Por Pablo Ribeiro

Na onda de um dos filmes mais comentados dos últimos dias, venho aqui apresentar a origem do mesmo, que é o livro The Dirt: Confessions of the World’s Most Notorius Rock Band. Se há uma banda que pode se gabar de ter MUITA história para contar, essa banda é o Mötley Crüe! Fama, dinheiro, mulheres, escândalos, mortes, e drogas, tudo em doses cavalares. Claro que todos esses elementos embalados pelo Rock And Roll multiplatinado do quarteto.

O livro The Dirt: Confessions of the World’s Most Notorius Rock Band, originalmente lançado em 2001, traz tudo isso, nas palavras dos próprios músicos pertencentes às fileiras do grupo: o vocalista Vince Neil, o guitarrista Mick Mars, e os “Terror Twins” Nikki Sixx e Tommy Lee (respectivamente baixista e baterista). Também contribuem com suas memórias, jornalistas, empresários, seguranças e ex-integrantes da banda. Desses, se destaca o cantor John Corabi, integrante da banda por um curto espaço de tempo, quando substituiu Vince Neil na gravação – e posterior turnê – do álbum auto-intitulado do Crüe, de 1994.

Interno_1

Interno_2

Um pouco da parte interna do livro

As notas de Corabi, aliás, são algumas das mais reveladoras do material, explicando muito sobre sua fase na banda e principalmente sua demissão. O livro todo aliás, é bem esclarecedor e franco, dando luz a história do grupo, a vida de seus integrantes e como a fama (e suas consequências) os afetou durante os anos.

Estão lá a prisão de Tommy por ter agredido a “Baywatcher” Pamela Anderson, as DUAS experiências de quase morte de Nikki Sixx, e seu relacionamenro com Lita Ford, a doença degenerativa de Mick Mars, o acidente causado por Vince que vitimou Razzle (baterista do Hanoi Rocks) e dúzias de outras histórias que revelam muito do Mötley Crüe, e de vários outros astros que em algum momento, em maior ou menor intensidade, fez parte de sua história, ou simplesmente cruzou o caminho da banda. Artistas que influenciaram ou foram influenciados, como David Lee Roth, e os Guns’n’Roses, por exemplo.

As_Diversas_Fases_do_Crue_

As diversas fases do Crüe

The Dirt é leitura obrigatória para aqueles que são fãs do conjunto, e uma leitura essencial para os que querem ter uma noção mais próxima do que aconteceu com a “mais notória banda de rock do mundo”. O subtitulo pode parecer presunçoso e arrogante, mas depois de ler as quase 500 páginas e dar uma olhadas nas várias fotos contidas no livro, entende-se porque!

 

3 comentários

  1. Anônimo

    Com todo o respeito ao Motley Crüe, mas eles nunca chegaram aos pés do Ratt e nem do W.A.S.P.!

    Responder
  2. Mairon

    Confesso que não sou um grande conhecedor da história do Mötley, e tão pouco li o livro, mas achei o filme do caralho. Toda a questão envolvendo a saída do Vince Neil, para mim, é muito bem retratada. O encontro do grupo com Ozzy é terrível de ver, mas muito bem feito. O fato do acidente com o guitarrista do Hanoi Rocks, bem como a doença do Vince, porra, é de chorar. Até as duas vezes que o Sixx “quase” morreu também foram bem feitas. Uma lástima apenas o fato de tratarem o Corabi como um abobado.

    Responder

Deixar comentário

Seu email NÃO será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.