DVD: Napalm Death – The DVD [2001]

14 de dezembro, 2011 | por Pablo Ribeiro
Resenha de DVD
3
Por Pablo Ribeiro

Comemorando 30 anos neste 2011, o Napalm death é a banda que definiu o Grindcore, gênero que une Hardcore e Death Metal com agressividade impressionante. Formado na inglesa Birmingham (terra dos gigantes Black Sabbath e Judas Priest, entre outros), o grupo é responsável por hinos seminais e álbums fundamentais do Grindcore. 

Entre os álbums de relevância inquestionáveis para o gênero, o debut Scum (1987) e o sucessor From Enslavement To Obliteration (1988) – obras clássicas demolidoras, compostas de músicas de uma violência nunca antes vista na música pesada – Harmony Corruption (1990) e Utopia Banished (1992), todos resposáveis por firmar o gênero grind e influenciadores de centenas de bandas. 
As constantes trocas de formação – nenhum integrante original permanece na banda – nunca prejudicaram o grupo, que teve, em suas fileiras, músicos que fariam ou haviam feito parte de bandas como Scorn, Cathedral, Carcass, Benediction e outros. Desse último veio o vocalista Mark “Barney” Greenway, que juntamente com o baixista Shane Emburry (o mais antigo integrante do Napalm), o guitarrista mexicano Jesse Pintado (falecido em 2006) e o baterista Mick Harris, depois substituído por Danny Herrera, forma a trepe responsável pelos dois shows que são o principal recheio de The DVD (título esse, aliás, tão direto e incisivo quanto o som e as letras do grupo), o qual é dividido em diferentes apresentações, que cobrem
p { margin-bottom: 0.21cm; }
os dois primeiros full lenghts da banda, bem como o EP Mentaly Murdered de 1989.
A primeira delas foi filmada em 1989, e recebeu de batismo o nome de Live At Nottingham Rock City, contando com quase 3 dezenas de músicas. A segunda é Live Corruption, gravada em 1990 no Salisburry Arts Centre, com 23 músicas,  e que tem a adição do guitarrista Mitch Harris, dando mais ataque e agressividade para o som. Com setlists muito semelhantes, os shows são uma descarga de energia absurda, onde a banda faz jus à sua fama e destrói tudo com uma intensidade quase inacreditável.
Estão lá todos as maravilhas grind do início da banda: “Unchallenged Hate”, “Life?”, “If the Truth be Known”, “Lucid Fairytale”, “Suffer the Children”, “From Enslavement to Obliteration”, “Dead”, “Mentally Murdered”, “Siege of Power”, “You Suffer”, “Deceiver” e mais uma dúzia de outras trilhas sonoras perfeitas para acabar com a integridade dos pescoços alheios. 

Apesar de um pouco abafado, o som é bom para os padrões de gravação da época, assim como a qualidade de vídeo, muito boa, fazendo dos shows não só documentos históricos, mas também algo muito legal de se assistir e curtir. Só esses dois concertos já seriam o suficiente para fazer de The DVD um item que vale a pena ter, mas além deles, há uma curtíssima mas histórica performance de duas músicas gravadas ao vivo na London Kilburn National Arena, também de 89, mas ainda contando com Bill Steer, que logo depois passaria a ser integrante somente do também seminal grupo Goregrind, tendo Lee Dorrian nos vocais. Esse, em seguida formaria o grupo de Doom/Stoner Cathedral. Importantíssimo registro histórico, com uma boa qualidade de áudio/vídeo. 
Completam o maravilhoso pacote, os vídeos promocionais da banda de 1990 até 1997, fazendo deste material um item obrigatório para fãs de desgraceira sonora da melhor qualidade. The DVD é um soco na cara muito bem dado. Daqueles que somente uma lenda atemporal como o Napalm Death pode dar. COMPRE! 
 

Napalm Death – The DVD [2001]

Promo clips:

01. Mass Appeal Madness
02. The World Keeps Turning
03. Suffer the Children
04. Plague Rages
05. Breed to Breathe
06. Greed Killing

Live at Salisbury Arts Centre, June 30th 1990

01. Control
02. Walls of Confinement
03. Unchallenged Hate
04. Life?
05. The Kill
06. Scum
07. If the Truth be Known
08. Lucid Fairytale
09. Malicious Intent
10. Social Sterility
11. Suffer the Children
12. From Enslavement to Obliteration
13. Dead
14. Practice What You Preach 15. Mentally Murdered
16. Extremity Retained
17. Mindsnare
18. Success?
19. Rise Above
20. Instinct of Survival
21. Siege of Power
22. You Suffer
23. Deceiver

Live at Nottingham Rock City, November 14th 1989

01. Rise Above
02. Life?
03. The Kill
04. Walls of Confinement
05. Deceiver
06. You Suffer
07. Siege of Power
08. M.A.D.
09. Retreat to Nowhere
10. Scum
11. From Enslavement to Obliteration
12. The Missing Link
13. Negative Approach
14. Mentally Murdered
15. Human Garbage
16. Stigmatized
17. Control
18. Success?
19. Social Sterility
20. Instinct of Survival
21. Dead
22. Practice What You Preach
23. Unchallenged Hate
24. Siege of Power
25. You Suffer
26. Dead
27. Deceiver Rock

BBC TV ‘Arena’ Special, 1989:

01. Scum
02. You Suffer



3 Comentarios

  1. Anônimo disse:

    O disco que eu mais gosto,do Napalm Death,é o Harmony Corruption,pelo fato,de ser o álbum Death Metal,do Napalm.E foi produzido,pelo Scott Burns,o mesmo produtor,do Death,e que produziu,Beneath The Remains,e Arise,do Sepultura.E contava,com Jesse Pintado,na guitarra.E foi o último álbum,com o baterista Mick Harris

  2. Anônimo disse:

    O Riff de introdução,da música Scum,do disco homônimo,é praticamente um plágio,de All your sins,do Pentagram,banda de Doom Metal.Enquanto,que alguns trechos,de Born on your Knees,possui um riff,idêntico,a Return to the eve,do Celtic Frost.E por falar em Celtic Frost,o Napalm Death,gravou,uma cover do Hellhammer,Messiah,no álbum de covers,Followers not leaders.Eles incluíram,no início dessa música,a introdução,de "Morbid Tales".O Lee Dorian,ex vocal,do Napalm Death,é amigo,do Tom Warrior.Na 8ªcermônia Metal Hammer Gods Awards,Lee Dorian,entregou o prêmio,a Tom Warrior

  3. odeio indie disse:

    O Harmony Corruption,é um clássico do Death Metal old school.É talvez,o melhor álbum do Napalm Death.Espero que mais gente,venha comentar sobre essa grande banda inglesa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *