Por Thiago Reis

A one man band de Marcelo Ricardo, chamada Withblood, lançou recentemente o EP Finis Vitae, via Eclipsys Lunarys Productions. O material foi gravado entre dezembro de 2021 e janeiro de 2022 no Loudmaker Studios. A produção ficou a cargo de Marcelo Ricardo, enquanto que a masterização foi responsabilidade de Guilherme Penteado. Além disso, os arranjos orquestrais também ficaram sob responsabilidade de Marcelo Ricardo.

De antemão, percebe-se a influência do latim na obra, já que o nome do álbum Finis Vitae, significa “Fim da Vida”. Além disso, o nome das cinco canções que compõem o EP também possuem nomes em latim e que nos remetem diretamente à morte. O EP se inicia com “Pallor” ou em português “Palidez”, que se inicia com guitarras bem destacadas, em conjunto com vocais guturais, porém quase “falados”, em termos de ritmo e velocidade. O clima denso e soturno se completa com a entrada do baixo e da bateria, ditando o ritmo perfeitamente ao qual a música se propõe. Arranjos orquestrais aparecem ao longo da música, acrescentando elementos interessantes para a audição.

“Algor”, que em português significa “Raiva” começa com riffs mais pesados e bateria mais à frente na mix, deixando a impressão de mais peso, combinando perfeitamente com o nome da música. Outro ponto de destaque são os vocais bem agressivos e mais uma vez os arranjos orquestrais executando papel importante para se atingir o clímax da música em sua parte instrumental. “Rigor”, que também tem o mesmo significado em português dá prosseguimento ao EP, com uma parte instrumental que nos remete ao Dimmu Borgir de álbuns como Enthrone Darkness Thriumphant (1997). O destaque vai também para a bateria, que além de contribuir ritmicamente para o andamento da faixa, possui algumas partes interessantes que acrescentam muito no som. O momento que parece que temos um canto gregoriano, junto da orquestra é uma das partes mais bonitas e envolventes de todo o material.

Seguimos com “Livor”, que em nossa língua significa “Hematoma”. A introdução é bem diferente do restante das músicas, começando de forma bem enigmática, até que vocais guturais aparecem e quebram o “silêncio”. Riffs arrastados e pesados dão o tom, juntamente com a interpretação excelente das letras, sendo essa a melhor performance vocal de Marcelo Ricardo. Fechamos com “Ad Mortem Exolvuntur” ou em nosso português, “Eles são levados à morte”. Arranjos de orquestra muito bem elaborados hipnotizam qualquer ouvinte atento com sua beleza e profundidade. A voz falando de forma tranquila e densa ao mesmo tempo as letras “Life in its last breath, the imminent end of a cycle, the inevitable and ultimate ending, the cessation of reading and history, the end of the journey, the lights out, just the end of all things, just the interruption” ecoa direto na alma e encerra o EP de forma sublime, nos deixando “órfãos” de mais músicas.

L. G. Robbi (baixo), Marcelo Ricardo (guitarra, sintetizadores, vocais), Ney Paulino (bateria)

O Withblood e seu criador, Marcelo Ricardo estão de parabéns por apresentar uma coleção de músicas bem coesa, com seus quase 24 minutos de peso, melodia, emoção e poesia. O EP Finis Viate é uma excelente amostra para fãs de doom e black/atmospheric metal e um álbum full lenght é o próximo passo para a consolidação no cenário do metal.

Track list

1. Pallor
2. Algor
3. Rigor
4. Livor
5. Ad Mortem Exolvuntur

Deixar comentário

Seu email NÃO será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.