DVD: Eric Clapton – This Song For George

11 de setembro, 2012 | por micaelmachado
Diversos
2
Por Micael Machado

Com os avanços tecnológicos dos últimos anos, começaram a surgir no mercado títulos em DVD de origem desconhecida, os quais, mesmo sendo itens bootlegs (não-oficiais), muitas vezes trazem apresentações interessantíssimas aos fãs de determinados artistas, os quais por vezes não tem muita opção de conferir seus ídolos ao vivo com boa qualidade de imagem.
Um destes títulos é This Song for George – Japan Tour 2001 Budokan, de Eric Clapton, lançado no Brasil pela gravadora Radar Records. Gravado a partir de um especial para a televisão japonesa acontecido em Tóquio a 04 de dezembro de 2001 (apenas quatro dias depois da morte de George Harrison, grande amigo de Clapton, e com quem ele disputou o amor de Pattie Boyd, grande paixão da vida dos dois guitarristas), é um belo exemplo de um show que ficaria perdido nas fitas de alguma emissora de TV nipônica, mas foi resgatado pela tecnologia para nosso prazer.
Andy Fairweather-Low, Eric Clapton, Greg Phillinganes e Nathan East
Foto retirada do site www.geetarz.org/reviews/clapton/budokan-2001-dvd.htm
Clapton inicia o show sozinho no palco, tocando ao violão “Key To The Highway”, do excepcional Layla and Other Assorted Love Songs (1970). A excelente banda, composta por Andy Fairweather-Low (guitarras e vocais, Roger Waters, The Who), Nathan East (baixo e vocais, Michael Jackson, Stevie Wonder), Steve Gadd (bateria, Paul Simon, Return to Forever), Greg Phillinganes (teclados, Bee Gees, Paul McCartney) e David Sancious (teclados, Tone, Peter Gabriel) entra em cena em “Reptile”, espécie de jazz-rock a la Santana que dá nome ao disco que o músico divulgava na época (nessa música, assim como em outras, Sancious usa um artefato na boca que, ao ser soprado, faz o teclado soar como um saxofone. Juro que nunca tinha visto/ouvido algo parecido!). O clima acústico (com Eric ao violão e os músicos sentados) é mantido na primeira meia hora do DVD, onde são interpretados os “bluesões” “Got You On My Mind” e “Bell Bottom Blues” (em uma versão emocionante e maravilhosa), além de uma “Layla” mais lenta e comportada em relação à original, e dois dos maiores sucessos da carreira solo de Clapton, “Tears In Heaven” e a chatinha “Change The World”, com o guitarrista tocando empolgadíssimo, quase dançando sobre seu banquinho. A bela “River of Tears”, de Pilgrim (1998), dá início à parte elétrica (com o primeiro grande solo de Eric à guitarra na noite, em um instrumento pintado com cores psicodélicas que ele usará durante praticamente toda a apresentação daí em diante).
Seguimos com o clássico do blues “Going Down Slow”, também presente em Pilgrim. A agitada “She’s Gone” e a arrastada “I Want a Little Girl” não chegam a empolgar, mas “Badge”, dedicada ao falecido amigo (que tocou na versão original presente no álbum Goodbye, do Cream, lançado em 1969, sendo tirado dessa dedicatória o título do DVD), retoma a empolgação. Interpretada em uma versão mais relaxada na sua primeira parte, a canção parece que irá decepcionar, mas, a partir do verso “Yes, I told you that the light goes up and down”, a música “pega fogo”, bem como o próprio show, que entra em uma torrente de clássicos que segue em um fluxo quase ininterrupto até o final.
Clapton e sua guitarra “psicodélica”
Foto retirada do site www.geetarz.org/reviews/clapton/budokan-2001-dvd.htm
Assim, os blues “Hoochie Coochie Man” (de Willie Dixon) e “Five Long Years” (de Eddie Boyd) nos mostram a origem da sonoridade de Clapton. “Cocaine” arrasa quarteirões (com um verso extra no refrão: “that dirty cocaine”), e “Wonderful Tonight” traz aos holofotes o lado pop e romântico do guitarrista inglês.
A versão elétrica de “Layla” (com Sancious na terceira guitarra) vem colocar um enorme sorriso em nossas faces (ofuscando completamente o brilho da versão acústica apresentada antes), e “Sunshine of Your Love” nos lembra mais uma vez que pouquíssimas bandas surgidas antes de 1967 conseguiram superar a qualidade e o talento do Cream.
Visão geral do palco
Foto retirada do site www.geetarz.org/reviews/clapton/budokan-2001-dvd.htm
Com todos novamente sentados e “comportados”, “Somewhere Over The Rainbow” (do filme “O Mágico de Oz”) encerra um DVD excelente, que pode não ser a melhor coisa que Eric Clapton já gravou na vida, mas (apesar da qualidade da imagem e do som não serem lá tudo isso, e de umas legendas em japonês surgirem de vez em quando para atrapalhar) garante duas horas de muita diversão. Pode conferir sem medo.
Vale citar que o mesmo show foi lançado em outra versão chamada apenas Live At Budokan, porém com menos músicas que a resenhada aqui. Se tiver interesse no DVD, não caia na armadilha, e escolha a versão com o show completo.
Versão alternativa e incompleta do DVD
Track List:
1. Key To The Highway
2. Reptile
3. Got you On My Mind
4. Tears In Heaven
5. Layla
6. Bell Bottom Blues
7. Change The World
8. River Of Tears
9. Going Down Slow
10. She’s Gone
11. I Want A Little Girl
12. Badge
13. Hoochie Coochie Man
14. Five Long Years
15. Cocaine
16. Wonderful Tonight
17. Layla
18. Sunshine Of Your Love
19. Somewhere Over The Rainbow



2 Comentarios

  1. Anônimo disse:

    Ótima análise. esse DVD é realmente muito bom.

  2. micaelmachado disse:

    Obrigado caro anônimo! Acompanhe-nos agora em http://www.consultoriadorock.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *