Symbolica – Precession [2012]

27 de outubro, 2017 | por Thiago Reis
Resenha de Álbum
0

http://amonmuzic.blog.cz/

Por Thiago Reis

Formado pelos guitarristas Zeka Junior e Diego Bittencourt, pelo baixista Lucas Pavei e acompanhados dos já bem conhecidos na cena, Gus Monsanto (vocal) e Marcelo Moreira (bateria), o Symbolica lançou seu debut album em maio de 2012 e é justamente deste disco que falaremos nas próximas linhas.

Primeiramente deve-se destacar a arte gráfica do encarte, não só da capa, mas das ilustrações da parte interna do encarte são de grande destaque.

A faixa de abertura, “Enjoy the Ride”, mostra o cartão de visitas do conjunto catarinense, com muito peso, ótimos riffs e uma bateria muito precisa e veloz de Marcelo Moreira. Outro ponto de destaque é o refrão, com ótimas melodias escolhidas por Gus Monsanto e os famosos “screams” de Diego Bittencourt. Uma ótima maneira de começar um álbum e também como primeiro single de divulgação do álbum.

O peso e bom gosto continuam com “Another Sun”, com destaque para o trabalho de guitarras, com riffs bem pesados. E para acompanhar esses riffs, temos uma presença mais marcante dos vocais energéticos de Diego, que fazem uma bela dobradinha com os vocais mais técnicos e melódicos de Gus.

SYMBOLICA

Seguimos com “Awake the Wrath of Angels”, que é ainda mais pesada, com riffs modernos mostrando certa influência de bandas como Nevermore. Marcelo Moreira mostra o porque de ser um dos melhores bateristas da atualidade, com ótimos grooves e viradas e Gus, como sempre, escolhendo na medida certa vocais mais rasgados e alternando para vocais mais melódicos.

“Around Us” é a próxima, mantendo o alto nível das composições e principalmente do excelente trabalho da dupla de guitarristas. É uma música mais direta e “crua” que as antecessoras, mas mesmo assim possui seu brilho e deve funcionar muito bem ao vivo.

“A Dance For Eternity” mostra um lado mais obscuro das composições dos guitarristas com uma introdução um pouco diferente do que já foi apresentado nas quatro primeiras faixas. Após um minuto de música quem dá as cartas é mais uma vez o competente Marcelo Moreira, com excelentes grooves, cheios de criatividade e peso.

O álbum segue com “Awakening 999”, uma faixa mais calma, com um belo dedilhado na introdução e vocais mais “grudentos” de Monsanto. Notoriamente é uma faixa mais “radio friendly”, mas mesmo assim não perde o seu brilho, já que tanto Gus quanto os guitarristas não deixam a peteca cair e mantém o alto nível, sem esquecer da ótima “cozinha”, executando também um bom trabalho.

O segundo single do álbum, “A Letter for Makind” foi muito bem escolhido, pois mostra todas as características do Symbolica: ótimos riffs, peso, bateria precisa, vocais marcantes e refrões muito bem feitos, que grudam na cabeça.

“Humu Futurus” segue na mesma linha das músicas anteriores, deixando ainda mais latente o direcionamento pretendido com o álbum Precession.

Mas o que se segue é que o mais surpreendente. Para fechar com chave de ouro o álbum, temos um cover digno de nota: “Innuendo”, do Queen. Uma das músicas mais obscuras e de difícil execução da banda inglesa, sendo executada com perfeição pelo quinteto brasileiro, mostrando toda a versatilidade dos músicos.

Precession é uma grata surpresa para os fãs de metal e mostra que existe sangue novo na cena.

sb391

Tracklist:

1. Enjoy the Ride
2. Another Sun
3. Awake the Wrath of Angels
4. Around Us
5. A Dance for Eternity
6. Awakening 999
7. A Letter for Mankind
8. Humu Futurus
9. Innuendo

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *