reality;
2) Pink Floyd – The Dark Side of the Moon;
3) David Bowie – The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders from Mars;
4) Ramones – Ramones;
5) Sex Pistols – Never Mind the Bollocks, Here’s The Sex Pistols;
6) Secos & Molhados – Secos & Molhados;
7) Arnaldo Baptista – Lóki?;
8) Rita Lee – Fruto Proibido;
9) Tim Maia – Tim Maia (1971);
10) Banda Black Rio – Maria Fumaça

Quais os dez melhores discos da década de 80?
Internacional:
1) AC/DC – Back In Black
2) Slayer – Reign in Blood
3) Metallica – Master of Puppets
4) Motörhead – Ace of Spades
5) New Model Army – Thunder and Consolation
6) The Clash – London Calling
7) New Order – Power, Corruption & Lies
8) The Cure – Disintegration
9) Midnight Oil – Diesel and Dust
10) Danzig – Danzig

Nacional:
1) Titãs – Cabeça Dinossauro
2) Paralamas do Sucesso – O Passo do Lui
3) Ira! – Vivendo e Não Aprendendo
4) Barão Vermelho – Maior Abandonado
5) Legião Urbana – Dois
6) RPM – Revoluções por Minuto
7) Plebe Rude – O Concreto Já Rachou
8) Titãs – Jesus Não Tem Dentes No País Dos Banguelas
9) Violeta De Outono – Violeta De Outono
10) Engenheiros do Hawaii – A Revolta dos Dândis

Quais os dez melhores discos da década de 90?
1) Rage Against the Machine – Rage Against the Machine
2) Nirvana – Nevermind
3) Red Hot Chilli Peppers – Blood Sugar Sexy Magic
4) Pearl Jam – Ten
5) Megadeth – Rust in Peace
6) Sepultura – Chaos A.D.
7) Pantera – Vulgar Display of Power
8) Helmet – Meantime
9) The Smashing Pumpkins – Mellon Collie and the Infinite Sadness
10) Chico Science & Nação Zumbi – Da Lama ao Caos
*11) Jeff Buckley – Grace
*12) Alice in Chains – Dirt

Quais os dez melhores discos da década de 2000?
1) At the Drive-In – Relationship of Command
2) The Killers – Hot Fuss
3) Midnight Oil – Capricornia
4) Queens of the Stone Age – Rated R
5) System of a Down – Toxicity
6) U2 – All That You Can’t Leave Behind
8) Megadeth – Endgame
9) Porcupine Tree – Fear of a Blank Planet
10) The White Stripes – De Stijl

Quais os dez melhores discos desta década?
1) New Model Army – From Here
2) New Model Army – Between Dog and Wolf
3) Daft Punk – Random Access Memories
4) Litovsk – Dispossessed
5) Bad Religion – Age of Unreason
6) The Wraith – Gloom Ballet
7) Jesper Binzer – Dying Is Easy
8) The Mission – Another Fall from Grace
9) Johnny Marr – The Messenger
10) Criolo – Nó na Orelha

Quais os dez discos que você levaria para uma ilha deserta?
1) New Model Army – Thunder and Consolation
2) T.S.O.L – Change Today
3) Danzig – Danzig
4) Helmet – Meantime
5) Sunnyboys – Sunnyboys
6) Metallica – Master of Puppets
7) Titãs – Cabeça Dinossauro
8) Pennywise – Pennywise
9) Circle Jerks – VI
10) The Cult – Love
*11) Bad Religion – Against the Grain

Quais suas últimas aquisições?
O From Here último do New Model Army, o relançamento em LP do álbum de covers do IRA! – Isso é o Amor, Ivy Green – Ivy Green (1º prensagem selo Pogo Records) dessa banda de punk holandesa e o Rod Stewart – The Best of Rod Stewart, pois essa coletânea dele tem a música “Baby Jane”, que curto muito!

Que bandas atuais você indica para nossos leitores conhecerem?
Tenho escutado muita bandas undergrounds. Inclusive uma delas, o Litovsk com o álbum Dispossessed, está na minha lista de melhores dessa década. Eles são franceses e tem uma levada pós punk de primeiríssima qualidade. Além deles recomendo: The Wraith, Horror Vacui, The Exploding Boy, Cat Party, Hard Action, The Lillingtons, Hockey Dad, City Calm Down, Grooving in Green, Death Of Lovers, Bad Dreems e The Dead Daisies.

Indique três discos que mudaram sua vida, e conte o porquê?
O Cabeça Dinossauro dos Titãs, foi onde a “porra” toda começou! O Diesel and Dust dos Oils me tornou um apaixonado e aficionado por bandas australianas. Já Com o Change Today do T.S.O.L. me fez passar a curtir os estilos skate/punk, punk rock e hardcore. Já a paixão pelo New Model Army não foi através de um disco específico e sim através de uma K7, como já comentado acima.

A sua coleção tem fim? Chegará um dia onde você vai olhar e dizer “tenho todos os álbuns que preciso” ou isso não existe para nenhum colecionador?
Acredito que nenhum colecionador pare de comprar discos, eu sou assim! Atualmente tenho buscado ter na coleção em CD e LP meus discos favoritos.

Se Robert Heaton aparecesse em seu quarto durante um sonho, e quisesse fazer um som com você, qual seria a faixa escolhida?
Sem dúvidas “51 State”! Seria mágico!

Muito obrigado por participar de nossa Caverna. Fique à vontade, este espaço agora é seu.
Gostaria de agradecer o espaço para falar um pouco sobre música, uma das minhas paixões e também poder apresentar parte da minha coleção aos leitores e demais colecionadores. Muito obrigado!

4 comentários

  1. Vidal

    Massa a entrevista, parabéns pela aparelhagem e bom gosto musical, me idenrifico com todas as bandas citadas, curto demais desde a adolescência o NMA qdo ouvi eles no super special foi amor a primeira vista e até hj acompanho a banda, tb yenho 49 , abraço.

    Responder
  2. Fabíola

    Muito bacana a matéria e ótimo ver você tão bem 🙂 e longe da contabilidade!!

    Responder

Deixar comentário para Vidal Cancelar resposta

Seu email NÃO será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.