Por Leonardo Castro
Depois de um EP (Violent Mosh, de 2004), um full-length (Chemical Assault, de 2006) e de vários splits com outras bandas, uma das mais promissoras bandas brasileiras retorna com o EP Annihilation Process, lançado no ano passado pela Kill Again Records.
“Poisoned By Ignorance” abre o trabalho, e mostra que o Violator continua praticando o bom e velho thrash metal, repleto de influências do hardcore/crossover, lembrando o som de bandas como o D.R.I. ou o Vio-lence. Contudo, os riffs, que nos trabalhos anteriores pareciam um tanto genéricos, foram mais bem trabalhados e agora têm um destaque muito maior, sem comprometer a pegada e a sensação de urgência que a banda sempre teve.
“Uniformity Is Conformity” continua na mesma linha acelerada, e tem muito de Nuclear Assault, assim como as faixas seguintes “Give Me Destruction or Give Me Death” e “Apocalypse Engine”. As três músicas, apesar de parecidas entre si, têm bons riffs e solos, e farão a alegria de quem curte aquele thrash metal mais direto e agressivo, como nos primeiros discos do Destruction.
Já “Dead Sadistic Experiments” tem um riff mais elaborado, e ainda que rápida, tem algumas passagens mais mid-tempo, ideais para as rodas e para o mosh. Entretanto, o principal destaque do álbum é “Futurephobia”, que tem muitas variações de tempo, diversos riffs, e excelentes solos, além de lembrar o Exodus da fase Bonded By Blood.

Encerrando o disco temos a versão para “You’ll Come Back Before Dying”, do Executer, presente no álbum Rotten Authorities, um dos melhores discos de thrash metal gravados no Brasil. A versão do Violator é bem próxima ao original e faz justiça a qualidade da música.
Se os discos anteriores do Violator pecavam um pouco pela falta de identidade, as músicas deste EP mostram uma banda com a capacidade de criar músicas e riffs mais marcantes. O resultado final é muito bom, e se a banda adicionar mais variação entre as músicas, tem tudo para se destacar ainda mais na cena thrash mundial.
Violator – Annihilation  Process (2010)
Kill Again Records – www.killagainrec.com
1. Poisoned by Ignorance
2. Uniformity Is Conformity
3. Give Me Destruction or Give Me Death
4. Apocalypse Engine
5. Deadly Sadistic Experiments
6. Futurephobia
7. You’ll Come Back Before Dying (Executer)

9 comentários

  1. diogobizotto

    Quem me conhece já mais ou menos sabe a minha opinião sobre essas bandas que fazem esse trash metal mais retrô e usam a indumentária do tipo: estão totalmente no direito de fazer esse tipo de música, posso até ouvir eventualmente, mas não chega perto daqueles que os inspiraram. Nem dos discos mais antigos nem do que eles estão fazendo atualmente.

    Responder
  2. goulish

    isso de chegar perto dos que inspiraram, pessoal fala que não vai chegar perto, pq esperam algo novo, mas sinceramente, em muitos momentos as bandas novas tocaram sim com mais energia e energia é essencial

    Responder
  3. leonardocastro

    O que me incomoda nessas bandas é a total ausencia de musicas memoraveis. O Municipal Waste e até os primeiros discos do Violator são assim. Muita transpiracao e pouca inspiraçao. Voce escuta o disco todo, e no fim, nao consegue lembrar de uma musica sequer, porque os riffs e levadas sao todos muito parecidos.

    Felizmente esse novo do Violator começou a corrigir isso. Apesar de ali no meio ter uma sequencia de musicas muito parecidas entrer si, a primeiro, "Poisoned By Ignorance", "Deadly Sadistic Experiments" e, principalmente, Futurephobia, não só são excelentes como tem riffs e refrões que grudam na cabeça!

    Responder

Deixar comentário

Seu email NÃO será publicado.